sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO vegano saboreia natureza em pedaços no Empório Jacuipe

O restaurante mais charmoso do Litoral Norte do Estado
20/02/2015 às 17:41
 O Empório Jacuipe é o restaurante mais charmoso - dos que conheço - no Litoral Norte da Bahia. O lugar é tão bonito que dá vontade de passar todo o dia por lá, percorrendo os seus jardins, apreciando a primorosa decoração da casa, descansando numa das redes dos quiosques e, óbvio, degustando os peixes, polvos e camarões servidos em variados sabores e combinações.

   Tudo é tão harmonioso e elegante aos olhos dos clientes, desde o pergolado com flores lilás que é a porta de entrada da Casa, as palmeiras, quadros e bancos de madeira em todo o ambiente. 

   Isso à beira da Estrada do Coco, em frente a passarela da Barra do Jacuípe, mas, como se você estivesse num sitio, numa fazendinha, ouvindo cantos dos sabias e cardeais.

   Diria que mais bonita do que todo esse ambiente só la senõra Bião de Jesus, a qual caprichou numa bata azul turquesa, óculos ray-ban espelhado e panamá hecho a mano del Equador.

   Quem nos deu as boas vindas foi o garçom Daniel, um simpático senhor que nos apresentou os ambientes da casa, sugeriu que ficássemos num quiosque à direta da Casa - mais fresco - mas deixando-nos à vontade para que escolhessemos o que nos parecesse o melhor local. 

   Por simpatia, escolhemos um quiosque com telhas de madeira, palmeiras em leque ao fundo, redes, um primor. Diria que estávamos no lugar certo, aconchegante, romântico e a exigir uma Bohemia visto que o sol abençoava as 2 da tarde e isso iria alegrar-nos. O tempo não era de vinho.

   La Señora Bião pontuou: - Eu nem iria beber hoje, mas, diante do local e da companhia - obrigado pela parte que me toca - vou apreciar uma taça.

   A essa altura quem estava a nos servir era Petrônio, um jovem baiano da capital, hoje morando em Barra do Jacuipe para ficar mais perto do trabalho, também muito atencioso.

   La señora Bião quis então saber se os bolinhos de bacalhau eram apreciáveis como os de Portugal.

   - Sim - respondeu Petrônio - toda nossa comida é muito saborosa.

   La Bion piscou seu olhar para mim como a dizer que iria pedir esse petisco de entrada. 

   Quem seria eu para desaprovar tal pedida. Noutro piscar de olhos aprovei e até lembramos de cremes de bacalhau da velha Lisboa. 

   Ficamos então a recordar de Aveiro, Porto, Pontevedra, Santiago de Compostela e tempos que não voltarão jamais. 

   Atravessamos o Atlântico num piscar de olhos. Afinal, estávamos em Barra do Jacuipe onde o mar se encontra com o rio que vem lá do Morro do Chapéu.

   Então, num lugar tão prazeroso, o que saborear de principal! 

    Influenciado pela escritora Teresa J. Rhyne autora de "Os cães nunca deixam de amar', advogada da Califórnia que adotou a comida vegana após ser curada de um câncer duplo de mama optei pelo sugestivo prato intitulado "Natureza em Pedaços" - conchas de tomates recheadas com abobrinhas e queijo branco com molho de tomate ao sugo.

   La senõra Bião optou pelo "Peixe Costa do Sauipe" - peixe grelhado ao molho de manteiga, alcaparras, champignon, camarão e abacaxi, servido com arroz e purê de batatas.

    Ficamos a esperar e a contemplar a beleza do local. A señora Bião interessou-se pelas cortinas, lustres e adereços dos quiosques.

   Petrônio retorna à nossa mesa para dizer que o peixe estava pronto e o cozinheiro estava, artesanalmente, confeitando o "Natureza em Pedaços".

   Demoraria um pouco para trazer os dois casadinhos. Consentimos que assim fosse.

    Ei-los depois de momentos agradáveis de novas conversas à mesa. Perfeitos, harmoniosos, lindos.
Acertei em cheio na pedida. Deliciosas as conchas de tomates recehadas com abobrinhas e queijo branco. 

   - Uma obra de arte - enumerou la senõria Bião - dizendo que não arriscaria em fazer um igual.

   - Seu peixe grelhado ao molho de manteiga também parece maravilhoso, delicioso - palpitei.

   - Ah! sim está uma delicia.

   Petrônio perguntou-nos se estavam agradáveis e confidenciamos que sim. O garçom pediu licença passando a bola para Daniel, pois, chegara a sua hora de almoçar. Diria que estavamos acima das 3 de la tarde.

    - Gratissimo - dissemos nós.

    Coube a Daniel - gentil homem - servir-nos o postere ameixa de caju com sorvete de como e farofa de castanha.
Fim de tarde. Satisfeitíssimos agradecemos a Santo Antônio, o padroeiro de Barra do Jacuipe. O Empório é desses locais que sempre devemos voltar e recomendar.
-------------------------------------------------------------- 
Restaurante Empório Jacuipe
Gastronomia e entretenimaneto
Estrada o Coco, km 34, n/26
Barra do Jacuipe - Camaçari
Em frente a passarela na direção Itacimirim
Fome 55 71 3678-1402
contato@emporiojacuipe.com.br
www.emporiojacuipe.com.br
Bolinhos de Bacalhau R$27,00
Natureza em pedaços R$32,00
Peixe Costa do Sauipe R$48,00
Ameixa de Caju com Sorvete R$16,00
Bohêmia R$6,50
Serve pizza a partir das 18h
Delivery pizza 71.3678-1402 (só para Barra do Jacuipe e condominios)
Estacionamento em frente ao restaurante - tem segurança
Locais arejados - quiosques com ventiladores
Aceita todos os cartões
Tem vários tipos de moquecas - para 2 e 4 pessoas 
Classificação - pela beleza - 4 DONS