ter?a-feira, 23 de julho de 2019
Turismo

Morro de São Paulo atrai turistas da Copa América

Lanchas com estrangeiros procedentes do campeonato já têm chegado na ilha. Somente no último domingo (16), quatro grupos desembarcaram
LK Comunicação , Morro de São Paulo | 18/06/2019 às 19:07
Morro de São Paulo
Foto: divulgação
Até o dia 29 de junho, Salvador receberá ainda quatro jogos da Copa América e estima-se que mais de 687 mil turistas passarão por aqui durante a competição, segundo dados da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult). Com esse número significativo de visitantes, o torneio acaba sendo uma oportunidade para aqueles que desejam conhecer e curtir não só a cidade, mas também a região. Nesse sentido, o destino mais próximo e bonito é Morro de São Paulo, no município de Cairu.
Segundo a Secretaria Municipal de Turismo, o movimento já cresceu e somente neste último domingo (16) quatro lanchas desembarcaram na ilha com grupos de estrangeiros procedentes da Copa América. “Os turistas sul-americanos têm sido maioria dos visitantes em Morro de São Paulo nos últimos anos. Nosso destino está no radar deles faz bastante tempo e isso criou uma comunidade de hispanohablantes que frequentemente aproveita todo o entretenimento e beleza da ilha”, afirma Diana Farias, secretária de turismo da cidade.
O município inclusive se embelezou recentemente com obras oriundas da Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (Tupa), nas quais foram recuperadas praças, calçadas, decks e passarelas da vila e da orla de Morro de São Paulo. Tudo isso mirando uma preparação para receber brasileiros, demais visitantes sul-americanos e também europeus, que estão agora em período de férias escolares.
Nessa época, é possível ainda que os turistas tenham a sorte de serem agraciados com o belo e inesquecível espetáculo da temporada das baleias jubarte, que costumam aparecer entre o final de junho e início de julho. Quem escolher Morro poderá curtir lindas praias e a charmosa vila, com feirinha de artesanato, vários bares e restaurantes, com o melhor da gastronomia local e internacional. 
Além disso, os visitantes podem se desafiar em esportes de aventura, náuticos e nos passeios ecológicos, já que a ilha possui uma faixa de praias inabitadas e uma reserva de Mata Atlântica rica em fauna e flora tropical. Confira os roteiros que Morro de São Paulo dispõe:
Roteiro de Praias – O balneário é dividido em cinco praias, cada uma para um tipo de público distinto. A Primeira Praia é excelente para a prática do surf. A Segunda Praia é a praia da agitação e badalação. A Terceira Praia é a mais calma, para caminhar e mergulhar, é também a da saída dos passeios turísticos, a Quarta Praia é a que reúne as piscinas naturais, e por fim, a Quinta Praia, conhecida como Praia do Encanto, com ampla faixa de areia e exuberante paisagem. 
Roteiro Histórico – A Fortaleza do Tapirandu, mais conhecida como o Forte de Morro de São Paulo é considerado um dos maiores conjuntos defensivos do Brasil, possui 678 metros de muralha e ruínas, protegidas pelo Patrimônio Histórico Nacional. O turista também não pode deixar de visitar o Farol do Morro, a Fonte Grande e a Igreja Nossa Senhora da Luz, do século XVII, com  imagens sacras e o altar em estilo barroso. 
Roteiro Bem Estar – Quem procura o contato com a natureza, não pode deixar de tomar um delicioso banho de argila na Praia da Gamboa, que serve como tratamento rejuvenescedor. Outras opções são as caminhadas, a prática de yoga em diversos pontos da ilha, massagens relaxantes e picos propícios à meditação. 
Roteiro Badalação – Quem prefere o agito das baladas, o Morro de São Paulo oferece muitas opções, com festas de segunda a segunda. A noite do Morro é super agitada. As baladas atingem todos os gostos. Quem prefere sair mais cedo pode curtir uma boa música ao vivo, na praia ou nos inúmeros restaurantes da Vila. Para quem prefere madrugar, os melhores destinos são as boates e lounges de música eletrônica, com um jet set internacional, multicultural, para ninguém botar defeito. 
Roteiro de Esportes – As águas claras e mornas de Tinharé oferecem ótimas opções para os fissurados na prática de esportes. Quem passa pela ilha não pode deixar de se aventurar no esqui aquático, windsurf, canoagem. Os que preferem algo mais radical, podem se aventurar na tirolesa. Com 57 metros de altura e outros 347 de comprimento, a tirolesa de Morro de São Paulo é uma das maiores do Brasil em queda livre sobre o mar. 

Como chegar em Morro de São Paulo

Existem várias opções de chegar em Morro de São Paulo com saída de Salvador. De carro, a melhor opção é utilizar o sistema ferry-boat “Salvador – Bom Despacho”, na Ilha de Itaparica, de onde é possível seguir pela rodovia BA-001, passando por Nazaré das Farinhas, até a cidade de Valença, por 105 km. Em Valença, existem barcos e lanchas rápidas que saem a cada uma hora. O trajeto pode durar de 30min a 1h30 mim.
Outra opção é seguir de Salvador direto para Morro, por via marítima. Em frente ao Mercado Modelo, saem vários catamarãs, oferecido pelas empresas Biotur, Farol do Morro e Ilha Bela. A viagem é feita beirando a costa e dura em média 2h30. A ida custa R$ 96,60 e a volta de Morro para Salvador custa R$ 95,26. Existe ainda a possibilidade de fazer o trajeto semi terrestre, ou seja, metade por mar, metade por terra. A viagem dura 2h30, com três baldeações. Esta é a melhor opção.

Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago 

Ao chegar em Morro de São Paulo o turista precisa pagar uma tarifa única, no valor de R$ 15,00. Os recursos são utilizados para melhoria dos serviços turísticos e preservação do patrimônio do Arquipélago de Tinharé. A Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA) tem o objetivo de assegurar a manutenção, restauração e preservação do patrimônio histórico, cultural, ambiental e estrutural do arquipélago, bem como as condições ambientais e ecológicas da Área de Proteção Ambiental (APA) Tinharé-Boipeba.
O pagamento da tarifa deverá ser feito logo ao acessar a ilha em posto na entrada principal de Morro. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou no cartão de débito. Estarão isentos da cobrança as crianças menores de 5 anos e pessoas maiores de 60 anos. Terão direito à meia entrada, estudantes, pessoas com necessidades especiais e pessoas cadastrados em programas sociais de baixa renda, desde que comprovem tais condições.