sexta-feira, 24 de janeiro de 2020
Esporte

Regata Jacques Vabre homenageia vencedores da Class40

No palco improvisado na área de convivência do local eles falaram sobre suas experiências na prova
Ascom Setur , Salvador | 19/11/2019 às 14:49
Regata Jacques Vabre homenageia vencedores da Class40
Foto: Tatiana Azeviche
Os vencedores da Class40 da 14ª edição da Transat Jacques Vabre, a maior regata de duplas do mundo, foram homenageados durante festa realizada na noite desta segunda-feira (18), na base da competição na capital baiana, o Porto Salvador Marina (Comércio). No palco improvisado na área de convivência do local eles falaram sobre suas experiências na prova.
O barco campeão da categoria é o Crédit Mutuel, da dupla Ian Lipinski, seguido do Leyton, de Sam Goodchild e Fabien Delahaye, e do Aïna Enfance & Avenir, de Aymeric Chapellier e Pierre Leboucher, todos com chegada no dia 14.
Na madrugada desta terça-feira, outros dois barcos da Class40 cruzaram a linha de chegada: o #AttitudeManche, da dupla Martin Louchart e Frédéric Duchemin, à 1h03, e o Kerhis, de Pierre-Antoine Tesson e Paul Gallet, às 2h09, classificando-se, respectivamente, na 18ª e na 19ª colocações.
O Kerhis estava na frente, mas, já na reta final, cometeu um erro de navegação e acabou perdendo a posição para o #AttitudeManche. Já às 6h25 cruzou a linha de chegada o 20º colocado, o barco Up Sailing, Unis Pour  La Planète, da dupla Morgane Ursault-Poupon e Remi Lhotellier.
Agora, faltam apenas dois barcos Class40 para o encerramento da regata: o Equipe Voile Parkinson e o Terre Exotique. A previsão é que eles cheguem à Baía de Todos-os-Santos na quinta-feira (21).
Ao todo, 59 barcos largaram de Le Havre, França, no dia 27 de outubro, rumo à Bahia: três da categoria Multi50, 29 da Imoca e 27 da Class40. Sete deles (dois Imocas e cinco Class40) abandonaram a competição. Todos os barcos da Multi50 e da Imoca que estavam competindo já chegaram a Salvador.
A Transat Jacques Vabre acontece a cada dois anos e chega a Salvador pela sexta vez. A competição, também chamada de Rota do Café, procura refazer as rotas dos navios mercantes de café do século 17 a partir de Le Havre, na Normandia. A primeira prova foi disputada em 1993 e teve como destino Cartagena das Índias, na Colômbia. Outros pontos de chegada da regata foram Puerto Limon, na Costa Rica, e Itajaí, em Santa Catarina.
A 14ª edição da prova tem apoio do Governo da Bahia, por meio da Secretaria do Turismo do Estado, responsável pela montagem da estrutura que abriga profissionais envolvidos com a regata e imprensa internacional no Porto Salvador Marina (anexo ao Terminal Turístico Náutico da Bahia).