ter?a-feira, 25 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO se delicia com o peixe branco em Parma do A Casa Vidal

Comida contemporânea e boa qualidade. Faça reserva antes de ir A Casa Vidal.
21/12/2014 às 10:00
 Um dos mais antigos bairros da cidade, a Barra - primeiro povoamento da Capitania Hereditária de Pereira Coutinho, 1536; local de chegada de Tomé de Souza, em 1549;  por longos anos foi o local de morada preferido da classe média alta, do glamour, das baladas, até que perdeu esse 'status' nos anos a partir da década de 1970 com o crescimento e urbanização da Pituba, do nascente Itaigara, Horto, Jardim Salvador e assim por diante. A Barra decaiu, mas, nunca perdeu o charme.

   Reanimou-se como o mais disputado circuito carnavalesco - o Barra/Ondina - e com a remodelagem feita pela Prefeitura, recentemente, na gestão ACM Neto, a Barra volta a ser o ponto de encontro predileto da cidade e, aos poucos, restaurantes de categoria vão chegando como aconteceram com o Oui, Quatro Amicci e A Casa Vidal.

   Tem pouquissimo tempo que o espanhol Juan Vidal e Vivi Oliveira Vidal instalaram A Casa Vidal na Afonso Celso, um restaurante aconhegante, gracioso, atendimento primoroso, cozinha contemporânea da melhor qualidade, um brinco.

   A Casa Vidal é pequena com apenas 40 lugares, mas com enorme coração. É a própria Vivi que recepciona os clientes no 'salão comedor', para usarmos uma expressão em espanhol, com uma gentileza especial, o que não é normal nos restaurantes baianos. 

   Agradável, simpática, quer saber os mínimos detalhes dos cliente - se está tudo bem, se a comida está boa, se o atendimento é perfeito - e a turma da Vivi e do Juan, do manobrista aos garçons são muito atenciosos.

   É raro em Salvador ter um atendimento dessa natureza. Yo e la senõra Bião, com reserva feita 24h antes, estivemos no A Casa Vidal e pudemos comprovar isso que disse acima. Fomos atendidos por Vivi e depois pelo garçom Denilson - tem até uns traços do jogador de futebol que esteve na seleção brasileira - que nos acolheu bien. 

   Pra início de conversar solicitamos ao nosso 'ponta-esquerda' Denilson una botella de Alamos Malbec 2013, macio e convidatito, para acompanhar um combinado de tapas, das tradicionais às atuais, para abrir la noche. 

   Que maravailha disse-me a señora Bião ao provar o Alamos e verificar a harmonia do prato de tapas com mexilhões, paelha, tortilla, bolinho de feijoada, burschetta e pastel de camarão. E aquela pimentinha que teria vindo de avião da Galícia, naquele momento.

   Digo isso porque o 'chef' da Casa, el señor Juan - ex-Lafayette, Soho, 496 e Bistrô du Vin - jovem, porém, experiente pratica a cozinha contemporânea, criativa, colorida como convém, com la testada de Espanha. 

   Como a Casa Vidal é pequena e Vivi nos diz que, nem pensar em crescer em tamanho, a comida parece feita de forma artesanal, cuidadosamente preparada e ornamentada.

   Entonces, naquele papo agradável com la señora Bião e outros amigos presentes na casa - por lá estavam a colunista de TV Malu Fontes, o jornalista João Santana, Marcos Lomanto  - a Bahia é assim, todo mundo se conhece - degustando o Alamos com as porções de tortillas e bruschettas, de mi parte solicitei um dos carros-chefes da casa, o peixe branco em Parma acompanhado por ratatoulli e gnocchi de mandioquinha e la Bião um ravioli de lagosta.

   Diria que meu peixe parecia personalizado, hecho só para mim tal a beleza do 'gajo'; e o ravioli de lagosta da señora Bião ainda mais elegante. 

   Ora, brindemos à boa mesa, disse yo elevando a taça o que fui correspondido pela 'madame', estilosa como sempre, desta feita parecendo até una sevilhana.

   A moça do caixa sorriu quando pedi a Denilson fazer uma foto do casal e brinquei: 'la bela e la fera". 
Vivi então se aproximou e perguntou que tal o sabor da comida.

   Agora foi minha vez de pilheriar: - Mais ou menos. 

   Depois, emendei: - Pra muito mais. Está uma delicia. O que foi referendada a minha fala pela señora Bião que se derramou em elogios a lagosta de ótima textura e sabor.
  Sem medo de ser feliz recomendo A Casa Vidal: um cantinho da Bahia com a cara da Espanha e sabores do Atlântico.
---------------------------------- 
RESTAURANTE A Casa Vidal
Rua Afonso Celso, 294 - Barra
Fones 71 3565-8008; 8871-5748
Faça reserva 
Combinados de Tapas R$36,00
Alamos Malbec R$70,00
Peixe Branco em Parma R$55,00
Ravioli de Lagosta R$52,00
Manobrista R$15,00
Ambiente aconchegante tipo bistrô
Ar condicionado e música na medida
Aceita cartões Visa e Master
De terça a domingo, somente às noites
Reserva a partir das 20h30min
No verão vai abrir todos os dias
Classificação 4 DONS