quinta-feira, 13 de agosto de 2020
Esporte

COELHO MORDEU O LEÃO MAS A BRIGA CONTINUA: AMÉRICA 2X1 VITÓRIA

Ainda faltam dois jogos e o Vitória só precisa de mais um pontinho
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 15/11/2019 às 20:16
Vibração dos jogadores do Amércia que volta ao G-4
Foto: AFC
Coelho mordeu o Leão

 Mas a briga continua

 

  O Vitória encarou, fez uma partida equilibrada, mas não conseguiu derrotar o América mineiro em Belo Horizonte; perdeu de 2 x 1, brigando. Nada desesperador, por enquanto. Faltam mais dois jogos e a equipe tem 42 pontos ganhos, talvez o suficiente para fugir do rebaixamento, a depender dos resultados dos concorrentes. Um pontinho a mais é uma garantia. O Leão está no 13º e a rodada segue no final de semana.

*

Pré-jogo

- Rodada 36, a antepenúltima, chuva forte no Independência, toca do Coelho, pra refrescar.

 O Leão na ânsia de pontuar para se livrar de vez da zona de baixo; o Coelho ainda de olho no grupo de cima, querendo espaço entre os quatro primeiros.

*

Com a pelota quicando ...

- Mal começou, menos de 3 minutos, mesmo com três zagueiros de área escalados ...

- Gol !  1 x 0, América/MG ! o becão Ricardo, de cabeça, chegando antes da marcação e resvalando, sem defesa, uma bola alçada da intermediária, em falta bem cobrada. Pancada dura.

  - O Leão sentiu, ficou atordoado alguns minutos.  Aos 5’, uma chance de gol perdida pelo time da casa; aos 14’, Wiliam Maranhão disparou e o goleiro Martin rebateu com dificuldade. Logo depois, Felipe Azevedo foi empurrado na área baiana e os mineiros queriam pênalti, não marcado.

   Sò aos poucos os baianos foram assentando, encarando...

  - Aos 17’, a primeira tentativa, num chute cruzado de Wesley rasgando pela esquerda, o goleiro mineiro catou no chão, sem rebote. O Leão foi equilibrando, adiantando a marcação, tentando incomodar. Alçando, usando e abusando das bolas paradas e chutando de longa distância.

 - Aos 40’, uma defesaça salvadora de Martín Rodriguez, espalmando a testada em mergulho de Juninho, a  queima-roupa, livre, num cruzamento de Mateusinho da esquerda para a pequena área baiana. Aos 43’, Felipe Azevedo  chutou cruzado, assustando. Aos 44’, Martín salvou outra, defendendo um chute forte, rasteiro, de longe e disputando o rebote duas vezes com os avantes mineiros, ficando com ela.

 

  *

  - O placar de 1 x 0 foi até satisfatório na primeira etapa para os baianos, pois os mineiros chegaram forte e criaram chances de ampliar, mas o goleiro uruguaio Martín Rodriguez apareceu bem, foi o melhor dos rubro-negros. Por uns momentos o rubro-negro até equilibrou no meio campo, teve a bola, mas pouco penetrou, raramente chutou, nada ameaçou.

*  

  -  Nos vestiários, Geninho tirou Anselmo Ramos e pôs o garoto Heron, mais ativo. O Leão voltou dos vestiários com fome, correndo muito. E surpreendeu.

   - Gol ! 1 x 1 Mateus Rocha, aos 5 minutos. Wesley brigou pela bola na esquerda e virou tudo na direita; o lateral baiano venceu a marcação com o drible da vaca no marcador e mesmo caindo acertou uma bomba no gol mineiro, calando o Independência, estabelecendo o empate.

  - Gol ! 2 x 1, América/MG, Juninho, aos 13’. Com Zé Ivaldo machucado, fora de campo, o miolo de zaga baiano não conseguiu cortar um cruzamento rasante da esquerda; na frente da pequena área, sem marcação, como um foguete apareceu Juninho, escorando com força, desempatando.

 - Aos 20’, Wésley ganhou no corpo do zagueiro, avençou em alta velocidade e bateu de chapa, colocado, tirando do goleiro, mas a pelota, caprichosa, bateu no rodapé do poste e saiu.  Na sequência, a resposta mineira parou em nova precisa e difícil intervenção de Martín. Bom ritmo.

 - Precisando pontuar, Geninho tirou um dos zagueiros de área, Ze Ivaldo, e colocou o veloz equatoriano Caicedo. Foi pra cima, com três avantes, dois abertos nos lados e um enfiado.  Depois, trocou o pesado Capa, na lateral esquerda, pelo gorducho veterano Chiquinho.

- Após minutos de pressão rubro-negra, o Coelho chegou de novo aos 40’, com um chute perigoso pelo alto de Maranhão para a espalmada elástica de Martín.  O Leão respondeu na ousadia e velocidade de Wesley que ganhou no corpo do marcador e invadiu pela direita; o chute saiu alto.

*

  - O Leão brigou muito, mas não deu. Deu Coelho, justo. O time mineiro dorme de volta ao grupo dos quatro primeiros. Em 3º, com 58 pontos, mas a rodada segue.

*

Destaques

 No Vitória, o goleiro Martín, com defesas importantes, o zagueiro Éverton e o astuto e lépido Wesley,  que infernizou a defensiva mineira, crescendo a cada partida com Geninho.

 No América/MG, um goleiro tranquilo, o meia juninho e o fogoso Mateusinho.

*

- O Vitória entrou em campo escalado assim por Geninho, com três zagueiros de área:

Martín,  Everton Sena, Zé Ivaldo (Caicedo) e Ramon; M. Rocha, Leo Gomez, Lucas Candido, Capa (Chiquinho) e Gedoz; Anselmo Ramon (Heron) e Wesley.

 No América: Airton, Diego, Lucas Cal, Ricardo Silva, Sávio (Geovane); Juninho, Ze Ricardo  e Felipe Azevedo (Flávio); Wiliam Maranhão, Viçosa(França) e Mateusinho.

*

  O penúltimo jogo do Rubro-negro baiano é contra o Operário, terça-feira, 21h30, no estádio Orlando Krügger, lá no Sul do país.