sexta-feira, 24 de setembro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

COPA DO BRASIL: BAHIA GOLEIA O MANAUS (4X1) E VAI PARA TERCEIRA FASE

O Gavião do Norte não esmoreceu, continuou correndo muito, ousando, alçando bolas na área, criando situações de perigo.
08/04/2021 às 11:14
   Muitos gols, jogo corrido e mais um triunfo convincente do Tricolor baiano na competição, chegando com mérito à terceira fase. A despeito do placar (4 x 1), não foi uma partida fácil, sobretudo pela força, determinação e correria do time de Amazonas, brigando até o final e levando perigo. O segundo tempo foi mais movimentado e melhor de ver. 

 O time de Dado Cavalcanti está em construção e precisa melhorar muito a marcação no meio campo e posicionamento defensivo. Mas já tem lampejos, momentos de bom futebol. Jogadores novos chegando, alguns já entrando, formações diferentes...  o encaixe exige um pouco de tempo de jogo e paciência... do torcedor.   
*
  Curiosidades: 

- Foi o primeiro confronto entre essas equipes. O Manaus, fundado em 2013, é tricampeão amazonense, disputa a Série C do Brasileiro, e nesta temporada havia disputado seis jogos sem perder, chegou a Salvador invicto. Inclusive venceu o Jaraguá de Goiás, na casa do adversário, com goleada (4 x 1), pela mesma Copa do Brasil. Time fogoso e ousado. 

 - No Tricolor, a estreia do zagueiro Luis Otávio e com Thaciano atuando desde o começo pela primeira vez, compondo o meio campo. O Tricolor vinha de uma goleada (7 x 1) sobre o Campinense, na competição, o ataque mais positivo. 
*
  Com bola rolando 
  Mal começou ...

 - Gol ! 1 x 0, Bahia, aos 2 minutos. Patrick esticou na esquerda para Matheus Bahia que cruzou forte e rasante, de primeira, para desvio de Rodriguinho na pequena área.

 O time do Norte não se assustou, encarou. Com a marcação frouxa na frente da área tricolor, Diego Souza bateu forte, rasteiro e cruzado para Douglas espalmar a escanteio. 

 - Gol ! 2 x 0, Thaciano, aos 9 minutos. Gilberto fez a parede na área adversária e rolou na meia lua para o estreante que, ajeitou e bateu forte, seco, rasteiro, no canto, ampliando. 

  Com os gols levados em tempo tão curto, o time visitante não tinha alternativa, precisava sair pro jogo, buscar um gol, expondo-se aos contragolpes. O Tricolor troca passes, sem pressa, tem o controle do jogo. Aos 23’, Vanilson entrou pela esquerda em alta velocidade, ficou de cara, mas Douglas cresceu, desviou a escanteio. Pressão do Manaus, alçando bolas, chegando forte, equilibrando. 

 - Gol ! 2 x 1, Vanilson, aos 35 minutos. Erro de passe no meio campo, displicência, bobeira de Nino, o meio campo não encostou, o Manaus traçou bem, e o cruzamento da direita foi escorado por Vanilson, de frente, diminuindo e colocando o time verde no jogo.

  Aos 42’, depois da cobrança de escanteio, disputa pelo alto e Gilberto escorou para as redes, mas a arbitragem pegou impedimento do atacante tricolor. 

  O Tricolor fez dois gols cedo e acomodou-se. Parecia ter o jogo sob controle, mas vacilou, levou um gol e o Manaus cresceu. Jogo aberto e nada definido. O segundo tempo promete.
*
  Logo no começo do segundo tempo, o Bahia voltou ligado ... 
 - Gol ! 3 x 1, Conti, de cabeça escorando escanteio bem cobrado da esquerda por Rodriguinho, aos 4 minutos.  
  O Tricolor não arrefeceu, continuou ofensivo, na frente. 

  - Gol ! 4 x 1, Rossi, aos 16 minutos. Marcando mais forte e adiantado, Patrick roubou a bola e cruzou da esquerda, na pequena área; Rossi só escorou, fechando na direita. 

   O Gavião do Norte não esmoreceu, continuou correndo muito, ousando, alçando bolas na área, criando situações de perigo. O Tricolor amaciando, trançando. Aos 27’, Rossi levantou da direita e por muito pouco Conti não emplacou seu segundo gol, testando rente. Aos 29’ e 31’, Douglas teve de trabalhar bem em dois chutes perigosos dos visitantes. Aos 33’, pressão e bombardeio do Manaus, com bolas na trave e Douglas trabalhando.  

  Aos 43’, Matheus Bahia teve ótima chance de ampliar, encheu o pé, cobriu o poste. Aos 44’, Alesson acertou o pé do poste de Rafael. Aos 45’, Alesson cruzou da direita, a bola rasteira atravessou a pequena área e Novaes não alcançou. Aos 47’, Alesson até fez, mas a arbitragem anulou, impedimento. O Tricolor teve chance de ampliar. 
 *
  Destaques

  Douglas fez boas defesas, esteve bem, enfim. Matheus Bahia melhor que Nino, sobretudo no apoio. Patrick, incansável. O primeiro tempo de Thaciano. Gilberto & Rodriguinho, criativos. Os zagueiros Conti e Luis Otávio tendem a crescer juntos, mais entrosados; parecem lentos, mas têm boa antecipação, boa bola alta e melhoraram muito a saída de bola defensiva, com bons passes, mais agudos. 

   O time de Manaus deu trabalho, não se entregou, mostrou boa aplicação coletiva.
 *
Escalações 

- Bahia : Douglas, Nino Paraíba, Conti, Luis Otávio e Matheus Bahia (Alresson); Patrick, Thaciano (Edson) e Daniel (Galdezani); Rossi (Gabriel Novaes), Gilberto e Rodriguinho (Capixaba).  Treinador, Dado Cavalcanti. 
 - Manaus : - Rafael, Edvan, Thiago Spice, Luis Fernando e Douglas Lima; Gabriel Davis, Vinícius Barba, Erivelton (Jack Chan); Gilson (Assis), Vanilson e Diego Souza. Treinador, Luizinho Lopes. 
 Arbitragem de Santa catarinha. No apito, Rodrigo d’Alonso Ferreira. Sem maiores problemas.