quinta-feira, 12 de dezembro de 2019
Esporte

VITÓRIA E FIGUEIRENSE empatam e "Leão" perde chance de subir na tabela

Comentário de ZédeJesusBarrêto
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 02/11/2019 às 18:50
Vitória 2x2 Figueirense
Foto: Pietro Carpi ECV

   Jogo disputado, muitas alternativas no placar mas o resultado de empate não agradou a ninguém. O torcedor do Leão acreditava num triunfo sobre uma equipe que está abaixo da tabela, era a oportunidade, em casa de se distanciar mais um pouco da zona de perigo. O Leão foi a 37 pontos, a quatro da zona. O empate foi pior para o Figueirense que se vencesse sairia do sufoco e colaria no rival Vitória; teve o placar  e o jogo nas mãos mas... cedeu o empate num pênalti, aos 36 minutos e tem 33 pontos ganhos, em 17º lugar.  

*

-  O confronto aconteceu numa tarde de sábado primaveril invernosa, com um público bem acima do esperado nas arquibancadas do Barradão, até pela chuva zangada e as nuvens escuras no firmamento.  

*

   Bola rolando

 No primeiro tempo o Vitória teve mais posse de bola e tomou as iniciativas, mas deu pouco trabalho ao goleiro do Figueira. Apenas um bom chute de longe de Lucas Cândido obrigou o goleiro visitante a um salto, espalmando. Martín Rodriguez teve também de fazer uma boa defesa, num chute forte e cruzado da esquerda, mandando a escanteio, evitando o gol do time catarinense.

  Foi por volta dos 35 que saíram dois gols na sequência.  O do Vitória após um cruzamento da direita; Wesley furou na tentativa de arremate, mas o centroavante Anselmo Ramon bem posicionado na área adversária, pela esquerda, na área, pegou de perna direita, certeiro, e abriu o placar: 1 x 0.

  No entanto, a vantagem não durou mais de três minutos: após cobrança  de escanteio, da esquerda do ataque sulista, o defensor Luis Ricardo antecipou-se à zaga do Leão e desviou de cabeça, na primeira trave: 1 x 1.  Empate na primeira etapa, a despeito do maior volume de jogo do rubro-negro. Antes do intervalo, Gedoz substituiu Wesley, machucado.

*

  Com apenas cinco minutos da etapa final o torcedor nas arquibancadas já cobrava a presença do avante artilheiro equatoriano Jordy Caicedo. Em campo o mesmo quadro: o Leão na frente, atuando mais no campo adversário, mas finalizando pouco e sem precisão. A chuva voltou a cair. Daí ...

 - Gol ! 2 x 1, Figueirense, aos 12 minutos. Evilásio fez o gol da virada, pegando de primeira, de peito de pé, uma sobra na frente da grande área baiana; acertou o canto, pelo alto, virando a partida.

 Um minuto depois, após uma enjoada do goleirão catarinense, Gedoz perdeu de cara, da pequena área, chutando por cima.  Geninho, pôs a equipe toda no ataque, lançando Caicedo e Heron nos lugares de Chiquinho e Felipe Garcia. Tudo ou nada. Mas aos 21’, Breno penetrou pela direita e quase fez o terceiro; Martin salvou, de pé.

  Por um tempo o Leão ficou perdido, azoado em campo com a virada do adversário. E o torcedor emudeceu. Chuva caindo forte, o tempo passando, a torcida agoniada e a equipe dona da casa em campo sem reagir, abatida. O Figueira trocava passes, já com mais posse de bola.

  Aos 33’, Eron foi lançado na área e na hora do arremate foi travado, caiu e o árbitro deu pênalti, sob protestos dos atletas do Figueirense.

  - Gol !  2 x 2, aos 35’. Carleto bateu forte, rasteiro, o goleiro foi e tocou nela mas não conseguiu evitar o empate, a bola molhada escapou por baixo.  

   O gol acordou o torcedor, mesmo sob a chuva, e sacudiu o time em campo. A partida ganhou contornos de emoção, lá e cá, a turma querendo, brigando pelo triunfo. Aos 42’, após boa trama pela canhota, Breno bateu rasteiro e a bola passou queimando o poste de Martín. Susto.

 Até o final, tentativas. Nada mais aconteceu.  Empate justo.

*

Próximo adversário do Vitória, já pela 33ª rodada, é o Brasil de Pelotas, terça-feira, às 20h30, no Barradão.

**

Série A

O Bahia em campo na noite deste domingo, no Mineirão/Belo Horizonte, contra o Cruzeiro. Precisa voltar a pontuar.