segunda-feira, 10 de agosto de 2020
Política

PSOL LANÇA HILTON COELHO COMO PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE SALVADOR

PSOL Nacional participará do lançamento da pré-candidatura de Hilton Coelho a prefeito de Salvador
Da Redação , Salvador | 07/12/2019 às 13:51
Hilton diz que vai primar pelos direitos humanos
Foto: BJÁ

A deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) e o membro da Executiva Nacional do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Leandro Recife, confirmaram presenças no lançamento da pré-candidatura de Hilton Coelho a prefeito de Salvador pelo partido. O evento será dia 12, quinta-feira, às 18h30 na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia (SINDAE), Rua General Labatut, 65, Barris, Salvador, perto da Biblioteca Central.

“A presença de tão destacadas lideranças nacionais, além das dezenas de direções populares e sindicais locais que estarão no lançamento, mostram a importância de Salvador, a Capital da Resistência, ter uma candidatura que aponte novos caminhos para a gestão de nossa cidade. Sâmia Bomfim é uma feminista, defensora dos direitos sociais e deputada federal pelo PSOL São Paulo eleita com 249.887 votos. Leandro Recife, membro da Executiva Nacional do PSOL, representa a construção de uma candidatura com capacidade para o debate político e eleitoral que enfrentaremos”, afirma o deputado estadual e pré-candidato Hilton Coelho.

Sobre a defesa de Hilton Coelho na formação de uma Frente de Esquerda, ele afirma que “o lançamento da pré-candidatura deve estabelecer um calendário de construção do programa de governo para a candidatura e os critérios para composição partidária. Buscamos, sim, unificar os partidos que se colocam contra o avanço de posições fascistas na sociedade. A princípio queremos a unidade interna do PSOL e recomposição com o PCB e Unidade Popular (UP), além do PSTU se eles desejarem. Neste momento em que muitos semeiam autoritarismo, ódio e violência, queremos um programa que dentre outros pontos defenda os direitos humanos, a radicalização da democracia, seja pautado na educação, saúde, cultura, moradia, segurança alimentar, direito à cidade, direitos das mulheres, direitos LGBTQI+, direitos de negros e negras e direitos da juventude”, conclui.