sexta-feira, 13 de dezembro de 2019
Política

LULA EM SALVADOR: WAGNER DEFENDE 3 NOMES PARA PREFEITO DA CAPITAL

Senador exclui Lidice da Mata e os deputados Niltinho (PP) e Bacelar (Podemos)
Tasso Franco , da redação em Salvador | 14/11/2019 às 11:40
Lula na Bahia
Foto: JR
   O ex-presidente Lula da Silva está em Salvador para encontro nacional do PT no Hotel Wish, Campo Grande. As principais lideranças do PT no Estado, o senador Jaques Wagner e o governador Rui Costa falaram dos cenários políticos de 2020 e 2022 e Wagner admitiu que a base petista só deve lançar 3 candidatos a prefeito de Salvador: pastor Isidório (Avante), Olivia Santana (PCdoB) e um nome do PT que poderá ser Guilherme Bellintani. Não citou 3 nomes hjá pré-lançados: Bacelar (Podemos), Niltinho (PP) e Lidice da Mata (PSB).

   O governador Rui Costa, antes possível pré-candidato a presidente, como Lula no comando, admitiu ser candiato a senador (2022), mas acha prematura se falar desse assunto agora. 

     "É prematuro ficar discutindo 2022. Estou à disposição de um projeto de retomada do Brasil. Posso ser candidato a qualquer coisa, como posso não ser candidato a nada. Isso, para mim, não é fundamental. Não acredito em projeto individual como solução de nação, de país", disse Rui.

     O senador Jaques Wagner admitiu que o (PT) tenha, no máximo, três candidaturas na corrida pela prefeitura de Salvador em 2020. E mais, o congressista afirma que o prazo para essa definição deve ser o início de dezembro. Na opinião do senador, o governador já deve acionar e reunir o Conselho Político para afunilar o debate.

  "Não acho que três candidatos seja pulverização. Até três candidatos, não vejo nenhum problema. Até três candidatos, cabe. Isidório está fazendo esforço para ser candidato. Está na nossa base. E teve um potencial de votos significativo. [...] O PCdoB lançou o nome de Olívia. O PT está numa discussão se lança um nome ou apoia. Tem a questão de Bellintiani que poderia vir para um partido da base. Mas o quadro não está definido", declarou antes de uma reunião da Executiva nacional do PT, com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

  "Eu não decidi ainda. Nós ainda estamos discutindo a prefeitura em 2020. 2022 está longe. Vou continuar com a minha tese  [...] de renovação”, pontuou. “Se o presidente [Lula] vier a ser candidato em 2022, a chapa puxada por ele no Nordeste, particularmente na Bahia, seja quem for candidato ganha um peso bastante significativo", emendou.