s�bado, 27 de novembro de 2021
Tecnologia

CIDADE EMPREENDEDORA APRESENTA DIAGNÓSTICO POSITIVO NO SUL DA BAHIA

Na região, seis cidades aderiram ao programa que visa à transformação local em eixos estratégicos
Nanci Macedo , Salvador | 26/10/2021 às 13:53
Cidade Empreendedora apresenta diagnóstico positivo no Sul da Bahia
Foto: Divulgação

Os municípios de Camacan, Canavieiras, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna e Uruçuca aderiram o Programa Cidades Empreendedoras que tem como objetivo a transformação local pela implantação de políticas de desenvolvimento em eixos estratégicos. É uma solução oferecida pelo Sebrae para municípios interessados em transformar a situação em que se encontram, permitindo o aprimoramento do ambiente de negócios. E, na última semana os consultores regionais apresentaram um diagnóstico positivo das ações desenvolvidas. 

Em resumo, todos os municípios avançaram após a aplicação do conjunto de soluções comuns que compreendem os eixos: liderança, sala do empreendedor, compras públicas, desburocratização, educação empreendedora focando sua atuação no desenvolvimento econômico e na melhoria do ambiente de negócios.

Nas cidades citadas, o investimento no eixo cidade agro, por exemplo, tem melhor desenvolvido a agricultura familiar com ampliação das informações sobre repasse de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para alimentação escolar; melhoria das informações sobre o percentual de aquisições da agricultura familiar com recursos do Programa Nacional da Alimentação Escolar (PNAE). Além disso, as regiões tiveram conhecimento, através dos consultores, dos principais desafios, pontos fortes e oportunidades existentes para o fomento às aquisições da agricultura familiar, bem como os parceiros para a realização das atividades inerentes. 

Para o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, o retorno do trabalho tem deixado foi bastante satisfatório. “As ações de desenvolvimento previstas dentro do programa cidades empreendedoras são fundamentais para que o município consiga criar um ambiente favorável para o desenvolvimento de novos negócios, principalmente das micro e pequenas empresas e micro empreendedores individuais. Então, a gente fica feliz por vê o avanço das consultorias e a partir dessas consultorias a gente acredita que as diversas secretarias envolvidas nesse processo possam está contribuindo para a criação desse ambiente favorável”, concluiu.