quarta-feira, 14 de abril de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

RAPOSA MINEIRA MORDEU LEÃO NA TOCA 0x1

Na estreia do novo treinador o Vitória perdeu para o Cruzeiro
12/12/2020 às 07:06
ruzeiro e aproxima-se mais uma vez da zona de baixo da tabela.  Foi uma partida de muitas faltas, briga pela bola no meio campo e poucos lances de área. Na segunda etapa o Rubro-negro cansou, não conseguiu encaixar jogadas ofensivas, não conseguiu reagir e ainda teve um atleta expulso. 

  Foi um péssimo resultado. E com ele o Vitória estagnou com 33 pontos em 14º lugar. A rodada segue e pode cair mais uma posição. O Cruzeiro, aos trancos, sem jogar um grande futebol, vai se recuperando sob o comando de Felipão. É o 11º colocado com 38 pontos.  
  *
 Com a bola rolando

  Noite limpa em Salvador, 27 graus, relvado do Barradão nos trinques. A Raposa mineira começou bem à vontade na toca do Leão, tomando as iniciativas. Aos poucos o Leão foi mostrando as garras, marcando bem, equilibrando no meio campo. Bola no chão. 

  - O Vitória assustou primeiro, com Vico batendo falta da intermediária; exigiu uma espalmada por cima do veterano goleiro Fábio, aos 13 minutos. Na sequência, muita disputa, correria, e pouca criação. As defensivas prevalecendo. Por volta dos 40’, ao sair para cortar uma bola aprofundada, o goleiro Ronaldo voltou a sentir lesão na coxa e deu lugar ao garoto Iuri, fazendo sua estreia como profissional. Na primeira bola ... 

 - Gol ! 1 x 0 Cruzeiro,  Ramon, aos 44’, escorando de cabeça, no canto, o escanteio alçado da direita. Ramon, cria do Barradão, não comemorou. 

  Antes de o árbitro, encerrar a primeira etapa, Leo Ceará tentou o empate, de bico, mas Fabio salvou, tocando pra escanteio. Briga equilibrada na primeira fase, mas  a Raposa saiu na frente. A zaga rubro-negra continua dando mole nas bolas altas. 
 *
  Perdendo, o Leão voltou do intervalo tentando empurrar a Raposa, ocupando o campo adversário, pondo velocidade. Mas aguentou pouco o ritmo. O Cruzeiro marcava bem e passou a  explorar bolas compridas, esticadas. Aos 4’, Iuri mostrou serviço, rebatendo um chute de longe, traiçoeiro. Por volta dos 9’, dois escanteios e por pouco Sobis não ampliou, bola na trave, Iuri sobrando. Bolas alçadas, defesa vulnerável.

 Mazola Jr, então, pôs Magrão e Ewandro nos postos de Vico e Thiago. Pra tentar virar teria de finalizar mais. O ritmo caiu. Muitas faltas, algumas duras, jogo picotado. Aos 25’, depois de faltas seguidas, Lucas Cândido levou dois amarelos e foi expulso. Piorou.  

Aos 33’, F Neto desbravou pela direita mas, já sem pernas, saiu com bola e tudo pelos fundos.     Aos 45’, Airton levou a defesa baiana na correria, até driblou o goleiro mas perdeu o gol, desperdiçou a chance de ampliar.  Deu raposa no final. 
 *  .       

   Escalações

Vitória : Ronaldo (Iuri), Van (Bocão), Wallace, Maurício Ramos e Rafael Carioca; Fernando Neto (Caicedo), Lucas Cândido, Frizzo e Thiago (Magrão); Vico e Leo Ceará.  Treinador, Mazolla Jr, estreante. 
Cruzeiro : Fábio, Cáceres, Manoel, Ramon e Mateus Pereira(Cacá) ; Machado (Giovane), Adriano e Jadson; Airton, Rafael Sobis (Moreno) e Arthur Caíke ( Brey). Treinador, Felipão. 
Arbitragem gaúcha; Douglas Schwengber da Silva.
*
Pela 29ª rodada, o Vitória recebe o Juventude, terça-feira, 21h30, no Barradão.
*
 Outros resultados:
 - Operário 1 x 1 Sampaio Corrêa; CSA 2 x 1 Oeste; Ponte Preta 1 x 2 Avai.
  A rodada 28 segue até domingo. 
**
 Agito no Bahia 

 A equipe Tricolor, bastante questionada pelos resultados em campo, viajou para encarar duas pedreiras: neste sábado, boca da noite, enfrenta o bom time do Palmeiras, lá na Arena do Verdão, em SP, pelo Brasileirão/Série A.  
 No aeroporto/embarque rolou protesto de alguns torcedores mais agressivos, xingando e jogando pipocas nos atletas. Um deles provocou uma discussão feia com o avante Gilberto, que encarou. Os seguranças evitaram um confronto físico e o entrevero rendeu até BO em delegacia.  
 Na quarta, à noite, joga na Argentina, contra o Defensa Y Justicia, disputando vaga numa semifinal da Copa Sul-Americana. Vai ter de rebolar, jogar muito para reverter os 3 x 2 que levou na Fonte Nova. Se conseguir, será façanha histórica.  
*
 Eleição
 Enquanto isso, acontece neste sábado (virtualmente ou presencialmente na Fonte Nova) a eleição para presidência e conselho do clube. Bellintani, mesmo chamuscado pelos revezes nos gramados, é candidato à reeleição e favorito. A chapa de oposição, que vai enfrentá-lo, é encabeçada pelo empresário/administrador de empresas Lucio Rios, 44 anos, com o publicitário Fernando Passos de Vice.  
  Futebol é o foco, pois o Bahia nasceu e construiu sua História como time de futebol, patrimônio de uma torcida devotada.