quarta-feira, 08 de dezembro de 2021
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO devora as costelas de bode no Recanto do Silvio

DOM FRANQUITO devora as costelas de bode no Recanto do Silvio, em AJURestaurante popular típico de Aracaju, SE
21/03/2014 às 15:05
Em restaurante popular tem dessas plaquetas à mancheia: "Sapo tem olho grande, mas só vive na lama"; "A sua inveja é a chave do meu sucesso"; "Ateu é aquele que leva chifre e não acredita"; "Sogra não é parente, é acidente". E mais imagens de santos, padês, plantas, esculturas em madeira, postais, tudo ao gosto do povo, esse ser imaginário e real da cultura brasileira e mundial.

   Assim acontece no Recanto da Comida Caseira do Sílvio, o popular mais frequentado de Aracaju, a bela e limpissima capital sergipana. 

   E, claro, estando em Aju para dias de passeio com a señora Bião de Jesus não poderíamos deixar de conhecer a toca do Silvio, digamos assim, porque sua casa na Av Mamede Paes Mendonça, personagem que tanto fez por Salvador e é esquecida, o que não faltam são adereços populares desde pinguins e santos sobre a geladeira a aquela tradicional cabeça de boi com longos chifres que o populacho adora tirar fotos.

  Investido nessa condição de povo também tirei a foto ao lado da cabeça do boi para risos da garçonete Marileide, aquela que fala pelos ouvidos, e ainda mandou que eu berrasse. Santo pai! que moça irônica.

  Marileide nos serve uma geladíssima enquanto traz o cardápio e há uma variedade enorme de pratos à escolha dos clientes. Mas ela palpita que o bodinho está dez. A señora Bião faz de conta que não ouviu.

   No popular, a gente sabe é de coisas, Aline, outra garçonete, diz que Marileide conversa tanto que que "queima nossas tuitas". E parece que é mesmo, a garçonete é bastante dinâmica. Diz que está tirando sua carteira de motorista para comprar um carro. 

  Um colega do Silvio soletra: - Vai comprar um carro-de-mão. Lá em casa tem um pra você".

   Interfiro na conversa dizendo que ela precisa ter cuidado porque os motoristas em Aju invadem muito os sinais de trânsito.

   - Você precisa ver os motociclistas que trafegam até em cima dos passeios, cortam os sinais e fazem o diabo, confessa.

   Nessa papo, topamos a sugestão da garçonete pra areciarmos as costelas de bode assadas.
 
   - Vocês vão ver. É uma delicia, comenta indo a cozinha com as anotações.
O Sílvio da Mamede fica ao lado da Ceasa de Aju numa área no meio da rua. Tudo muito arrumado, limpo, com sanitário espelhado.

   Em pouco tempo chega Marileide com o bodinho e aproveitamos o momento para nos distrairmos com o assado. Uma beleza. Pra quem tem colesterol alto então, ajuda no pé na cova. Paciência! Faz parte do show da vida. Daí que pedi uma Seleta de complemento.

   Evidente que não poderiamos sair do Silvio sem uma sobremesa de pudim com doce de leite. E que pudim! volumoso, gostoso, cremoso. Mais umas gordurinhas para o gentil coração pecador.
 Na saída ou despedida da casa, com saudações de Marileide, lê-se mais uma plaqueta: Não mude, reclame.

   Tá muito bem. Vale que vale conhecer o Silvio da Mamede. É a cara de Aracaju popular médio.
----------------------------------------------------------------- 
Recanto da Comida Caseira do Silvio
Av Mamede Paes Mendonça, 1161
Bairro Getúlio Varfgas (ao lado da Ceasa)
Aracaju, Sergipe
Fone 79 3214-4144
Facebook: recantodacomidacaseiradosilvio
E-mail: recantodacomidacaseira@hotmail.com
Não tem ar condicionado
Estacionamento na rua
Carneiro para duas pessoas R$55,00
Abre às 10h
Café às tardes das 17 às 22h