quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020
Colunistas / Política
Tasso Franco

PT pagará alto preço politico no apoio a Alice na capital

Desde a década de 1990, há mais de 20 anos, PT disputava a Prefeitura de Salvador na cabeça da chapa
16/07/2016 às 10:33
 Ao que tudo indica, o PT vai mesmo apoiar de 'corpo e alma' a chapa encabeçada pela deputada federal Alice Portugal (PCdoB), comunista com ideias do século XIX, a prefeita da capital reservando ao pasotr e deputado Isidório (PDT), um apoio mais discreto. 

   Digo isso porque o PT poderá participar da chapa de Alice com um nome candidato (a) a vice, o que será anunciado na Conveção prevista para o próximo dia 30.

   Se de fato isto acontecer é a primeira vez em mais de 20 anos que o PT não disputará o pleito com um cabeça-de-chapa, mesmo, hoje, tendo um governador petista, o que representa um retrocesso na vida do partido e poderá prejudicá-lo, em 2018.

   O mais sensato era que o PT concorresse ao pleito na capital, o maior colégio eleitoral do estado, quer ganhasse ou perdesse, por uma questão de honra e de sobrevivência partidária. 

   Não há demérito no apoio a Alice, até porque o PCdoB sempre apoiou os candidatos do PT, mas, há um governador petista em Ondina bem avaliado na capital. 

   O que se passa então? 

   O PT envelheceu no município de Salvador e não renovou seus quadro, isso é público e notório, mas também o mesmo acontece com o PCdoB e o PSB, ainda hoje com os mesmos nomes de 30 anos atrás - Alice Portugal e Lídice da Mata.

   E quem seria melhor para o PT: Alice ou Juca Ferreira? Alice ou Gilmar Santiago? Alice ou Walmir Assunção? 

   Ora, se for por avalições de pesquisas, se equivalem. Na pré-corrida, o único nome das oposições que pontuava acima de 5% era o de Lidice da Mata.

   Daí não se entender essa opção petista até porque se falava, e muito, que o governador Rui Costa gostaria de ter vários candidatos da oposição para somar votos e chegar a um segundo turno contra ACM Neto. 

   Paciência. O jogo parece que está jogado. Alice e um petista x ACM Neto e um provável Peemedebista, tendo Isidório correndo por fora como 'azarão'.

   Em nossa opinião, o PT pagará um alto preço politico diante desse cenário.