quinta-feira, 23 de setembro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

COPAMÉRICA: BRASIL PASSA PELO CHILE E PAQUETÁ É DESTAQUE NA SELEÇÃO

ZédeJesusBarrêtro comenta Brasil 1x0 Chile e seleção nas quartas de final
02/07/2021 às 17:59
    Foi um jogo duro, difícil e que exigiu muito, física e mentalmente, dos jogadores, sobretudo quando a equipe ficou com um atleta a menos, a partir do começo da segunda etapa. O rodado time do Chile deu trabalho, mas o placar de 1 x 0, com o gol de Paquetá no começo do segundo tempo, valeu e garantiu a vaga brasileira numa das quartas de final, quando vai encarar o Peru (também classificado) na próxima segunda-feira, no mesmo gramado mastigado do Engenhão, ou Nilton Santos/RJ.  

*

 No Engenhão

 Noite fria, choveu bastante durante o dia no Rio, gramado molhado, escorregadio, pesado. O Brasil invicto na competição.  O Chile com uma equipe rodada, muitos jogadores com mais de 30, remanescentes do time que foi campeão das américas em 2016. Enfim, um clássico sul-americano de muita rivalidade.

Com bola rolando ...

 O Chile com três zagueiros, cinco meio-campistas (dois alas) em dois atacantes bem rodados, avançados. O Brasil com dois meio-campistas marcadores e quatro atacantes; Neymar e Firmino voltando para recompor e puxar os contragolpes.

 - Defensivas cerradas, dificuldades de penetração lá e cá, tentativas em chutes de longa distância, sem êxito nos primeiros 15 minutos. A melhor chance aconteceu aos 18’, com um lançamento de Sanchez pro Vargas por cima da zaga, em posição irregular; o avante tentou por cima de Ederson que saia, mas errou o alvo e estava impedido. Um minuto depois, Richarlison recebeu em profundidade, pela esquerda, e disparou par defesa de Bravo, também impedido o avante brasileiro. Aos 21’, Neymar levou a marcação pela esquerda e cruzou fechado na pequena área, Firmino chegou atrasado na bola e não conseguiu finalizar. Aos 26’, Vargas, num contragolpe, levou a marcação de Thiago Silva e bateu forte, cruzado, baixo, para a espalmada de Éderson.

 Jogo duro, brigado mas leal, os chilenos pressionando muito a arbitragem, equilíbrio de ações, pouco espaço para manobras e troca de passes. Muita intensidade, todos indo e voltando. O Brasil mais avançado

- Aos 31’, Danilo bateu forte da entrada da área chilena, cobriu a trave. Aos 36’, nova trama pela direita, Danilo cruzou forte, rasteiro, Neymar tentou de letra mas a zaga salvou a escanteio. Aos 42’, Neymar livrou-se da marcação e enfiou para Gabriel Jesus, que ganhou da zaga e bateu firme para grande defesa de Bravo, espalmando por cima.

 A seleção canarinho terminou melhor, dominando o meio campo e atacando mais na primeira etapa, bem movimentada.

*

 A segunda etapa começou a mil. Tite, nos vestiários, trocou Firmino (um avante) por Paquetá (meio-campista), mudando o jeito de jogar da equipe. E logo no primeiro minuto...

- Gol! 1 x 0 Brasil, numa trama pelo meio, Neymar de calcanhar achou Paquetá se infiltrando na área inimiga, ficou de cara e não perdoou, abrindo o placar.  Mas...

 Aos 3 minutos, num lance bobo no meio campo, Gabriel Jesus atingiu o lateral Mena com uma patada no rosto, numa dividida, mesmo sem maldade, inconsequente... foi expulso pelo árbitro argentino. O Brasil com um atleta a menos em campo, pois, logo no começo da segunda etapa. Outro panorama, outro jogo a partir daí, claro. Os chilenos foram pra cima. A partida fica dramática e pegada, tensa.

 - Aos 17’, o Chile fez um gol, após uma bola alçada de uma falta, mas o bandeira viu impedimento e o VAR confirmou. O Chile tira zagueiros e põe meias e atacantes, partiu para pressão. O time brasileiro se fecha atrás. Aos 21’, Neymar arrancou pela esquerda, levou a marcação, ficou de frente com Bravo mas o goleiro evitou o segundo gol brasileiro. Aos 25’, cabeçada de Bereton no travessão de Éderson. Aos 32’, Vargas disparou e Ederson espalmou no alto.

  A seleção suportava bem atrás e vivia ofensivamente das arrancadas esporádicas de Neymar, sempre ousando, incomodando, catimbando, buscando as faltas, ganhando tempo, na manha. O árbitro acrescentou seis minutos. Vencemos !

*

 Destaques para Ederson, Danilo, Fred, Paquetá, Richarlison e ... Neymar. A luta e aplicação, superação de todos, sobretudo quando a equipe ficou com 10.

  O Chile valorizou muito o triunfo brasileiro, correu e tentou até o final.  

*

 Tite mandou a campo: Éderson, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Lodi (Militão); Casemiro, Fred e Neymar; Gabriel Jesus, Firmino (Paquetá) e Richarlison (Cebolinha).

 O Chile de Martín Lasarte (uruguaio) : Bravo, Islas, Erick, Medel e Sierralta; Islas,  Pulgar, Vidal, Aranguiz e Mena; Alexis Sanches e Vargas. (Palácios, Bereton, Meneses, Valência)   

 Arbitragem do argentino Patrice Loustau, com o auxílio do VAR. Seguro, jogo difícil.

**

 Peru no páreo

 - No começo da noite, o Paraguai – com um atleta a menos durante toda a segunda etapa- conseguiu um empate heróico no finalzinho do tempo normal (3 x 3), contra o Peru, e a decisão foi para a cobrança de tiros livres da marca do pênalti, no Estádio Olímpico de Goiás. Jogo disputadíssimo, seis gols. Então, os peruanos foram mais efetivos (4 x 3) e o Peru classificou-se para uma das quartas de final. Pega o Brasil.   

  - Ou dois outros classificados, do Grupo A, saem neste sábado. Às 19h, no Mané Garrincha/DF, Uruguai x Colômbia. Às 22 h, no Olímpico/Goiânia, a Argentina enfrenta o Equador. Os vencedores se enfrentam, pois.

*

Eurocopa

- Espanha x Itália é o primeiro confronto definido para as quartas de final.

   O jovem time da Espanha, com seu toque de bola, pé em pé, venceu a vigorosa e aplicada equipe da Suíça, na cobrança de tiros livres da marca do pênalti (3 x 1), depois de um empate (1 x 1) no tempo regulamentar e uma prorrogação sem gols. O time espanhol teve mais a bola e jogou quase todo tempo no campo adversário, mas a meninada de Luiz Enrique parou nas ótimas atuações do goleiro Sommer e do zagueiro Asenti. A parada com a cascuda Itália vai ser mais difícil.

  O time italiano venceu 2 x 1 a boa equipe da Bélgica (de Lukaku e De Bruyne), com um futebol agressivo e coletivamente bem jogado, além de sua habitual solidez defensiva.  

 - O outro confronto das quartas de final se define neste sábado, com dois jogos: - às 13h, Dinamarca x República Tcheca, e às 16h, Inglaterra x Ucrânia.

  Tem muita gente apostando numa final Itália x Inglaterra. Veremos. Cada jogo tem sua história.

**

 Série B

 Neste sábado, às 21h30, o Vitória recebe o Goiás, no Barradão. O Leão está na zona de baixo da tabela e precisa vencer, a todo custo.

**

Seleção Olímpica

 Eis a relação dos jogadores que representarão o futebol do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio:

- Goleiros: Brenno (Grêmio), Santos (Athletico) e Lucão (Vasco)

 - Laterais: Daniel Alves (São Paulo), Gabriel Menino (Palmeiras), Guilherme Arana (Atlético-MG) e Abner (Athletico)

 - Zagueiros: Diego Carlos (Sevilla), Gabriel Magalhães (Arsenal), Nino (Fluminense) e Bruno Fuchs (CSKA)

 - Meio-campistas: Bruno Guimarães (Lyon), Claudinho (Bragantino), Douglas Luiz (Aston Villa), Reinier (Borussia Dortmund), Douglas Augusto (PAOK) e Matheus Henrique (Grêmio)

 - Atacantes: Antony (Ajax), Martinelli (Arsenal), Matheus Cunha (Hertha Berlim), Paulinho (Bayer Leverkusen) e Richarlison (Everton)...

**

 Viva o 2 de julho, data de nossa Independência!  Salve os Caboclos!