sexta-feira, 18 de setembro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

TÔ CHEGANDO foi a pedida de DOM FRANQUITO no Bar das Meninas, Armação

Um lugar de comida caseira deliciosa e onde só trabalham meninas. A casa das 9 mulheres.
06/05/2016 às 09:21
   A Casa das 9 Mulheres comandada pelas irmãs Cláudia e Suelaine Souza, no bairro de Armação, em Salvador, dá roteiro de um especial para televisão. 

   Tradição de 22 anos initerruptos de trabalho e dedicação, o Bar e Restaurante das Meninas, hoje, num ponto com maior visibilidade na rua general Bráulio Guimarães, próximo do Centro de Convenções da Bahia, e entre 1994 e 2008 numa das ruas mais adentro, um escondindinho típico de comida caseira da Bahia, no mesmo bairro, concorre ao título de campeão do Comida di Buteco e leva fé no prato especial da casa, o "Tô Chegando".

   As meninas são graciosas, educadas, atendem os clientes com presteza e há um cardápido variado de comidinhas típicas baianas - rabada, cozido, mocotó, costeletas de porco, xinxim de bofe, frango assado, etc - a preços que os clientes não precisam recorrer a um empréstimo do BB para pagar a conta.

   Cláudia diz que a luta diária é grande, trabalho de sábado a sábado, há anos, ela e mais duas irmãs que vieram de Xique-Xique lá das barrancas do Rio São Francisco para ganhar a vida na capital, ter uma nova perspectiva. 

   Venceram, claro. Mas, o trabalho continua, firme, obstinado, procurando atender da melhor maneira os clientes.

   - Uma das minhas irmãs voltou para Xique-Xique e nós ficamos, eu e a Suelaine, e procuramos fazer o melhor, oferecer o melhor dentro das nossas possibilidades.

    Pergunto como é comandar tantas mulheres num mesmo espaço: - Sempre foi assim, fomos crescendo e botando mais gente para trabalhar e tudo de ajeita.

   E quem vai ao Bar das Meninas não tem o que se queixar: a comida é boa, barata, caseira, o ambiente é simples e agradável, arejado com piso de ardósia e teto coberto com telha de cerâmica, o atendimento das meininas é primoroso, a cerveja é geladissima e todo mundo sai alegre e satisfeito. 

   Mais: tem uma prateleira com umas pingas boas das Minas Gerais e da Chapada Diamantina, ótimas para abrir o apatite e encarar uma rabada.

   ​Também é evidente que, com tantas mulheres juntas, contou-me uma delas, rola uma fofoca danada, mas, nada que atrapalhe a união da equipe e a dedicação ao trabalho. As meninas são vaidosas, uma mais caladas do que outras, e é natural que haja tititi. 

   Quem nos atendeu, yo e la señora Bião de Jesus, foi a garçonete Sandra, mui graciosa, morena saleroza, a qual recomendou que provássemos o prato tipico da Casa, um capricho de Maria, a cozinheira (em restaurante popular não se fala em chef) e que concorre ao Comida di Buteco, o "Tô Chegando" - prato composto por hamburgueres de costela bovina (carne desfiada) ao molho de laranja servidos com cebola caramelizada e batata soutê ao bacon.

   Olhei para a señora Bião, a qual estava querendo também saborerar um pernil, e aprovamos a indicação da garçonete, ela que fazia elogios ao prato e nos trouxe formulários para votar no Comida di Buteco.

   Pasei os olhos na decoração da Casa com garrafas presas no balcão e numa parede, imagens de santos e de Gabrielas Cravo e Canela, garrafas de pinga, tudo bem popular como é típico de uma casa dessa natureza, um boteco.

   Cláudia não soube me explicar o porque o termo Tô Chegando" para o prato em deleite, nome que saiu de conversas entre as meninas e pegou.

   Lá pras tantos já tinha conhecido outras três das nove mulhers, as garconetes Cris e Vânia, e a cozinheira Maria. Vânia, vaidosa; Cris, mais contida. Maria, uma maravilha.

   Pronto, lá vem a Vânia com o "Tô Chegando" uma vez que Sandra completara seu turno e despediu-se de nós.

   O sabor do "Tô Chegando" de ótima qualidade, a carne do hamburguer desfiada, fofa, derretendo na boca e a cebola camarelizada fazendo o contrasnte entre o salgado e o doce, o molho de laranja de boa textuta, uma beleza de prato também em harmonia.

   La señora Bião de Jesus acostumada a lugares chiques adorou tanto o sabor da comida, a gelada e o ambiente do lugar onde se misturam executivos, profissionais liberais e trabalhadores de oficinas mecânicas, motoristas de carros de entrega de mercadorias, peões de uma forma geral.

   O Bar das Meninas tem essa ambientação, esse contexto e pra quem gosta de um boteco de qualidade o caminho é esse.
---------------------------------------------------------------- 
​Bar das Meninas
Rua General Bráulio Guimarães, 39 
Armação - Salvador - Bahia
Próximo ao Colégio Pedro Calmon
Fone 71 3013-7099 9122-5523 9387-9566
claudddia@ymail.com
Tô Chegando - R$25,90
Heineken 600 ml - R$10,00
Aceita todos os cartões exceto Amex
Segundas 11h às 17h
Terças às quintas 11h às 21h
Sextas e Sábados 10h às 23 horas
Fecha no domingo
Estacionamento na rua
Não tem ar condicionado
​Classificação 2 DONS