ter?a-feira, 02 de junho de 2020
Política

SALVADOR 471 ANOS: NELSON LEAL HOMENAGEIA A CIDADE DO SALVADOR

Presidente da alba diz que povo valente e destemido de salvador só precisa ficar em casa
Tasso Franco , da redação em Salvador | 28/03/2020 às 20:22
Presidente da Assembleia
Foto:

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Nelson Leal, apresentou moção de congratulações – já protocolada junto à Mesa Diretora - com a população de Salvador pelo transcurso do aniversário de fundação da capital baiana, que completa 471 anos amanhã (29.03). “Daqui a três anos estaremos comemorando o bicentenário da Independência da Bahia, que teve a participação valente e destemida do povo de Salvador. São esses mesmos genes que vão fazer com que derrotemos o Covid-19. E, para vencer esta guerra, não precisaremos ir para as ruas: ao contrário, vamos vencê-la ficando em casa, praticando o isolamento social”, exorta o chefe do Legislativo estadual.

A gravidade do momento vivido pelo Brasil, com a chegada da pandemia do Covid-19, segundo Leal impõe a que todos tenham um sentimento coletivo de solidariedade: “Tenho a certeza de que uma cidade que escreveu uma história de engajamento e liberdade vai encarar esse novo desafio com altivez. Vamos superar o novo coronavírus. Nossa tradição de 471 anos de luta e resistência vai nos ajudar. Com o apoio de todos, unidos, venceremos mais esse desafio em nossa história, talvez o mais difícil desde que, em 1549, Tomé de Souza plantou esta cidade nas bordas da Baía de Todos os Santos” enfatizou.

Para ele, a singularidade que torna a “cidade tão fascinante” é a conjunção da exuberância dos recursos naturais, primorosa arquitetura moderna e histórica, clima ameno, com um povo alegre, hospitaleiro, miscigenado não só na pele, mas também na tradição, religiosidade e culinária. “Salvador das 365 igrejas e de todos os credos, chega aos 471 anos de fundação esbanjando belezas naturais, praias belíssimas e um povo guerreiro, altivo, alegre, trabalhador e, acima de tudo, forte. Forte o suficiente para vencer a pandemia ou qualquer desafio – como aconteceu no 2 de Julho – e voltar à rotina de trabalho e de realizações”, destaca o presidente da ALBA.