sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO e amigos foram ao BOTECO DO KING conhecer Nada de Crise

Boteco da melhor qualidade com preços baratos e música do vivo nos finais de semana
30/07/2016 às 11:21
  Com borogodó, grupos de micos rivais brigando em fios da Coelba, alegria, sem crise, sem recorrer ao FMI para pagar la cuenta, yo, el jornalista Paulo Bina e o jurista Graciliano Bomfim, bom que se diga Bomfim com dos emes, fomos ao Boteco do King, na Ladeira do Saboeiro, cercanias de terras do velho 'Cascão', antigo quartel do 19BC, para deliciar as comidinhas preparadas por dona Maria, a bem humorada cearense 'chef de cousine'. 

   Aliás, em boteco não tem esse negócio de 'chef de cousine' e dona Maria prefere ser chamada, como de fato é, de cozinheira. E que cozinheira! Admirável, bem humorada, bela e jovial com sua touca sui-generis, dessas cozinheiras que tratam a comida com gosto de comida, sem adornos, sem artes às vezes para iludir os clientes, valendo o sabor, o tempero caseiro.

   Dona Maria diz que está trabalhando com Sêo Júlio, este é o nome próprio de Mr King, el rei, há sete anos. 

   - Isso desde quando era apenas uma tendinha de vender comida e cerveja aqui no bairro", comenta.

   Hoje, para quem não conheceu o King antes, trata-se de um boteco com muitas mesas (a nossa era a 52), vários freezeres de geladas, balcão bacana com prateleiras no fundo onde estão várias marcas de bebidas quentes, salão para dançar com música ao vivo, praticamente três ambientes, todos arejados e com aquela ventilação que vem da floresta tropical do 19B, quartel do Exército, que em tempos idos suas terras foram divididas ao meio com a construção da Av Luis Viana (Paralela) e depois com a Luis Eduardo Magalhães.

   O nobre garçom que nos atendeu é bem típico dos botecos, um iniciante digamos assim, ainda em treinamento, mas, gente boa, cujo nome é Jonathas, com th, mais conhecido por 'Major'. Não é bacana isso.

   Bina queria um uisque e acabou bebendo uma vodcka; e yo queria uma long-neck e acabei bebericando uma 600 ml. Faz parte da vida e da cultura dos botecos.

   - E nosso amigo Bomfim, cadê-lo? - perguntou Bina.

   - Está a caminho. Vem lá da Sé, do Salão de Nivaldo, onde foi aparar as madeixas.

   Nisso ele liga perguntando se poderia comparecer de bermudas. E se a conta caberia no seu bolso.

   Sorri. Porque se tem bolso largo é de Mr Bomfim: - Venha nobre, de bermuda, de pantalona, do que quiseres. Já estamos aqui a postos, soletrei.

   Em instantes estávamos os três a confabular. Como estamos em ano eleitoral, elegemos uns 20 prefeitos e uns 50 vereadores e também derrotamos quantidade quase idência. Conversar sobre política é uma arte, um prazer, porque nosotros palpitamos o que bem entendemos do melhor e do pior cenário.

   Bien, iniciamos os trabalhos gastronômicos pedindo o prato 'Nada de Crise' - frango a passarinha servido com mini tropeiro e salada - criação do King para concorrer ao Comida di Boteco. E ficamos avaliando governos e astuciando o que se passava no boteco e no Saboeiro.

   Primeiro passou um carro de som propagandeando feitos de um vereador e dizendo que, 'agora o Saboeiro tem um vereador de verdade', depois passou uma kombi vendendo ovos e o camarada dizendo que o ovo era do tamanho de um coco.

   - Com meia dúzia de ovos desses a gente fazia a festa - comentou Bomfim.

   - Sem dúvida, disse eu, observando que 'Major' estava a caminho com o 'Nada de Crise'.

   De fato, pelo preço (7 dólares), pela fartura e pela gostosura o apelido posto por King no prato vale o quanto pesa. Tratamo-o com carinho, sem deixar resquícios do passarinha.

   - Delicoso, disse Bomfim, querendo um complemento.

   Convidamos dona Maria para uma rápida reunião e a madame sugeriu (e nós, de pronto, acatamos) uma Misto King, que significa um 'Sem crise reforçado' com carnes vermelhas.

   - Que venha o tal, garantiu Bina. 

   E quando veio também o tratamos com toda deferência e deixamos o King felizes e satisfeitos. 

   Taí um bom lugar para doutor Henrique Meireles ir almoçar quando acá estiver na cidade da Bahia, para ele entender que como se enfrenta a crise sem aumentar impostos.

   É isso. Se você ainda não foi ao Boteco do King, yo recomendo. 
----------------------------------------------------------------------------------- 
Boteco do King
Rua Silveira Martins, 78
Conjunto Saboeiro, final de linha - Cabula
Fone 71.3022-1005
Petiscos, fatias na brasa, espetinhos, moquecas e caldos
Música ao vivo nos finais de semana
Terça a quinta 17h às 23h
Sexta e sábado 11h30min às 01h
Domingo e feriado 17h às 23h
Aceita cartões
Estacionamento próprio e na rua
Nada de Crise R$26,00
Misto King R$40,00
Suco R$5,00
Vodcka R$7,00
Gelada R$6,00
botecoking@gmail.com
​Classificação 2 DONS