sexta-feira, 17 de janeiro de 2020
Salvador

ALUNOS PROTESTAM CONTRA POSSÍVEL FECHAMENTO DO ODORICO TAVARES

Escola foi implantada como de excelência e foi degradada pelos governos petistas
Da Redação ,  Salvador | 05/12/2019 às 18:29
Apelos dos alunos para não fechar escola
Foto: A TARDE
   Segundo o Portal A Tarde, alunos do Colégio Estadual Odorico Tavares, localizado no Corredor da Vitória, em Salvador, realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira, 5. A manifestação dá-se por conta de um possível fechamento da instituição de ensino. Na gestão Walter Pinheiro, quando secretário de Educação, uma cobertura desabou e a SEC, na época informou que faria uma reforma.

   O protesto que teve início por voltas das 10h e contou com cerca de 100 alunos, interrompeu completamente o trânsito da região. O tráfego no local só foi liberado em regime de revezamento com a chegada da Polícia Militar (PM).
De acordo com os estudantes, na semana passada eles foram informados de que não existia a possibilidade de se rematricular na instituição, e que novas matrículas também estavam suspensas.

Na manifestação, os alunos mostravam cartazes com frases como: "Não fechem a nossa escola", "Pela educação", "Odorico resiste", entre outros. Cursando o 2° ano, Laura Vidal explicou a relação dos estudantes com a instituição.
A SEC emitiu uma nota na qual não nega o fechamento e diz que está dialogando.

Confira nota da Sec na íntegra

Em relação ao Colégio Estadual Odorico Tavares, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia informa que está em diálogo com representantes da comunidade escolar para tratar sobre o ordenamento da oferta. A Secretaria garante o atendimento a todos os estudantes do Ensino Médio nas escolas estaduais da Bahia e, conforme determina o artigo n° 10 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) n° 9.394/1996, assegura o Ensino Fundamental a partir da colaboração com os municípios. Nesse sentido, a Secretaria realiza estudos constantes para reorganização da rede escolar, considerando a frequência nos últimos cinco anos, a capacidade de infraestrutura para atendimento, existência e escolas próximas com a mesma oferta e capacidade física para recepcionar os estudantes.