sexta-feira, 03 de dezembro de 2021
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO É SÓ ELOGIOS AO ENSOPADO DE CARNEIRO CGC NA RUA DO BISPO

Cafeteria e Restaurante CGC fica na Rua do Bispo, em Salvador, centro histórico
08/04/2011 às 08:08
Foto: BJÁ
 
   Abandonado pela senhora Bião de Jesus vivo a esquecer, à semelhança de Vicente Celestino. Paciência! Cada qual tem que carregar a sua cruz. E, conduzo a minha, pois; com resignação.
   Não fossem os amigos para compartilhar à boa mesa, minha desdita seria ainda maior.



   E, com licença de Moreira, o Antonio, abençoado por todos os santos do nicho de Sêo Alberto, dividi a mesa na Cafeteria e Restaurante CGC com o amigo e escudeiro Rasta do Pelô para saborearmos um ensopado de carneiro.



   Diz-me dona Gal, a proprietária, que Moreira é amigo e sócio da Casa.

   O centro histórico de Salvador tem segredinhos bem guardados, ainda que a CGC, que significa Central Geral do Comércio e não representa um grande empório, nem uma nova Companhia das Índias Ocidentais, seja apenas um aconchegante restaurante, cafeteria e charutaria situada no coração da Praça da Sé, esquina com a Rua do Bispo.



   Restaurante de dez mesas decorado com quadros de Manoel Bonfim, o grande pintor que produzia sua arte no Terreiro de Jesus, nos portais da Catedral, à luz e à vista das pessoas, o qual morreu à míngua assistido pela bondade de Clarindo Silva.

   A casa tem uma comida bem familiar, caseira, porque além de Alberto pai, serve às mesas Alberto filho, Gal, que é a esposa e mãe dos Albertos, a qual controla a qualidade, e Cristina, irmã de Gal, nos adjutórios.



   É como se você estivesse almoçando em casa com a diferença de que, na CGC vê-se a paisagem da Praça da Sé, o vai e vem de turistas e das "meninas" que habitam a Sé, o centro histórico pulsando.



   Detalhe: o ensopado de carneiro só é servido às quintas-feiras. E, antes mesmo que colocasse a parte que me cabia no prato, o Rasta do Pelô já estava a saborear o que lhe pertencia, dizendo com todas as letras que estava uma delícia, um sonho dos deuses.



   De facto, como dizem os portugueses de antão, o carnerito da CGC dissolve na boca e o tempero é feito na medida certa ao bom paladar.
 


   Eu, de minha parte, preferi o ensopado com feijão, arroz, salada de tomate com manjericão, pimenta e farinha. O Rasta, mais sofisticado, serviu-se do ensopado com pirão do caldo, o que representa uma variação de excelente sabor.


   Falar o que? Que suamos em bicas! Seria um exagero. Agora, que ficamos satisfeitos, isso ninguém tenha dúvidas.



   De quebra, para reconciliar-me coma senhora Bião de Jesus, que vive em provas na faculdade, levei comigo para regalo, dois puros d'ouro para baforarmos quando os pombinhos estiverem em arulhos.



   Na saída, dona Gal ainda disse: - Voltem para comer a malasada que é ainda melhor.

-------------------------------------


Cafeteria e Restaurante CGC

Rua do Bispo, 5 (Praça da Sé)

Fone 71.3322.7817

Aceita todos os cartões

Preço médio do prato R$25,00

Ensopado de Carneiro R$16,00

Charutos: de R$7,00 a R$25,00

Expresso R$2,60

Expresso com leite R$2,90