ter�a-feira, 26 de outubro de 2021
Colunistas / Cantinhos da Bahia
Agapito Paes

CANTINHOS DA BAHIA: BORRACHARIA DO CALABAR É A MINHA PREFERIDA

Churrascaria do Calabar fica na entrada do bairro, Av Centenário
24/09/2012 às 10:01

Foto: BJÁ
O valoroso Milton fazendo "força" no pneu de um fox
    Todo mundo que tem um veículo, especialmente em Salvador, a cidade do "asfalto sonrisal e superfície lunar", já foi obrigado a fazer "força" num pneu. Fazer "força" é a expressão que a baianada usa para dizer que trocou um pneu avariado, furado, com prego ou que teve a jante amassada nalgum buraco.
    Salvador consegue a proeza de ser a única capital do país onde asfalta dura, no máximo, um ano. Qualquer chuvarada e vira um horror com buracos pra tudo que é lado.

    A dica pra quem mora na Barra e adjacências ou que esteja por acá é utilizar os serviços da Borracharia Calabar que se situa ao lado do posto de gasolina, no portal de entrada do bairro do Calabar, na Avenida Centenário.


    A borracharia de Sêo Zeca do Posto, já falecido, foi fundada nos idos dos anos 1970 quando sequer existia o posto de gasolina e sim três casas na encosta do morro a noroeste do Cemitério do Campo Santo, e os carros da moda eram o sinca chambord e a opala com marcha no volante.


    Sou cliente do local a mais de 40 anos e posso atestar de cátedra que, embora não haja o mínimo conforto na tenda de Sêo Zeca, hoje, administrada por seus filhos e parentes - Dinho, Milton e Manteiga - onde também trabalhou por anos Sêo João Baqueiro, falecido em 2008, a qualidade dos serviços prestados é ótima e os preços cobrados baratissimos. 

     E digo mais, que Manteiga, profissional categorizado nesse segmento, faz milagres com furos em pneus e pode ser de moto, de bicicleta, de utilitário, de gol, o escambau. Bem, só não pode ser de caminhão e caçambão porque no local não dá nem pra encostar um carro dessa magnitude.

    Agora, veiculo leve, tipo gol, fox, pálio, symbol, clio, astra, opala, os meninos tiram de letra. Diria que não são mais meninos assim porque até Manteiga, que conhece rapazola, já está com alguns cabelos brancos na cabeça.

    Preço médio da "força" simples custa R$10.00