ter?a-feira, 25 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

CABELINHO DE ANJO foi a pedida de Dom Franquito no Boteco Marta Góes

CABELINHO DE ANJO foi a pedida de Dom Franquito no Boteco Marta Góesrestaurantes para os clientes escolherem o de sua preferência
22/05/2015 às 23:58
 Pegou de vez a Ceasinha do Rio Vermelho. Nos finais de semana, especialmente nas sextas-feiras e nos sábados, encontrar uma vaga para estacionar o veiculo e ir às compras está ficando a cada dia mais dificil. Tem que chegar cedo. Caso contrário é melhor ir de táxi. A fila é enorme para estacionar, mas, vale a pena.

   Agora, tem aqueles horários para os 'profissionais' da boa mesa e também para ir-se às compras de temperos da cozinha baiana - o local tem tendas que vendem camarões secos da melhor qualidade, além  de castanhas, dendês, pingas, pimentas e outros - sempre depois das 14h e aí a festa é total. No sábado baila-se no Edinho.

    Nos domingos, quando as tendas estão fechadas - a partir do meio dia - são os dias para saborear um bom petisco por lá.

   Então, acompanhado de la señora Bião e de Agapito, el Dios del amor, estive no Boteco Marta Góes para saborear uma comidinha bem típica da Bahia e prosear. 

   No Marta, o cliente pode apreciar um Escondindinho de Camarão que tem o sugestivo epiteto de Aninha Franco; ou um Gratinado de Bacalhau (Osana Barreto); quiçá uma petitinga ao molho tártaro de abertura dos trabalhos.

   O espaço na Ceasinha é coletivo ainda que, cada restaurante tenha seu local definido. Pero, nada impede de você sentar-se na área próxima ao Marta e pedir um petisco da Garrafaria do Jegue ou um prato da Casa da Mãe Joana. É um espaço democrático e todo mundo se entende numa boa.

   Evidente que, se você vai sentar-se nas mesas mais próximas ao Marta, se é atendido por um garçom do boteco, convém que saborei um petisco da Góes.

   Como somos também clientes do Informal, de entrada solicitamos a moçoila do Informal, por sinal com uma cara de mau humor ou de ressaca, tienda que serve espetinhos, para nos brincar com dois de queijo coalho e um de camarão com farofinha.

   Claro, a essa altura, Ueslei, o garçom do Marta já havia nos brindado com uma Ita Premium. 

   Marta bicava um proseco e cumprimentava os clientes de mesa em mesa. Simpática essa senhora de longo curso na cozinha, ela que supervisiona tudo, anda de um lado a outro, conversa, anima, cativa a sua clientela.

   De principal, optei por um cabelinho de anjo e iscas Bibi e Cacá - massa cabelinho de anjo ao molho de tomate com isca de filé mignon; la señora Bião optou por um bobó de camarão e el galã Agapito por uma moqueca de camarão.

   Parece muito não é. Lembrando que  na Ceasinha os preços são populares e os pratos individuais, salvo algumas feijodas, portanto, cada qual pede o seu.

   Meu cabelinho de anjo estava delicioso. Depois que adicionei o queijo ralado ficou ainda melhor. Agapito não dava uma palavra. Tinha acabado de chegar do Oi Rio Pro, o campeonato de surfe, com uma fome daquelas. 

   - Tá bom aí véi - perguntei.

   - Tá bom demais. Só não gostei muito do tempero da moqueca que contém ovos.

   La señora Bião, de su parte, se divertia com o bobó.

   Foi uma tarde maravilhosa e que merece um bis.
De quebra, ainda recebemos a visita da senhora Marta Góes e a presentiei com o livro "Dom Franquito - 100 restaurantes ao redor do mundo".

    Mui simpatica, Marta fez mil agradecimentos e disse que iria devorá-lo.

    Dom Franquito ganhou uma leitora devoradora.
-------------------------------------------------------------------------- 
Boteco Marta Goes
Praça de Alimentação da Ceasinha do Rio Vermelho 
Salvador - Bahia 
Estacionamento custa R$6,00 a hora
Ambiente arejado sem ar condicionado
Cabelinho de Anjo R$22,00
Moqueca de camarão R$30,00
Bobó de camarão R$30,00
Itaipava R$8,00
Aceita todos os cartões
Classificação 3 DONS