quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Colunistas / Política
Tasso Franco

SURGIU A TERCEIRA VIA: UM PRESIDENTE GAY PARA O BRASIL

Entrevista de Eduardo Leite leva o governador a status de estrela nacional
03/07/2021 às 12:47
      A tão esperada terceira via na disputa presidencial de 2022 ao menos midiaticamente apareceu sem querer (querendo, possívelmente) com a ascensão às manchetes do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB, ao sair do armário e afirmar com todas as letras que é gay. 

   Aparentemente, não é nada demais esse tipo de afirmação, pois, com frequências vemos isso no Brasil. Mas, em se tratando de um governador de estado é, de fato, um gesto raro.

   Veja o que diz o governador e a possibilidade de prosseguir com um processo judicial contra o presidente Jair Bolsonaro, na entrevista que deu ao Bial:

  "Nesse Brasil com pouca integridade, nesse momento a gente precisa debater o que se é, pra que se fique claro e não se tenha nada a esconder. Eu sou gay, eu sou gay. E sou um governador gay, não sou um gay governador, tanto quanto Obama nos Estados Unidos não foi um negro presidente, foi um presidente negro. E tenho orgulho disso. Não trouxe esse assunto, mas nunca neguei em ser quem eu sou. Nunca criei um personagem, eu não tentei fazer as pessoas acreditarem em algo diferente. E tenho orgulho justamente dessa integridade."

   Sobre o ataque de Bolsonaro: É algo que a gente tá avaliando aí pra... A gente fez, eu entrei no Supremo Tribunal Federal com uma interpelação exigindo explicações do presidente. Ele apresentou as explicações em juízo, e agora a gente tá avaliando a partir dessas explicações as providências que devem ser tomadas.

  O governador prosseguiu: "Eu nunca escondi, nunca condicionei a minha vida. Eu saio com meu namorado pra jantar fora, não escondo isso de ninguém. Mas sempre ficava algum burburinho, ou algum tipo, como eu disse, de ilação, tá aí a piadinha que o presidente fez, os ataques feitos por outros políticos, isso não é justo, não é correto, não é tolerável. E eu acho que eu posso também de alguma forma, humildemente, dar alguma contribuição aqui para as pessoas que são gays, lésbicas, bissexuais, transexuais, a diversidade da nossa população, dar algum tipo de exemplo, ajudar a liderar numa direção correta em que haja mais reconhecimento pelas pessoas, pelas suas capacidades e não seja mais a orientação sexual um tema, uma questão, que seja uma não-questão".

  Ele disse estar namorando um médico do Espírito Santo há nove meses. "Tenho enorme admiração e amor por ele. É pediatra, trabalhou em hospital de campanha, se dedicou. Aliás, quando algumas pessoas falam de alguma coragem que eu possa ter sobre assumir isso publicamente, acho que há alguma coragem certamente. Mas acho que coragem tem mesmo quem vai pra um hospital de campanha, se oferece pra trabalhar na linha de frente da pandemia. Gente que tá fazendo tanto pra superar esse quadro de pandemia que a gente tem no Brasil e no mundo. Tem tantos outros exemplos de coragem que a minha fica pequenininha diante da deles. Então a minha homenagem a ele , a todos os profissionais de saúde a partir do meu namorado que também é médico".
                                                             *****
  A entrevista repercutiu como uma bomba de hidrogênio no país e Leite ganhou de imediato milhares de novos seguidores e admiradores. Ora, se isso vai repercutir no meio politico de forma mais ampla só testando e esse teste seria, em tese, a eleição presidencial de 2022 com a plataforma de livre pensar e agir que vem da Revoulção Francesa do século XVIII (Liberdade, Igualdade e Fraternidade).
  
   Não conheço a administração do governador gaúcho se ele e sua equipe têm um bom desempenho no Rio Grande do Sul ou não. Até agora, pelo menos que saiba, não há sinais de corrupção no seu governo que é a grande praga no Brasil. Só isso já é uma vantagem enorme. Então, a terceira via, finalmente apareceu e resta, se for o caso, concretizar. (TF)