ter?a-feira, 25 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO no Veleiro abraça uma pescada amarela ao molho de uvas

O restaurante está repaginado, novíssimo, com excelentes opções assinadas pelo chef Fernando Cerqueira
29/04/2016 às 10:26
  Jantar sobre as águas da Baía de Todos os Santos como se estivesse velejando diria que é um grande prazer ainda mais quando a companhia é la señora Bião de Jesus, num preto elegante à moda sevilhana. 

   A sensação que se tem no repaginado restaurante do Iatch Clube da Bahia, Veleiro, é esta: ceiar sobre as calmas ondas que se chocam na pedregosa encosta onde fica o Iatch, no segundo ancoradouro natural da baía após o badalado Porto da Barra. 

   O Iatch tem longa história em Salvador com seus bailes, regatas, campeonatos de natação e o bom atendimento aos sócios e aos cliente, como nosotros que, eventualmente, vamos ao Veleiro para degustar um vinho, apreciar um bom uisque e lagostines.

   Diria que a noite em que lá estivemos estava mais para um Old Paar do que para um cabernet sauvingnon e fomos servidos pelo generoso garçom Balbino com toda sua simpatia.

   O Veleiro, como outros pontos gourmets da cidade, é também um ponto de encontro de velhos amigos, sempre. Dificil ir-se por lá e não encontrar o comodoro Marcelo Sacramento, jornalistas, advogados, engenheiros, os amantes do mar travando a boa prosa e apreciando a comida de qualidade.

   É um lugar para ir-se com calma, sem essa de comer rápido, atropelar o vinho e devorar a entrada como se fosse um retirante da seca de 30. 

   Local de pausa para medição, curtir o mar, a Baía de Todos os Santos aos seus pés e à frente dos seus olhos, os reflexos das luzes n'água, uma maravilha.

   O restaurante está repaginado, trabalho das arquitetas Laís e Eliana Kruschewsky, novissimo, decoração sóbria e paredes de vidros que permitem ver a paisagem e um serviço primoroso.

   Balbino, então, nome popular da Bahia e também homônio do ex-governador Antonio Balbino de Carvalho Filho, advogado e pecuarista do Oeste, é uma genbtileza só.

    Serviu-nos a entrada básica da casa com camarões, pães e patês. E um dos seus auxiliares trouxe-nos, como brinde, caldinhos de mandioquinha, saborosos.

   Vindo do show da Cláudia Raia, 30 anos de carreira nos palcos e na telinha brasis, estava inspirado e elogiei a elegância da señora Bião de Jesus, agora também fã de do velho old, o Paar.

   De principal, noite à dentro, optei por uma pescada amarela ao molho de uvas verdes e arroz de amêndoas; e ela um tagine de camarões com arroz marroquino de frutas secas, casatanhas e curry. 

   Excelentes pedidas teria dito o mâitre com seus botões. E foram mesmo porque estavam deliciosos ambos os pratos. Há algum tempo não saboreava uma pescada amarela como a do Veleiro e o tagine de dar água na boca.

    Quem assina os pratos é o chef Fernando Cerqueira. 

    Yo recomendo uma noite no Valeiro.
------------------------------------------------------------- 
   Veleiro Restaurante
   Yacht Clube da Bahia 
   Av. Sete de Setembro, 3252 - Ladeira da Barra
   Salvador - BA
   Telefone:(71) 2105-9131
   Finais de semana recomenda-se fazer reserva   
   Todos os dias das 11h30min à 1h (exceto segundas)
   Entrada R$36,00
   Old Paar (dose) R$17,50
   Tagine de camarões R$69,90
   Pescada amarela R$64,00
   Água mineral R$4,50
   Estacionamento entrando pelo Porto da Barra
   Aceita cartões
   Climatização excelente
   Atende ao público - sócios e não sócios do clube
​  Classificação 4 DONS