quarta-feira, 08 de dezembro de 2021
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO autografa no Grande Sertão e recomenda pernil d'cordeiro

Encontro dos Amigos de Serrinha começa ao meio dia e não tem hora para acabar
22/11/2013 às 12:10
 Ai ai que bom, que bom; que bom que é...ter um restaurante na cidade da Bahia que capricha nos pratos da boa mesa da culinária do sertão, comida dos vaqueiros, dos fazendeiros, das sinhás e do povo que habita as terras à dentro do litoral e que foram conquistadas no ciclo do couro.

   Pois dito; assim de forma tão singela e a convite de amigos de Serrinha, Jorge Matos, Elísio Simões, Uziel Lopes e Valdemir Oliveira voltei esta semana ao Restaurante Grande Sertão, no Stiep, e me fartei com um típico prato nordestino, o pernil de cordeiro acompanhado com farofa de cuscuz, feijão verde e pimenta. 

   E mais, diria que para refrescrar a pleura, aquela que desce redondo.

   A comidinha da casa comandada por dona Rose, diga-se de passagem, estava uma delícia e só não arrisquei adicionar umas duas Seletas ao cardápio porque era uma quarta-feira, dia azíago, e me manteve na retranca. 

   Agora, no sábado, 23, quando voltaremos todos ao Grande Sertão no Encontro dos Amigos de Serrinha, aí, sim, já reservei uma sela na área das pingas para ir à forra, e vou autografar meu livro Dom Franquito, 105 restaurantes ao redor do mundo.

   Diz-se, segundo Jorge Matos, um dos organizadores do evento, que por lá estarão o Lobisomem de Serrinha, a mula sem cabeça de João Devoto, Rose cantadora filha de Roquinho da Oficina, o filho de Chicão também cantador, o Boitatá da Bomba, Sêo Foba, uma trupe da família Pimentel, o Homem Verde do Ginásio, o prefeito Osni, o vice Gika, e uma imensa galera incluindo o barítono Joseval Passos que vai entoar uma Ave Maria.

   Hoje, à propósito, ele colocou no Face: Eu nasci em Serrinha, fazendaa Tamboatá/Quando começo meu canto, quando começo cantar/canto um dia, canto dois, canto até o sol raiar/minha terra tem beiju, tem bocapio e umbu/Morena bela, estação, açude do Gravatá/Eu nasci foi neste chão, em noite de São João,/Tenho orgulho de lá, de onde sou naturá.(Jopana de Paula).

   Então, meu caro e minha nobre leitora se você quiser passar por lá pra conhecer essa festança a entrada é grátis, o consumo cada qual paga a sua de acordo com suas posses, e a comidinha que dona Rose está preparando é na base da carne de sol, carne de bode, cordeiro, carneiro, costela, feijão verde, feijão tropeiro, linguiça, cuscuz, ovos, farofa d'água, tudo ligth e da melhor qualidade.
Quem tem seu colesterol alto que leva sua sinvastatina. Quem tem seu colesterol baixo que se farte, que o evento tem hora pra começar, ao meio dia, quando bater o sino da matriz, mas não tem hora pra acabar. 

   Se beber como se diz na propaganda, não dirija. Vá de táxi.

   E, claro, como gostei do cordeiro, fica a dica de um bom prato para você se deliciar.

----------------------------------------
Restaurante Grande Sertão
Rua Adelaide Fernandes da Costa, 122
Stiep, Salvador
Fone 71.32711777
Não tem manobrista
Média de preço dos pratos R$30,00
Aceita todos os cartões