ter?a-feira, 22 de setembro de 2020
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BOLSONARO CONCLAMA POPULAÇÃO A PARTICIPAR DOS ATOS DIA 15 DE MARÇO

General Heleno reforça que a luta contra a corrupção será permanente no governo
07/03/2020 às 11:15
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. O presidente Jair Bolsonaro conclamou a população a participar das manifestações de 15 de março, durante discurso feito neste sábado, 7, em Boa Vista, capital de Roraima. “Dia 15, agora, tem um movimento de rua espontâneo. E o político que tem medo de movimento de rua, não serve para ser político. Então, participem, não é um movimento contra o Congresso, contra o Judiciário. É um movimento pró-Brasil. É um movimento que quer mostrar para todos nós que quem dá norte para o Brasil é a população”, afirmou o presidente.

   2. Bolsonaro discursou para apoiadores, durante a escala de cerca de uma hora e meia que fez em Boa Vista. Ele segue para Miami, nos Estados Unidos, onde participará de encontros com empresários e autoridades americanas. A Casa Branca confirmou nessa sexta-feira, 6, que Donald Trump receberá o presidente brasileiro em seu resort na Flórida.

   3Em seu discurso, ao lado do ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia, o presidente reclamou de supostas traições e de pessoas que “só pensam nelas”. “Pessoal, não é fácil. Já levei facada no pescoço dentro do meu gabinete, por pessoas que só pensam nelas apenas, não pensa no Brasil. Essa é uma realidade”, disse.

   4. O general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), falou logo após Bolsonaro. O ministro reforçou o tom conspiratório do presidente. “Ele tem encontrado uma resistência muito grande, porque o que se criou nesse país, a rede de corrupção que se criou nesse país, que está sendo desbaratada por esse governo, tem prejudicado planos espúrios de muita gente”, afirmou o chefe do GSI.
                                                                              ******

   5. O Ministério da Saúde vai reforçar a capacidade de atendimento das unidades de saúde da família e ampliação de leitos de UTI. A pasta anunciou novos critérios de classificação de casos suspeitos

   6. Ampliará medidas para reforçar a assistência hospitalar no enfrentamento ao coronavírus no Brasil. Os primeiros reforços serão na Atenção Primária, a porta de entrada para receber os pacientes no SUS, para evitar que as pessoas procurem os hospitais em um cenário de grande circulação do coronavírus. O programa Saúde na Hora será ampliado nos municípios, aumentando as unidades de saúde que ficam abertas até às 22h ou aos finais de semana para atender à população.

   7. Também estão entre as ações o chamamento de médicos para o programa Mais Médicos como reforço no atendimento nas Unidades de Saúde da Família (USF); a organização da rotina de pacientes com doenças crônicas; a disponibilização da telemedicina no auxílio ao atendimento de doentes graves pelo COVID-19; e a ampliação de leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

   8. “Essas medidas são típicas da organização do nosso sistema de saúde pública. Temos um país continental e precisamos nos preparar para todas as possibilidades que esse vírus possa nos trazer”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante a coletiva de imprensa, na tarde de sexta-feira (6).

   9. Prepara chamamento de médicos para o programa Mais Médicos. Os profissionais de saúde poderão atuar nas USFs dos municípios de perfis de 1 a 8. A novidade é que serão atendidos os perfis de 1 a 3, que são capitais e grandes centros urbanos, locais com maior concentração de pessoas e onde o vírus pode ter maior transmissibilidade. As localidades de 4 a 8, que contemplam as regiões mais vulneráveis, também serão beneficiadas.

   10. Ainda na Atenção Primária, o Ministério da Saúde irá orientar os estados e municípios, sobretudo as cidades mais distantes dos grandes centros, no manejo dos pacientes portadores de doenças crônicas. A ideia é antecipar exames e procedimentos para evitar que essas pessoas tenham de ir à unidade de saúde em um cenário de grande circulação do coronavírus.

   11.  telemedicina também será disponibilizada à Atenção Primária, além da Especializada, para que os profissionais de saúde possam trocar informações e impressões Brasil a fora sobre a evolução da condição do paciente com coronavírus, sobretudo os mais graves.
                                                       *****
  12. A participação feminina no Poder Judiciário vem crescendo nas últimas décadas. Na Bahia, as mulheres (258) já representam 43% dos juízes na Justiça estadual, enquanto a média nacional é de 38,8%, segundo o último diagnóstico realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), do ano passado. A evolução do percentual de magistradas pode ser observada na comparação com o ano de 1988, quando elas totalizavam 24,6% da magistratura nacional.

   13. Entre os Tribunais de Justiça do país, a Bahia também se destaca em relação à participação feminina, com situação mais equilibrada que o restante do Brasil. No TJBA, 47% dos desembargadores são do sexo feminino (29). Fica atrás apenas do Pará (57%), onde as mulheres ultrapassaram os homens na Corte. A média nacional é de 20%, mas há estados onde percentual é de apenas 2%.

  14. A presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB), juíza Nartir Weber, destaca o crescimento da presença feminina no Judiciário, e lembra que as mulheres são a maioria na população. “É preciso que haja equilíbrio na participação feminina em todos os espaços da sociedade, inclusive do judiciário. 

   15. A Bahia tem dado exemplo para o Brasil, inclusive nas esferas de Poder, mas é necessário avançarmos ainda mais”, afirmou. Nartir Weber, inclusive, foi a primeira mulher eleita presidente da entidade, em 2010, tendo sido reeleita na época. Este ano, tomou posse para o terceiro mandato, no triênio 2020/2022.

   16. No Judiciário estadual baiano, outras mulheres se destacaram pelo pioneirismo. A Desembargadora Silvia Carneiro Zarif foi a primeira a ser eleita presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, em 2007. Ela também foi a pioneira ao assumir o cargo de Governadora do Estado, em 2008, de forma interina.

   17. A história ainda mostra que a primeira magistrada do estado, Odete Aparecida Cavalcante do Amaral, assumiu em 1941 como pretora - cargo transformado em juiz em 1966. Já a primeira desembargadora a integrar a Corte baiana foi Olny Silva, também a primeira representante do sexo feminino a integrar a diretoria da AMAB.

  18. Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, lembrado em todo planeta em 8 de março, a vereadora Marcelle Moraes defende a importância do público feminino ocupar cada vez mais espaços monopolizados historicamente por homens. Candidata mais votada do Norte/Nordeste e a sexta mulher com maior número de votos de todo país na última eleição municipal, a parlamentar reconhece o desafio de enfrentado para conquistar espaço num ambiente majoritariamente masculino.

  19. “Me orgulho em fazer parte do grupo de mulheres que tem quebrado tabus dentro da política. Num primeiro momento, é perceptível que alguns homens subestimam nossa capacidade de ocupar uma cadeira no parlamento. Mas o dia a dia, a seriedade com que trato minha função e a postura integra como conduzo todos os processos, fez com que conquistasse o respeito de todos na casa. Espero que no próximo pleito as bancadas femininas possam continuar crescendo em todo país”, destacou Marcelle.

  20. De acordo com a vereadora, o bom exemplo de mulheres bem sucedidas também é fundamental para inspirar e fomentar o empoderamento feminino. A edil destaca ainda que o poder público precisa exercer um papel mais incisivo com a proposição de políticas públicas para mudar o quadro de desigualdade de gênero.

  21. Celebrar uma data importante como os dez anos de casamento ou o próprio aniversário e ainda ajudar o Martagão Gesteira que, por ano, atende a mais de 80 mil pacientes e realiza mais de 500 mil atendimentos gratuitamente. 

   22. Este é o principal objetivo do “Evento Solidário”, prática da sociedade baiana que surgiu de forma espontânea como mais uma forma de ajuda e solidariedade. Neste sábado, 7, três eventos celebrarão mais um ciclo de vida dos seus aniversariantes, mas os presentes serão doações para o maior hospital exclusivamente pediátrico do Norte e Nordeste.

  23. No total, já foram realizados mais de dez aniversários nos últimos dois anos e os recursos arrecadados ultrapassam R$ 200 mil. Com o montante, o Martagão pôde fazer intervenções em sua estrutura física. No evento mais recente, a celebração de um casamento, as doações permitiram ao hospital executar, junto com o valor obtido no III Jantar do Bem, a requalificação das salas do setor de Bioimagem. Elas foram entregues no final de outubro do ano passado.

  24. “A aplicação desses recursos é, para nós, um motivo de grande satisfação. A sociedade nos apoia porque acredita no nosso trabalho. Eles nos apoiam, e a gente devolve esse apoio para as crianças que precisam, em melhores condições de atendimento, de melhores equipamentos. 

   25. As salas que foram requalificadas são lúdicas, agradáveis, com equipamentos de última geração, para melhor atender os nossos pacientes”, ressalta a presidente de honra da Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (entidade mantenedora do Martagão), Rosina Bahia.