quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020
Colunistas / Política
Tasso Franco

Prisão de Elinaldo foi 'tiro pela culatra' e vereador fica mais forte em Camaçari

A recepção a Elinaldo no seu retorno à Camaçari mostrou isso
12/12/2015 às 10:22
  1. Comentamos aqui neste site que a prisão do vereador Elinaldo Santos (DEM), pré-candidato a prefeito de Camaçari, acusado pela Policia de integrar um grupo contraventor (jogo do bicho) e sonegação de tributos, poderia consolidar a candidatura de José Tude (PMDB) como candidato da oposição em Camaçari. 

   2. Mas, novas informações chegadas à nossa redação dão conta de que, "o tiro" desferido contra Elinaldo teria "saído pela culatra" e o vereador teria se tornado ainda mais forte como pré-candidato a prefeito. Em carreata à noite pela cidade milhares de pessoas acompanharam o pré-candidato em carro aberto em grande recepção.

   3. Uma análise recente da DataQualy mostra que o nome Elinaldo estaria consolidado como forte candidato a prefeito, líder das pesquisas, o nome de José Tude não empolga mais como empolgava, as administrações do prefeito Ademar Delgado (PT) e da presidente Dilma Rousseff (PT) são avaliadas como negativas em queda e isso teria, também, arrastado a pré-candidatura do deputado federal Luiz Caetano (PT) para baixo.

   4. A receptividade a Elinaldo no seu retorno a Camaçari foi considerada muito boa e o presidente do DEM local, o ex-prefeito Helder Almeida, frisou que "isso só fortalece a candidatura dele. Ele é uma pessoa que vive na cidade o tempo inteiro. A prisão causou uma comoção social”. 

   5. Helder, num exagero, chegou a comparar o caso dele com o de Nelson Mandela que ficou preso por 25 anos e depois se tornou presidente da África do Sul. O Movimento Negro de Camaçari não gostou dessa declaração e protestou, afirmando que não existem comparativos biográficos entre os dois, Mandela um herói da resistência; e Elinaldo envolvido com jogo do bicho.

   6. Outro fator positivo para Elinaldo foi a carta aberta que o vereador divulgou ao povo de Camaçari. Teria surtido um enorme efeito passando-se por vitima de um 'golpe' organizado por seus adversários. Veja o que ele duz.

   7. "Todos sabem que fui vítima de um golpe sujo para tentar manchar a minha reputação e a minha imagem de homem público. Desde que meu nome começou a despontar como alternativa concreta ao projeto do PT no município, o grupo que hoje está no poder no Brasil, na Bahia e em Camaçari iniciou um processo de perseguição política com acusações infundadas e inventadas, como se a lama que cobre a alta cúpula do partido deles pudesse me atingir.

   8. - Quem conhece a minha história sabe que tenho dedicado a vida a servir ao povo de Camaçari, sempre com honradez, ética, seriedade e trabalho. Por isso, escrevo a vocês para pedir tranquilidade nesse momento, pois logo todo esse processo de perseguição será desmascarado. Com o apoio de minha família, dos meus amigos e do povo de Camaçari, mantenho a serenidade, porque também confio na Justiça. A mesma Justiça que está colocando na cadeia a alta cúpula do grupo daqueles que querem a todo custo manter o poder no nosso município.

   9. - Ninguém irá calar a minha voz. Não vou sucumbir e não desistirei de continuar trabalhando pelo povo de Camaçari, que merece um futuro melhor. A mentira não vai vencer a verdade. A corrupção não vai vencer a ética. Ao lado do povo, onde sempre estive, serei ainda mais forte para derrotar o PT.
2.  “Eu acho que isso só fortalece a candidatura dele. Ele é uma pessoa que vive na cidade o tempo inteiro. A prisão causou uma comoção social” Helder Almeida, ex-prefeito de Camaçari e aliado do vereador Antonio Elinaldo (DEM), preso por acusação de envolvimento com o jogo do bicho

   10. Na outra ponta, o deputado estadual Bira Corôa (PT), alinhado com o prefeito Ademar Delgado, em nota disse "que o Ministério Público deve aprofundar as investigações com relação ao vereador Elinaldo (DEM), de Camaçari.

   11. O deputado reclamou das “manobras” do DEM de tentar transformar a prisão em um fato político. “Houve uma apuração prévia e a prisão foi decretada baseada em informações levantadas pelo MP. O fato de ele ser pré-candidato à prefeito da cidade não tem nenhuma relação com as ações paralelas que
desenvolve”. 

   12. O deputado concordou integralmente com a nota pública divulgada pelo PT municipal, presidido pelo vereador e também presidente da Câmara, José Marcelino. Na nota, o partido defende o aprofundamento
das investigações e reconhece o papel importante do Ministério Público baiano. “Dizer que a prisão do vereador Elinaldo foi armação, como o DEM irresponsavelmente tem feito, é tentar destruir a reputação do Poder Judiciário”, reforça o deputado, citando a nota.

   13. - Ao mesmo tempo, o PT parabeniza a Justiça pelo desbaratamento da quadrilha criminosa da qual o vereador Elinaldo é apontado como líder. Fruto de investigação que durou mais de um ano, a prisão foi baseada em provas materiais irrefutáveis, conforme destacou um dos promotores responsáveis pela prisão. 
 
   14. – O PT interpelará judicialmente o presidente do Democratas de Camaçari, Helder Almeida, e o próprio vereador Elinaldo, que, nas redes sociais e através da imprensa, atribuíram o desbaratamento da quadrilha criminosa a uma ação do Partido dos Trabalhadores. 
  
   15. - Nada como o tempo para fazer as máscaras caírem. O DEM de Camaçari tentou ao longo dos últimos anos construir uma imagem de partido da moralidade e da ética. Comprovou-se agora que não passava de retórica. Na prática, o que se viu foi outra coisa.   
 
   16. - Nunca, na história de Camaçari, um vereador foi preso na Câmara Municipal. Lamentamos fortemente que o DEM tenha colocado agora, com a prisão de Elinaldo, essa triste mancha na instituição.  

   17. Fora da Câmara, no entanto, a realidade é outra. Elinaldo ganhou fôlego em sua pré-candidatura, o prefeito ACM Neto o defendeu, o deputado federal Paulo Azi (DEM), idem, e a população teria se convencido de que houve, de um fato, como prega o vereador "um golpe".

   18. Só o tempo dirá o que poderá acontecer de mais efetivo, com as novas pesquisas de opinião. Se não houver uma impugnação da candidatura Elinaldo, por via judicial, sua pré-candidatura continua forte. Ao que tudo indica a população cansou da polarização Tude x Caetano. Quer algo novo.