quarta-feira, 08 de dezembro de 2021
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO pede licença ao bispo e saboreia o peixe do Villa Bahia

Um local agradável e de boa comida para aqueles de fino paladar
15/11/2013 às 21:03
 O que há de melhor em Salvador é seu centro histórico, especialmente a mancha matriz que vai da Praça Municipal ao Terreiro de Jesus com extensão ao Pelourinho e ao Cruzeiro de São Francisco.

   Mas é bom que se diga que o CH não se restringe somente a esta área. A Barra também integra esse grande quadrilátero, pois, afinal de contas foi por lá que residiu Diogo Álvares, o Caramuru, que a capitania hereditária de Francisco Pereira Coutinho se instalou, em 1536, e também foi o local da chegada da esquadra de Tomé de Souza, em 1549, fundador da cidade e primeiro governador geral do Brasil.

   Graça, local da primeira capela, de 1528, Campo Grande, Piedade, Gamboa, Cayru, Baixa dos Sapateiros, Palma, São Miguel, Santo Antônio Além do Carmo, Boqueirão, Ajuda e outros sitios integram o CH ainda que o local mais badalado seja o Pelourinho entendendo-se o conjunto do casario colonial barroco a partir da porta original Norte da cidade erguida por Tomé de Souza na altura do antigo Colégio dos Jesuitas, hoje, trecho da praça da Sé ao lado da catedral basílica.

   A área do Cruzeiro do São Francisco, a monumental igreja dos franciscanos com pórticos e altares folheados a ouro, é também um primor e uma das mais visitadas da capital baiana. 

   É nesse espaço que se encontra o Hotel Villa Bahia com seu restaurante que é um glamour e está aberto aos baianos e turistas, independente de se estar hospedado no local, e que tem um espaço muito agradável, especialmente a área do jardim, onde se pode se saborear um peixe grelhado ao molho de limão delicioso, a preço compatível com a penitência francisacana.

   Diria que vale a pena por dois motivos próprios de quem aprecia à boa mesa: a agradibilidade do local, bonito, bem decorado, com cheiro de história, e o sabor da comida, feita a capricho em tamanho exato do paladar e que pode ser desgustado com um vinho branco, de preferência.

   De minha parte, como a primavera baiana está muy abrasadora preferi uma boêmia long neck pra refrescar minha angústia interior, se é que podemos dizer assim, e ficar mais à vontade. 

   Tenho pra mim que o vinho exige um ambiente dessa natureza, como o Villa Bahia, até combina, mas, como saboreei o peixinho no horário do almoço uma gelada caiu melhor.
O atendimento do Villa também é bom embora o humor da atendente não seja dos melhores e ela pede que não se faça fotos porque o dono não permite e essas outras bobagens que se ouve na Bahia.

    Ademais, a sobremsa de um helado, como dizem los espanholes, com uma torta de chocolate é pra pedir a benção ao bispo franciscano.

   Se você acha que isso é pouco, só então hospedando-se no Villa, que ainda fica melhor.

------------------------------------------ 
Restaurante do Hotel Villa Bahia
Largo do Cruzeiro de São Francisco
Centro Histórico de Salvador
Fones 71. 3322.4271 E 3321.4010 (FAX)
www.lavillabahia.com
Preço do peixe R$34,50
Cerveja R$6,50
Estacionamento da Baixa dos Sapateiros
Não tem ar condicionado
Aceita todos os cartões