ter�a-feira, 19 de outubro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BAHIA CORRERIA SEM OBJETIVIDADE EMPATA COM GALO

Agora são 9 partidas sem uma vitória em péssima campanha do segundo turno
28/11/2019 às 10:44
  O Atlético Mineiro teve mais a bola no primeiro tempo, mas o Bahia dominou a segunda etapa. O Galo achou o gol numa infelicidade do zagueiro Juninho que errou ao tentar dominar uma bola no meio campo, num lance isolado;  o Tricolor empatou e encurralou o Galo, deu calor até o final, mas chutou pouco.  Teve torcedor que vaiou, inconformado com a campanha: nove jogos sem um triunfo; teve torcedor que aplaudiu porque os jogadores se empenharam  e correram muito.

  Com o resultado, a equipe baiana chegou a 45  pontos ganhos e dormiu em 10 º lugar, ainda. O Galo chegou aos 42. 

Faltam três jogos, dois fora de casa: contra o CSA, domingo, e o derradeiro no Ceará, contra o Fortaleza. Na Fonte Nova, pega o Vasco.

*

Com a bola rolando

- O Tricolor todo de azul e o Galo com seu tradicional preto&branco, listras verticais. Noite limpa. Público de pouco mais de 13 mil pagantes, abaixo da média, o torcedor chateado.  

- O Galo começou em cima, apertando, dificultando a saída de bola do tricolor, mas a primeira boa chance foi do Bahia, com Gilberto antecipando-se à zaga mineira e testando a bola cruzada da esquerda que, caprichosa, bateu no travessão, desceu mas não entrou. 

 -  A resposta: aos 11’, Otero bateu falta fechada, da esquerda, e assustou. Aos 15’, o goleiro atleticano soltou uma bola larga, cruzada da esquerda, e Juninho tentou completar mas errou o alvo. Dois minutos depois, Artur viu o goleiro Cleiton adiantado e tentou encobri-lo de longe, mas o goleirão ficou com a bola.

 - Jogo animado e bem jogado, bola no chão, corrido e equilibrado. O Galo tem mais a bola. Aos 23’, Fábio Santos cruzou do fundo, forte e Patrick testou, fechando do lado oposto, livre, por cima.

 - Gilberto,  aos 36’, recebeu em profundidade de Artur, pela  direita, e encheu o pé, mas Cleiton espalmou a escanteio; primeiro bom contragolpe baiano, em velocidade. Bom momento do Tricolor, mais à frente, conseguindo escanteios seguidos e fazendo alguma pressão. O torcedor acordou.  Mas o gol não saiu. 

 - O Galo começou impondo ritmo, mas o Bahia terminou melhor o primeiro tempo, mesmo sem ter feito uma partida inspirada. Pau a pau. 

*

 - Nos vestiários, Roger trocou Lucca por Arthur Caíke. O Tricolor voltou bem mais aceso,  apertando, com postura ofensiva.  Mas...

 - Gol !  1 x 0 Galo, aos 9 minutos.  Juninho dominou mal a bola no meio campo, perdeu; Cazares rápido roubou e arrancou, encarou Douglas e colocou. Erro individual do zagueiro, infelicidade.

 - Gol ! 1x 1, Elber, aos 18 minutos. Flávio cruzou da direita, Gilberto desviou e Elber completou na linha da pequena área, empatando. Mais justo, o Tricolor pressionava, o Galo já retraído, jogando apenas no erro do adversário.

- Torcida cobrando das arquibancadas, o Tricolor em cima, buscando mais o gol, pondo velocidade. O Atlético truncando com faltas, quebrando o ritmo. Aos 29’, após troca de passes, Artur disparou de canhota, Cleiton espalmou salvando.

- Roger tirou o rápido Elber e colocou Fernandão, o avante das bolas altas. No Galo, saiu Luan e entrou Vinícius, aquele mesmo que foi do Bahia. Só dava o Tricolor. Mancini tirou o avante Cazares e colocou o veterano zagueiro Leonardo Silva, aparentemente pra segurar o empate.  

- Só aos 38 ‘ o Atlético chutou a primeira bola no gol de Douglas, na segunda etapa, sem problemas.   O Galo não queria mais briga. O Bahia em cima, chegando, dominando, mas finalizando pouco, sem muita inspiração na definição.  Deu empate.

  Alguns vaiaram, outros aplaudiram, reconhecendo o esforço,  a vontade e o bom segundo tempo do Bahia.

  *

 Destaques

 Artur foi disparado o melhor em campo. Élber fez bom primeiro tempo. Todos correram muito. Juninho foi infeliz num lance, só.   

*

Escalações

- Bahia : Douglas,  Nino, Wanderson, Juninho e Moisés; Flávio e Gregore; Élber (Fernandão), Lucca (Arthur Caike), Artur; Gilberto.  Treinador, Roger Machado.

- Atlético ‘Galo’ Mineiro :  Cleiton, Patrick, Igor Rabello, Rever e Fábio Santos;  Jair (Marquinhos), Martins, Luan, Otero e Cazares; Di Santo.  Treinador, Mancini.

Arbitragem carioca com VAR; no apito, Thiago Duarte Peixoto.

**

   Pela rodada 36, a antepenúltima, o Bahia joga domingo à tarde em Maceió, no Estádio Rei Pelé, contra o CSA das Alagoas.

 

**

 Outros jogos da rodada:

- Internacional 1 x 2 Goiás; Chapecoense 0 x 1 Botafogo  (a Chape rebaixada, pela primeira vez)

- Corínthians 3 x 0 Avai;  Flamengo/ Campeão 4 x 1 Ceará (de virada, com três gols de Bruno Henrique); Athlético PR 2 x  0 Grêmio.

Na quinta: Fluminense x Palmeiras; Fortaleza x Santos; São Paulo x Vasco ; Cruzeiro x CSA.