Colunistas / Literatura
Rosa de Lima
ROSA DE LIMA ANALISA "ENSAIO SOBRE A INDEPENDÊNCIA”, XAVIER MARQUES

O ensaio polêmico de Xavier Marques com análise relevante dos acontecimentos que levaram ao conflito baiano de 1822 e 1823

ROSA DE LIMA COMENTA "O EU SOBERANO" DE ELISABETH ROUDINESCO

Elisabeth Roudinesco leciona psicanálise na Universidade de Paris VII e é biografa de Sigmund Freud

ROSA DE LIMA COMENTA LIVRO "IDENTIDADE E VIOLÊNCIA", DE AMARTYA SEN

Bem, em resumo, diria que, “Identidade e Violência” contém informações valiosas, uma erudição própria de um autor que é professor de economia em Harvard

LIVRO: ROSA DE LIMA COMENTA HORÁCIO DE MATTOS, POR OLYMPIO BARBOSA

O livro aponta todas essas tramas e também revela (nos primórdios) como Horácio de Mattos entra nesse jogo e nas lutas de campo e do cerco a Campestre (hoje, cidade de Seabra.

ROSA DE LIMA COMENTA MITOLOGIA, HISTÓRIA DE DEUSES E HEROIS,T BULFINCH

E quem escreveu este livro em análise foi Thomas Bulfinch (1796-1867) um norte-americano de

ROSA DE LIMA COMENTA “NA CASA DO MEU PAI”, DE KWAME ANTHONY APPIAH

Obra dessas que são lidas fazendo anotações e estudos complementares, e quando se chega ao fim se sente extremamente gratificado com os ensinamentos que o autor oferece aos leitores

ROSA DE LIMA ANALISA LIVRO "É A ALES", DO PRÊMIO NOBEL 2023, JON FOSSE

Livro que o autor põe o leitor para pensar na existência humana das primeiras linhas às últimas – o amor, a dor, a solidão, a compaixão e o que mais se queira entender.

ROSA DE LIMA COMENTA PELE NEGRA, MASCARAS BRANCAS; DE FRANTZ FANON

Aos olhos de hoje é preciso observar a época em que Fanon escreveu “Pele Negra, Máscaras Brancas”, 1952, no pós II Guerra Mundial quando a França, a Inglaterra, Portugal e Bélgica mantinham colônias em países do Caribe e da África

ROSA DE LIMA COMENTA "UM JAGUNÇO EM PARIS", DE OLEONE COELHO FONTES

E toda essa longa trajetória nasceu lá em Chorrochó, quando tinha 12 anos de idade e teve a premonição de conhecer a Dinamarca após a visita a uma exposição de bodes em Uauá

ROSA DE LIMA COMENTA "MULHER PRETA NA POLITICA", DE OLÍVIA SANTANA

É, portanto, um livro onde os leitores são direcionados para um determinado ponto de vista que a autora defende piamente, mas que também permite reflexões.

ROSA DE LIMA COMENTA A PELEJA DOS ZUAVOS, ROMANCE DE JOLIVALDO FREITAS

Obra densa que narra um episódio na região do São Francisco, Bahia, de grilagem de terras e do mandonismo de um coronel da época do Império

ROSA DE LIMA COMENTA DOM QUIXOTE DA MANCHA, DE MIGUEL DE CERVANTES a

As aventuras de um fidalgo sonhador da Espanha e seu escudeiro Sancho Pança

ROSA DE LIMA COMENTA MESTIÇAGEM, IDENTIDADE E LIBERDADE, DE A. RISERIO

Antonio Risério expõe seus pontos de vistas sem medo dos patrulhamentos à esquerda e à direita

ROSA DE LIMA COMENTA RELATOS DE UMA GUERRA PRETA, DE NELSON MACA

É uma obra que revela, também, uma forte exposição corajosa do autor em mostrar uma exposição de fatos que é permanente na cidade do Salvador

ROSA DE LIMA ANALISA O POEMA ÉPICO "CARAMURU", DE SANTA RITA DURÃO

Trata do Brasil colônia nos primórdios e naufrágio de Diogo Álvares na Bahia

ROSA DE LIMA COMENTA LIVRO “OS CRAQUES QUE VI JOGAR” p WALMIR ROSÁRIO

Walmir Rosário é radialista, jornalista, advogado e escritor

ROSA DE LIMA COMENTA O ROMANCE TORTO ARADO, DE ITAMAR VIEIRA JÚNIOR

Livro aborda a luta dos trabalhadores rurais contra o latifúndio na Chapada Diamantina da Bahia

ROSA DE LIMA COMENTA “ACADEMIA DOS REBELDES”, DE FLORISVALDO MATTOS

Obra densa publicada pela ALBA Cultura sobre a cultura universal e o movimento modernista na Bahia, a partir de Salvador

ROSA DE LIMA COMENTA ASSASSINATOS NA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS

Assassinato na Academia Brasileira de Letras foi lançado por Jô Soares, em 2005

ROSA DE LIMA COMENTA A ILUSTRE CASA DE RAMIRES, por EÇA DE QUEIRÓS

Há, assim, entre o passado (a glória, feitos heroicos) e o presente (a decadência visível e um esforço imaginativo de reconquistá-la) o sentimento de que a Casa do fidalgo da Torre merecia toda a atenção e respeito