sexta-feira, 18 de setembro de 2020
Colunistas / Política
Tasso Franco

IBOPE: CAMPANHA na Bahia se polariza entre Souto x Rui

a SENADORA
A senadora Lidice da Mata caiu para 6%











11/09/2014 às 10:36
   1. A pesquisa Ibope/Rede Bahia divulgada na noite desta quarta-feira, 10, aponta que o ex-governador Paulo Souto, com 46% das intenções de votos seria eleito no primeiro turno se as eleições fossem hoje. O candidato do PT atingiu 24% das intenções de votos, subindo 9 pontos em relação a pesquisa anterior; e a senadora Lidice da Mata obteve 6%, caindo 3 pontos percentuais. O número de brancos/nulos caiu de 18% para 11%; e o de indecisos de 14% para 11%.

   2. Pelos números apresentados pelo Ibope não houve substanciais alterações no quadro que já se conhece na Bahia, pelo menos até agora, faltando ainda 24 dias para as eleições. A arrancada de Rui Costa prevista pelo governador Wagner com duas semanas de programas eleitorais se efetivou em parte. Como faltam apenas 24 dias para o pleito, isso dificilmente acontecerá de forma mais expressiva porque Paulo Souto vem mantendo em tendência de crescimento de 42% (23/julho) para 44% (27/agosto) e agora 46%.

   3. Veja que as curvas de Rui e Souto são ascendentes, Rui saltando de 8% na inicial de 23/julho para os atuais 24%, número ainda aquém da base eleitoral de sua coligação e do PT (estimada em 30%) e Souto crescendo em menor percentual porque já largou com uma base muito alta (42%) acima do que norlamente tem o seu grupo político, agora reforçado pelo PMDB e PSDB.´

   4. É provável, ainda, que Rui esteja conquistando uma parcela do eleitorado da senadora Lidice da Mata, a qual até pouco tempo integrava a coligação petista, e que desidratou sua performance em 5 pontos percentuais caindo de 11% para 6%. Na cabeça do eleitorado, já que Lidice não está agregando o fenômeno Marina e a campanha vai se polarizando entre Souto x Rui é natural que isso aconteça.

   5. No plano nacional isso também está ocorrendo na medida em que Aécio Neves (PSDB) deixou de ser competitivo e a campanha se polarizou entre Dilma x Marina, uma parte do eleitorado tucano que não vota no PT de jeito algum migrou para Marina. Na Bahia, da mesma forma, a maior parte do eleitorado de Lídice não vota em Souto e teria migrado para Rui. 

   6. Outro detalhe importante a ser analisado é a queda dos brancos/nulos de 18% para 11%; e dos indecisos de 17% para 11%. Isso significa dizer que, quem foi já foi; e salvo em relação aos indecisos que podem ser direcionados para um ou outro candidato; o de brancos/nulos já bateu no teto.

   7. A ascensão de Rui se deve ao grande esforço e os investimentos que estão sendo feitos em sua campanha, é o candidato que mais arrecadou recursos no país entre os candidatos a governador, a ajuda substancial da presença do governador Wagner que tem uma avaliação positiva do seu governo em 33%, da recuperação da presidente Dilma Rousseff frente a Marina e da ajuda de Lula.

   8. Ao contrário da campanha de Souto, onde está havendo uma grande quantidade de novas adesões de politicos e lideranças do interior, a campanha de Rui a essa altura dos acontecimentos está se valendo mais do marketing do que da politica. E isso em politica não é salutar. Veja que, somente hoje, Souto recebeu apoios dos dois grupos politicos de Cansanção e de mais 6 municipios. Já falei isso aqui: parece (com as devidas proporções) com a campanha de Waldir, em 1986.

   9. Por fim, segundo o Ibope, a senadora Lidice da Mata dificilmente teria mais como se recuperar, não está conseguindo captar o fenômeno Marina para sí, uma vez que as campanhas estaduais estão dissociadas das nacionais, e tende a sofrer ainda mais porque a campanha se polarizou entre Souto e Rui.