ter?a-feira, 25 de fevereiro de 2020
Colunistas / Política
Tasso Franco

NETO instala cabeças-de-ponte nos principais municípios

Vai chegar forte em 2016
02/10/2016 às 21:45
1. Milhões de baianos vão às runas neste domingo, 2,  para eleger os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 417 municípios. É a festa de democracia embora alguns integrantes da 'ditadura do proletariado' e 'esqauerdistas caviar' queiram dizer que o Brasil passa por um momento de um 'golpe' desrespeitando o que determina a Constituição, um processo de impeachment quando há desmandos no governo, o que de fato aconteceu com a ex-presidente Dilma Rousseff. 

   2. A última prisão do grupo petista, o ex-ministro da Fazenda de Lula, Antonio Palocci, aconteceu nesta semana. E juiz já mandou bloquer R$128 milhões nas contas de Palocci e outros. Só numa empresa de consultoria de Palocci foram bloqueados R$30.9 milhões.

   3. Estima-se que o PT, partido que tem o governador do Estado, Rui Costa, não terá a mesma performance de 2012 no interior do estado, perdendo alguns espaços. A base governista, no entanto, deverá fazer a maioria dos prefeitos e vereadores. Prevê-se que, individualmente, o PSD do senador Otto Alencar, será o partido a fazer mais prefeitos e vereadores. Em seguida, viriam o PT, PSL, PP, PDT, PSB, PTN nessa ordem. 

   4. Na oposição, quem mais crescerá seá o DEM, de ACM Neto, e também avançarão o PMDB, de Geddel Vieira Lima, e o PSDB, de João Gualberto. A estratérgia é militar: montar cebeças-de-pontes em municípios poderosos do Estado e partir para 2018, com fôlego eleitoral.

   5. De acordo com as últimas pesquisas, o DEM fará as prefeituras dos dois principais colégios eleitorais do Estado, Salvador e Feira de Santana, e mais o município pólo industrial mais importante da Bahia, Camaçari, e a coligação com o PMDB/PSDB deverá fazer prefeitos em dezenas de cidades, com possibilidades reais em Barreiras, Itabuna, Conquista, Santo Antonio de Jesus, Serrinha, Candeias, Coité, Alagoinhas e outras. 

   6. Na RMS, Moema Gramacho (PT) é apontada como favoritva em Lauro de Freitas e somente neste município o PT parece ser hegemônico. Em Simões Filho, disputa acirrada entre Dinha (PMDB) e Jomar (PSD); em Candeias, Tonha Magalhães (DEM) e Dr Pitágoras (PP); em São Francisco do Conde, Ralison Valentin (DEM) x Evandro Almeida (PP).

   7. O resultado eleitoral deverá sinalizar o encaminhamento dos debates iniciais em torno das eleições de 2018 para governador do Estado, senadores (duas vagas) e deputados federais e estaduais. No meio politico tem como provável certeza uma pré-candidatura de ACM Neto a governador no enfretamento a reeleição de Rui Costa. 

   8. Haverá um intenso debate em torno das vagas ao Senado que certamente será ditado pelo ronco das urnas municipais, embora, na base da oposição os nomes sairiam do PMDB e PSDB; e na base governista do PT (Jaques Wagner), PSL (Marcelo Nilo), PSB (Lídice da Mata), PDT (Félix Mendonça JR).

   9. Há, ainda, desde já, um movimento no sentido de dar mais espaço a Wagner na coordenação politica do governo e até, segundo seus mais ligados líderes políticos, uma provável candidatura a governador entendendo-se que Wagner é mais habilidoso e popular do que Rui. É o que dizem os wagneristas.

   10. 6. Comenta-se, por posto, que o crescimento do PSD de Otto Alencar poderá fazer com que o senador, sempre bastante discreto, seja incitado a lançar seu nome ao governo do Estado, mesmo sabendo-se que otto não é chegado a correr riscos. Estima-se, por fim e neste plano, que o PCdoB deverá sair menor nesta eleição, primeiro por conta de sua aventura na capital com Alice Portugal, e em Conquista com o deputado Jean Fabrício, ambos sem chances e com possibilidades de perdem cadeiras nos legislativos municipais.

   11. A situação de Conquista parece indefinida, o que deverá acontecer um segundo turno entre Herzem Gusmão (PMDB) e Zé Raimundo (PT). Em outros grandes colégios também há incógnitas: Em Itabuna, entre Fernando Gomes (DEM) e Dr Mangabeira (PDT); e em Ilhéus, disputa entre Dr Marão (PSD), Cacá Colchões (PP) e Bebeto (PSB); em Alagoinhas, Sônia Fontes (PSB) e Joquim Neto (DEM); e em Barreiras, Zito Barbosa (DEM) é apontado como favorito contra A. Henrique (PP).

   12. A eleição pode revelar que ACM Neto colocou cabeças-de-ponte em vários pólos regionais do Estado, Feira, Pimento, Região do Sisal, Oeste, RMS, Norte, Sul e Baixo Sul que poderá complicar e muito a reeleição de Rui Costa.