ter�a-feira, 19 de outubro de 2021
Colunistas / Filosofia Popular
Rasta do Pelô

GARÇONETE PERGUNTA AO RASTA DO PELÔ ONDE SE FAZ CIRURGIA LABIAL EM SSA

É cada coisa
03/10/2012 às 16:00

Foto: DIV
Representação artística da maça do amor ao natureba
   O povo adora as novidades e está sempre antenado com o que acontece no mundo ocidental, tanto que Márcia Dendê, minha garçonete predileta na Cantina da Lua fez-me uma consulta um tanto quanto íntima, que não tive capacidade de responder, se eu conhecia algum doutor que opera recauchutamento do triângulo do amor.
   Até brinquei com ela dizendo que a única tenda que conheço atuando no conserto de bocetas, cintos, saltos de sapatos é a de Sêo Hermes Careca no Taboão.

   Lembrei-me, no entanto, de um doutor que atuava no Edf Themis, isso faz bastante tempo, que prestava atendimentos à mulheres com algumas dificuldades de concepção.



   Há anos ouço a frase um tanto estúpida "quem tem vagina tem uma mina" completamente demodé nos dias atuais. Noutras datas poderia até ser e Gabriela, a novela amadiana que passa atualmente na Globo mostra quando valia um dote vaginal na Ilhéus dos coronéis do cacau dos anos 1920, época do governo de Góes Calmon.



    Decidi, então, consultar meu novo guru para assuntos dessa natureza, o jornalista Pig, o qual me chamou logo de camarada sem classe, pois, o termo científico que se usa para tal especialidade é cirurgia labial e não "recauchutamento", coisa que se emprega para tratamento de pneus automotivos.



    Desculpei-me de minha ignorância e disse apenas que estava transmitindo o pedido de uma amiga, já que minha especialidade é vender boinas para rastas no Pelô não tendo conhecimentos práticos e cientificos sobre a matéria.
 
    Mas, como a imprensa retomou o assunto à baila e Márcia Dendê havia me questionado sobre tal arte, o consultei sem delongas e sem me preocupar com o palavreado.



    E mais me disse o jornalista Pig que o meu editor, de uns tempos para cá, vem intentando transformar o BJÁ num site sexy, com assuntos dessa natureza, o que contestei com veemendência, visto que, ainda que abordemos esses temas com grandiloquência, uma vez que o tema que homens e mulheres mais adora é o sexo, e as artes & e manhas do sexo, tanto que o livro "50 Tons de Claro" (com segunda edição em Tons Escuros) está vendendo horrores porque tem bizarices, o BJÁ é um site cristão, pudico, da igualdade, de temas gerais.



    O certo é que, depois dessa consulta, sem ter uma resposta para dar a minha camarada amiga Márcia Dendê, uma vez que o jornalista Pig mandou em "catar cavaco", soube através de terceiros, de gente que compra minhas boinas, que tem um doutor no Itaigara, lá pras bandas do Parque da Cidade de Cima, numa clinica chic, que faz a tal da cirurgia labial e passei o endereço para minha camarada.



    Minha curiosidade, no entanto, foi tanta que perguntei a dita o que ela queria fazer com a sua "bacurinha" e ela ficou rubra, ficou sem graça, e só não me jogou uma torta na cara como em a "Guerra dos Sexos" porque sendo uma senhora educada jamais faria isso.

     Enão, depois desse engasgo natural, disse-me que era só uma questão em embelezamento na "xepeca" que ela chama de "flrozinha" porque tinha todos os tons de boa qualidade em altura, exuberância, conformidade, textura e assim por diante e se tratava apenas de uma vaidade pessoal.



     E mais disse que seu parceiro, Serapião de Ogum, estava muito satisfeito com seu desempenho, embora fosse homem que gostasse de novidades. Daí que ela tinha pensado na recauchutada.



     Sabe de uma coisa, nada mais perguntei nem assuntei, e pedi foi uma uma gelada e uma arraia do rabo aberto de moqueca