sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Política

DEPUTADA DESMENTE VERSÃO DE QUE TERIA SOFRIDO UMA SURRA DO MARIDO

Com informações da coluna de Bela Megali
Tasso Franco , da redação em Salvador | 23/07/2021 às 18:51
Joyce Hasselman diz que sofreu um atentado
Foto: REP
   Versão circulante nas redes sociais de que a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) teria tomado uma surra do marido e não sofreu um atentado, como diz, a colunista Bela Megale, entrevistou a deputada para esclarecer os fatos. Segundo a nota em Bela as “ilações” reverberadas após a revelação de que ela sofreu fraturas teriam sido, de fato, “vítima de um atentado”. 

  O marido da parlamentar, o neurocirurgião Daniel França, passou a ser vinculado à agressão nas redes sociais. Joice rechaça veementemente essa versão. Diz que isso passou a ser a dito para “criar uma cortina de fumaça para que não se descubra a verdade” sobre o que aconteceu na madrugada do domingo passado.

 – De maneira muito canalha, estão tentando desviar o foco e colocar o meu marido em suspeição. Quem me conhece e conhece o Daniel sabe que é muito mais fácil eu dar uma sova nele do que ele ousar levantar a mão para mim. O meu marido é o tipo de homem que puxa a cadeira para eu me sentar, abre a porta do carro e me espera na porta de casa com uma taça de champanhe. Ele é um príncipe, incapaz de dar um tapinha no meu gato para assustá-lo – disse Joice à coluna.

   A parlamentar repetiu à coluna que quem a socorreu foi seu marido, o neurocirurgião Daniel França, que costuma passar os fins de semana em Brasília. A deputada ligou para o celular do marido às 7 horas da manhã, porque não conseguia se levantar (ela mostrou para a coluna o registro dos telefonemas no seu celular).

A deputada relata que ele dormia em outro quarto da casa. Ao levar a reportagem ao local em que acordou ferida, a parlamentar mostrou o cômodo onde afirmou que estava Daniel França, naquela noite. Joice diz que o casal costuma dormir separado, porque o marido tem problemas com ronco. A parlamentar afirma que França a levou para o quarto, fez curativos e ministrou os remédios.

– Daniel foi a primeira pessoa a me socorrer, a exigir que eu fizesse as tomografias. É uma canalhice tentarem envolvê-lo nesse episódio. Isso tem um intuito de criar uma cortina de fumaça para que não se descubra a verdade. Não vou permitir. Se (o agressor) fosse meu marido, filho, pai ou irmão, eu teria denunciado e colocado na cadeia. Qualquer um que me conhece minimamente sabe disso.

Joice disse também que “é lutadora” e que Daniel França costuma repetir para amigos do casal, em tom de brincadeira, que “o que me causa mais medo é tomar uma coça” da mulher.

– Ele sabe que, aqui, não é brincadeira, não – emendou a parlamentar.