ter�a-feira, 26 de outubro de 2021
Colunistas / Cantinhos da Bahia
Agapito Paes

LANCHONETE AMARAL: ONDE SE COMPRA MELHOR REQUEIJÃO DA BAHIA

Av Jocelim Oliveira Campos, 66, BR-116, Santa Bárbara, Bahia
11/07/2012 às 13:01

Foto: BJÁ
Amaral exibe doce de leite na sua lanchonete em Santa Bárbara, Bahia
   Santa Bárbara vende o melhor e mais famoso requeijão da Bahia. Pode até não ser o melhor. Mas, como diz o ditado popular, quem "cria fama deita na cama".

    E Santa Bárbara, desde os idos dos anos 1950/60, com a tenda de Zé do Ouro, portas abertas 24 horas numa BR, época em que a violência era mínima, que a cidade trabalha esse marketing do requeijão, e, hoje, tornou-se um ponto de referência para quem viaja na direção de Feira rumo ao sertão pela BR-116, Rio-Bahia.

   São dezenas de lanchonetes e restaurantes na Avenida Jocelim Oliveira Campos que, a rigor, é uma passagem da BR-116, onde se compra o famoso requeijão local, goiabada cascão de Minas Gerais, queijo de Governador Valadares, doce de leite e compotas de goiabas do Jacuipe, biscoitos e avoadores de Santo Antônio de Jesus, manteiga de garrafa, carne-do-sol, linguiças de boi e de bode, costelas de bode, quartos de carneiro, ovos de galinha caipira, farinhas de mandioca, queijo coalho  e assim por diante.

    A nossa dica do Cantinho da Bahia de hoje vai para a Lanchonete Amaral, número 66 da Jocelim, de propriedade do popular Guinha, Reinaldo Afonso do Amaral, o qual está no batente há 38 anos vendendo esses e outros produtos, desde a época em que foi caxeiro na Mercearia de Elias da Manteiga, casa que se situava ao lado do ponto de Zé do Ouro, hoje, fechado e com pendência entre familiares do pioneiro do requeijão, da cerveja super-gelada e da manteigra a granel feita nas fazendas de Santa Bárbara.

    Em Santa Bárbara, Amaral só é conhecido por Guinha, mas sua popularidade não subiu à cabeça, tanto que nunca se candidatou sequer a vereador, embora faça politica na localidade. Agora, para os clientes que trafegam pela BR-116, todo mundo só chama Sêo Reinaldo e/ou Guinha, de Amaral.

   Pode passar nesse Cantinho da Bahia que você vai se dar bem. Eu frequento há muitos anos. O atendimento é primoroso, quase sempre feito pelo próprio Amaral, por seus filhos e esposa. - Minha vida é aqui dentro, diz Amaral ao BJÁ pesando 1k de requeijão daquele que acabou de chegar da fazenda e ainda está quentinho.

   E os preços? Nada a reclamar: um pote de manteiga R$7,00; requeijão (subiu com a seca) e vale R$15,00; pote de doce de lei R$7,00; manteiga de garrafa, o litro, R$16,00; doce mineiro R$4,00; cascão R$8,00; carne do sol R$17,00; ovos caipira R$6.50 a dúzia.
 
    Quer mais: Amaral só não vende fiado. O negócio lá é no capilé, nada de cartão de crédito. Quando o cliente é antigo ele aceita cheque.

-----------------------------------------
Lanchonete Amaral
Av Jocelim Oliveira Campos, 66
Santa Bárbara - Bahia
(Santa Bárbara fica depois de Feira subindo para Serrinha 30km)
Fone: 75. 3236. 1214