quinta-feira, 12 de dezembro de 2019
Política

EMBAIXADORA DE GUAIDÓ ASSUME REPRESENTAÇÃO DA VENEZUELA NO BRASIL

Embaixada foi ocupada pela representação do presidente da Assembleia, Juan Guaidó
Da Redação , Salvador | 13/11/2019 às 11:11
Maria Tereza Belandria
Foto: El Nacional
Representantes do opositor Juan Guaidó, reconhecido pelo Brasil como presidente da Venezuela, conseguiram pela primeira vez acesso à embaixada do País em Brasília, na madrugada desta quarta-feira (13), horas antes do início das atividades da 11.ª Cúpula do Brics, que reúne os líderes de Rússia, Índia, China e África do Sul, que apoiam a permanência de Nicolás Maduro no poder.

Segundo a equipe de Guaidó, funcionários da embaixada permitiram o acesso de Tomas Silva, ministro-conselheiro acreditado pelo Brasil, ao local. A embaixadora Maria Teresa Belandria não está no País.

De acordo com comunicado dela, um grupo de funcionários decidiu abrir as portas e entregar as chaves da embaixada voluntariamente, bem como reconhecer Guaidó como legítimo presidente.

Houve um princípio de confusão e a Polícia Militar foi acionada. O adido militar chavista, leal ao regime, ficou do lado de fora da embaixada.

É a primeira vez que eles entraram na sede desde que o presidente Jair Bolsonaro aceitou as credenciais da equipe de Guaidó, no início do ano.

A diplomacia de Guaidó vinha tentando tomar o prédio e desalojar os funcionários enviados por Maduro - que não tem mais relacionamento diplomático com o Brasil.

Agora, eles pedem que os servidores de sete consulados venezuelanos no País façam o mesmo e garantam ajuda para deixar o Brasil, caso desejem.

Em pronunciamento na televisão na terça-feira, Maduro fez um apelo às milícias civis para que patrulhem as ruas do país em meio às ameaças de protestos da oposição.

Guaidó, presidente da Assembleia Nacional, convocou uma manifestação contra o regime para sábado (16).

Maduro, sentado entre líderes militares, ordenou que os cerca de 3,2 milhões de civis venezuelanos que integram milícias intensifiquem as rondas nas ruas de todo o país.

EL MACIONAL 

Maria Teresa Belandria, embaixadora da Venezuela no Brasil designada pelo presidente (E) Juan Guaidó, informou em um comunicado de imprensa que o cargo diplomático está autorizado para o regime de Nicolás Maduro no país que reconecta o governo interino da Venezuela.

A Belandria dijo que um grupo de funcionários de Maduro comunicou os órgãos de reconhecimento de Guaidó e começou a abrir as portas da sede diplomática.

Na entrada da sede, se encontrar parte do diploma diplomático que vive na residência de equipamentos, ele os informa da decisão de implementá-los e incorporá-los.

"As novas comunicações melhoram a mediação com as autoridades brasileiras no caso de decidir abandonar o país", indicou o comunicado.

A Embaixadora da Venezuela no Brasil convidou todos os funcionários da embaixada e você a serem consultados sobre como o país deve adotar a posição incorreta e negociar juntos.

"Informar oportunamente sobre os avanços deste processo e agradecer siga as informações até a informação oficial da nova embajada", pontualmente.