sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO estreia no Coco Villas com Espaguete a Frutos do Mar

Dom Franquito estreia no Coco Villas ounvindo a lenda de Barcelos e saboreando um espaguete a frutos do mar com vinho verde
16/01/2016 às 20:09
Na contra-mão da crise, o balneário de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas, ganhou cinco novos restaurantes de qualidade nesta temporada de verão. 

   Os empresários apostam alto nos veranistas do centro sul do país, sempre mais endinheirados do que os baianos, nos veranistas do interior das cidades com maior PIB - Feira de Santana, Conquista, Guanambi, Camaçari - e da enxurrada de novos moradores em Lauro sobretudo daqueles que fogem da capital com seus preços exorbitantes em serviços, moradia e outros.

   Vilas, mais até do que Guarajuba pela quantidade de boas opções em restaurantes está se transformando num pólo gastronômico, talvez só perdendo ou se igualando a Praia do Forte.

   Na sexta última fui conhecer uma das novas casas estilosas do balneário, o Coco Villas Restaurante, situado na Praia de Itapuã, bem no coração da localidade, casa repleta de clientes em ambiente espaçoso, ar condicionado perfeito, decoração clean e serviço de boa qualidade.

   Diria que a decoração poderia ser mais agradável aos olhos com obras de arte nalguns pontos.

   Quem nos atendeu, yo, la señora Bião de Jesus, su hermana e mi nieta foi o garçom Robison, mui prestimoso.

   Em casa novíssima especializada em frutos do mar nada melhor do que, para abrir os trabalhos, un vino português Paulo Laureano Clássico branco, mui saboroso, para acompanhar o couvert especial a base de camarões a vapor, tomate seco, muçarela de búfula, azeitona, ceviche de salmão, pães de queijo e torradas crocantes.

   Mi nieta a tudo observava e cochichava em meu ouvido que las señoras estavam com especial apetite no vino e trilhavam para ver Dios. 

   Entre um gole e outro de H20 confessou: - Están mui alegres - hablando en espanhol.

   O Coco Villas tem três salões conjugados - o principal climatizado - e os outros avarandados e está estreando com o pé direito: a comida é deliciosa e o serviço de atendimento de qualidade. Preços? Compatíveis com a qualidade da casa.

   As madames conversavam sobre tudo, menos da crise, e atravessaram o Atlântico nos primeiros goles do vinho. Já hablavam de Lisboa, dos fados e dos temperos portuguêses, do bacalhau e das sardinhas, das vestes e da guitarra portuguesa.

   Yo e mi nieta só observávamos e ficamos a conferir o cardápio para ver o que pedir de principal. 

   Mi nieta apontou pra seu prato predileto: kid mingnon filé grelhado, arroz e batatas fritas. 

   Protestei: - Você tem que aprender a comer frutos do mar.

   - No me gusta. Voy a comer minha carninha - sorriu.

   Entonces, em comum acordo com as madames, mui belas, charmosas, optamos por um Espaguete de Frutos do Mar com mexilhões, lula, polvo, camarões, molho de tomate fresco e manjeiricão.

    A essa altura, mi cunhada solicitou novamente a carta de vinhos, pois, as lembranças de Portugual pediam seu santo protetor que saboreasse um verde da cidade medieval de Barcelos, já querendo saber de nosotros se conheciamos a lenda de Barcelos e do galo cantador.

   Em instantes, à mesa chegou conduzida pelo prestimoso Robison, um Conde de Barcelos com aquele galo símbolo de Portugal no rótulo.

   E a madamente pró passou a narrar a lenda do galo de Barcelos:

  Conta-se que todos andavam muito assustados em Barcelos por causa de um crime. Certo dia, apareceu na zona um galego (espanhol da região da Galiza) que passou logo a ser o principal suspeito. As autoridades acharam que era ele o culpado pelo crime e prenderam-no.

   O galego defendeu-se, dizendo que ia a caminho de Santiago de Compostela para pagar uma promessa, mas ninguém acreditou nele...

Com toda a gente contra o galego, e ele sem poder provar que estava inocente, acabou por ser condenado à forca. 

   Como última vontade, o galego pediu que o levassem até ao juiz que o tinha condenado. Quando o galego chegou a casa do juiz, ele estava a deliciar-se com os amigos com um grande banquete. Voltou a dizer que estava inocente, mas, mais uma vez, ninguém acreditou nele...

    Então, o condenado reparou num galo assado que estava numa travessa na mesa, prontinho para ser comido, e disse: - É tão certo eu estar inocente como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.

    Todos se riram da afirmação do homem mas, mesmo assim, resolveram não comer o galo.
Mas, quando chegou a hora de enforcarem o galego, na casa do juiz o galo assado levantou-se e cantou.
 
    O homem era mesmo inocente!

   O juiz correu até ao sítio onde ele estava prestes a ser enforcado e mandou soltá-lo imediatamente.

Passados alguns anos, o galego voltou a Barcelos e mandou construir um monumento em louvor à Virgem e a São Tiago para lhes mostrar o seu reconhecimento.

   A essa altura, com galo cantador ou não, já haviamos saboreado o tacho do espaguete, delicioso.
Essa foi minha estréia no Coco Villas. 
----------------------------------------------------------------------------- 
Coco Villas Restaurante
Av Praia de Itapuã, 805 
Vilas do Atlântico - Lauro de Freitas
Fone 71.3508-2850
Recomenda-se fazer reserva no final de semana
Couvert Especial R$29,90
Espaguete de Frutos do Mar R$157,60 (serve 3 pessoas)
Paulo Laureano Clássico R$95,90
Conde de Barcelos R$79,90
Kid Mingon R$25,80
Aceita cartões
Tem estacionamento sem manobrista
Tem segurança na área externa
Classificação 4 DONS