segunda-feira, 16 de setembro de 2019
Turismo

Hyde Park em Londres esconde cemitério de pets

As visitas são pagas e organizadas pela entidade The Royal Parks
Nara Franco , Rio de Janeiro | 01/08/2019 às 15:22
Hyde Park em Londres esconde cemitério de pets
Foto: divulgação
Pouca gente sabe, mas há um cemitério de mascotes dentro do Hyde Park, um dos mais famosos parques de Londres. É escondido, pouco visitado e desconhecido, porém é um lugar histórico que mexe com as emoções de quem gosta de pets.
Lá estão os restos mortais de centenas de animais, principalmente cachorros da alta sociedade londrina entre as últimas décadas do século 19 e o começo do século 20.
É um lugar simples onde se lê declarações de amor dos antigos donos e manifestações de tristeza. Os nomes e as datas estão lá e alguns nomes são bem estranhis. O primeiro enterro do cemitério de animais do parque londrino sabe-se que foi em 1881 de um maltês terrier que havia morrido de velhice e que, em vida, ia com frequência ao Hyde Park com seus donos.
O porteiro sepultou o cãozinho em uma área atrás do Victoria Lodge, que, a partir daí, começou a receber mascotes falecidos de diversas famílias ricas que viviam na região do parque e em outras zonas abastadas de Londres. 
As visitas são pagas e organizadas pela entidade The Royal Parks. Estes tours também incluem locais como o Speakers' Corner (área do Hyde Park onde pessoas realizam discursos políticos e religiosos) e um lugar onde milhares de pessoas foram executadas ao longo da história.
Para saber sobre os próximos tours, acesse: www.royalparks.org.uk