segunda-feira, 15 de outubro de 2018
Colunistas / Crônicas de Copacabana
Nara Franco
Fogo no museu e triste sina do Rio

O que diria agora a nobre Leopoldina ao ver sua casa em chamas? Duzentos anos de história transformados em cinzas?

CRÔNICAS DE COPACABANA: Márcia e Dr Bumbum, novas manias

Os doutores da estética do bumbum também estão em alta

A Copa do Mundo do STF e o Lick's

A população está mais ligada na politicado que na Copa do Mundo

Greve e apocalipse das hortaliças

Em uma cidade com mais de 7 mil ônibus, não ter metade na rua faz muita diferença. Mais do que deixar prateleiras vazias, a greve mostrou nossa fragilidade política e logística

Cadê a Copa do Mundo?

Bati perna pelo comércio de Copacabana no último sábado e nem camisa falsificada do Brasil eu achei.

ENTENDA devoção a São Jorge, santo desprezado pela igreja

O santo guerreiro dos pobres reverenciado na zona Norte do Rio de Janeiro

Dona Ivone Lara e o Bip-Bip

O Bip-Bip e Alfredinho são a cara do Rio de Janeiro, uma cidade com características especiais no Brasil

As paixões politicas do Rio

Eu sou fiel às origens: ser mesmo, eu sou Vascão. E minha torcida só o time da cruz de malta tem. O resto .. é política.

RIO em choque depois de Marielle

No dia a dia, no cara a cara, ninguém fala nada. A fila do supermercado tá muda. A da padaria também. O medo dobrou de tamanho.

A tropicália carioca e a morte de Bebeto Freitas

Outra curva surreal: a tal "intervenção" militar na cidade, que até agora não disse a que veio. Li há pouco que termina em setembro

Xô uruca! Só banho de pipoca

Passei o carnaval em casa. Muito lixo na rua, metrô imundo e lotado, calor dos infernos e pouca paciência para os blocos. Quando se tem 20 anos, tudo é lindo. Depois dos 40, tudo irrita.

2018 e carnaval da politica: Sapucaí resgata sua essência

Foi um carnaval memorável. E, como sempre, a briga já começou com prós e contras. Unanimidade só a Tuiuti com seu vampiro e "manifestoches"

Praça Castro Alves mudou pro Rio. de Janeiro

A Praça Castro Alves não é mais do povo, mas no Rio a rua é. As mudanças no carnaval carioca que vai se reinventando

Deu ruim para Danuza Leão

Danuza achou o protesto chato e disse que "para ser feliz uma mulher deve ser assediada de duas a tres vezes por dia"

Crônicas de Copacabana: Empoderamento feminino e turismo

Um país continental como o Brasil não pode viver de peito e bunda, né? É se contentar com muito pouco.

A bunda malandra de Anitta

Enquanto as atrizes globais e internacionais competem pelo Troféu Passo Fome do Ano, na periferia o que vale é bunda grande, corpão violâo, peitão, bração, pernão

Crônicas de Copacabana: Acima do bem e do mal e o Maracanã

A impunidade é uma marca registrada no Brasil e até agora ninguém foi punido

Crônicas Copacabana: Iemanjá sem din din e dilema Muralha

O Rio de Janeiro é o único estado do país que consegue a proeza de ter dois ex-governadores na cadeia

Crônicas de Copacabana: Não está fácil ser carioca

Os grupos evangélicos incitam a violência

Crônicas Copacabana: Carência de bom turismo me dá deprê

O Rio de Janeiro não é uma cidade amigável aos turistas, pelo menos para aqueles que não são mochileiros ou aventureiros