quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO se delicia com alcatra na pedra no Mercado Rio Vermelho

O Mercado fica localizado no bairro do Rio Vermelho junto a Colônia de Pescadores da Mariquita
15/04/2016 às 10:28
   Fui conhecer a repaginada que a Prefeitura promoveu no Mercado do Rio Vermelho, local que frequento desde a época do prefeito radialista Fernando José e onde tomei alguns gorós memoráveis com Silva Filho, Paulo Tavares, Roberto Vicente, Rosane Santana, Chico Ribeiro, Heloisa Sampaio, Cleomar Brandi, Moacir Ribeiro e outros. 

   O local agora tem uma dúzia de restaurantes ou mais e está tudo novo e organizado, tão assim que o jovem orientador do estacionamento disse que eu não poderia parar meu veículo na vaga de idoso, ainda que tenha dito a ele e mostrado minha identidade que já havia passado dos 60 anos de vida.

   - É, mas, a ordem aqui é só deixar estacionar na vaga de idoso quem tem a credencial fornecidade pela Secretaria de Transportes da Prefeitura.

   - Mas isso é muito burocrático. Teria então que falar com o papa? - perguntei.

   O jovem, educamente, respondeu: - O papa está em Roma, senhor! É só solicitar a credecial na Setrans que chegará em sua residência. 

   - Pensei que precisava falar com o papa João, que não mora em Roma, porém resolve - aquiesci.

  - Olha, que eu saiba, o papa se chama Francisco - respondeu.

  - Deixa pra lá...vou colocar meu carro noutra vaga e lá segui adiante escolhendo para tomar um menor no Country Grill - Café, Bar e Restaurante - local entre tantos que achei dos mais simpáticos, com longue, visão do mar, tudo como manda o figurino.

   O Mercado do Rio Vermelho tem mais movimento de clientes às noites. Optei por almoçar que é mais tranquilo e poderia ter saboreado um moqueca no Auge da Baiana ou na Cantina da Lua, pero, pareceu-me que a quinta de São Lamberto estaria mais propicia a uma carne, ligth que assim fosse.

   Jubirací, o garçom que me atendeu, vestido a la cowboy, roupa destoante da paisagem marinha, com aquele chapéu típico de vaqueiro, pareceu-me ainda em treinamento.

   Salvador é assim mesmo ainda mais nas áreas populares. Não adianta querer um excelente serviço que não tem. No máximo, mediano. 

   Atencioso, o jovem Jubirací, mostrou-me o cardápio e disse que havia quatro boas pedidas de carnes: o Quarto de Milha - maminha grelhada na pedra; Bretão - fraldinha grelhada; Criollo - carne de sol grelhada; e Apaloosa - a alcatra. Posto que todas tratadas na pedra.

   Até porque admiro os cavalos appallosa - raça de animais de pelagem lisa e cheias de pintas (cavalos pintados) falei para o jovem que iria provar o apaloosa - alcatra grelhada na pedra com arroz, feijão tropeiro e molhos joni e de ervas.

   - O senhor vai gostar desse prato. É uma excelente pedida - frisou.

   - Que seja uma alcatra sem gordura, fina e bem passada - comentei.

   - O cozinheiro Roque vai fazer o melhor.

    Existem vários tipos de pedras de grelhar. Pareceu-me a do tipo pedra sbão a usada por Roque. As carnes grelhadas em pedra seriam, assim, mais saudáveis ainda que os naturebas dizem que carnes, de quaisquer tipos, são prejudiciais à saúde.

      O certo é que a alcatra servida pelo Contry Grill estava como havia pedido: bem passada, fina, deliciosa. Com o molho de ervas e a saladinha de tomate e cebola, uma delicia. O feijãozinho tropeiro novinho e o arroz solto, todo como eu gosto. 

    Pensei com meus botões lembrando do jovem do estacionamento: - Não sei se o papa baiano gosta. Deve gostar. Ele é holandês mas já se transformou em baianês. 

   Também não sei se nosso papa João, chique como é, iria no Mercado do Rio Vermelho cujas obras ainda estão por terminar, outras como o piso de algumas tendas vazando água, e novos restaurantes sendo montados.

   O Mercado do Rio Vermelho sempre foi um 'point' da 'vieja' boemia baiana. Agora, então, ao lado da Colônia de Pescadores da Mariquita, onde se pode comprar um peixe fresco na tenda de 'Lascado', está uma beleza.

   Brisa, mar aberto, paisagem belissima e boa comida em vários restaurantes. A gosto a escolha de cada cliente. Yo optei pelo Country Grill, parece até coisa de nonsense, pero prometi voltar para saborear uma moqueca no Auge da Baiana.

   Na despedida chamei o Jubirací e pedi a conta. Quando a recebi ponderei: - Oh! pedi um Apaloosa e vosmincê trouxe o valor de um Cavalo Árabe (prato de carnes mais caro).

   - Desculpe-me, vamos consertar.

   E veio o conserto e mais desculpas. É a Bahia porreta como diria o saudoso jornalista Valmir Palma.
------------------------------------------------------------------ 
Country Grill Café Bar e Restaurante
Mercado do Rio Vermelho - Salvador- Bahia
Estacionamento para 2 horas - R$3,00
Local agradável, arejado, vista para o mar
Apaloosa R$31,90
Recebe cartões
Em frias só vende Itaipava 
Couvert opcional pão de alho e ovo de codorna R$18.90
Petisco de mussarela de búfula R$16,90
Moqueca de camarão R$94,00 para duas pessoas
Classificação 3 DONS