ter?a-feira, 25 de fevereiro de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

CORDEIRO na brasa do Torre de Pizza de Lauro testado por Dom Franquito

Pode passar por lá que a comida é boa e o atendimento dos garçons nota 10
31/10/2014 às 11:26
Tenho a impressão que o Torre de Pizza é um dos restaurantes mais antigos da Estada do Coco, zona urbana de Lauro de Freitas. 

   Data de 1983 quando muita gente ainda chamava Lauro de Santo Amaro de Ipitanga e a localidade era um ponto de passagem para o Litoral Norte com ares provinciano. 

   Hoje, quase se confunde com Salvador. É um prolongamento da capital depois do acesso ao aeroporto internacional Luis Eduardo Magalhães, de um lado, e do outro a Vila de Abrantes, que pertence a Camaçari.

   O Torre fica situado num entrocamento para a entrada de Lauro, próximo da Avenida Beira Rio, num ponto estratégico e de fácil acesso, continua atendendo seus clientes com a mesma presteza dos anos 80.

    O mâitre Paulo, 27 anos de casa, viu todas essas mudanças no tempo, está mais velho do que quando entrou no Torre para ser garçom, orgulha-se de pertencer a casa que tem uma clientela fiel e amigueira. 

   O nome dá a impressão que é uma pizzaria. Diria até que, houve época, em que o forte do Torre eram as pizzas. E ainda são deliciosas e em todos os modelos. Mas, a casa tem um cardápio variado que vai das pízzas aos peixes; das carnes às massas numa variedade imensa de sugestões que os clientes podem usufruir ao prazer.

    O local é arejadissimo - nem precisa de ar condiconado - no estilo cabana, amplo, muito verde, bem decorado e uma turma de garçons profissionais, senhores de boa idade, de Paulo ao experiente Fernando, entre outros. Os clientes são tratados como se diz no popular, a pão de ló.

   Eventualmente passo no Torre para saborear algum petisco. Desta feita, sem la señora Bião de Jesus, a qual se encontrava em afazeres bancários, cuidando de nossa gorda conta de aplicações, sabe Deus exatamente de quais empresas, estive no Torre e, por sugestão de Fernando ou foi de Marcos, outro garçom de longo curso, deliciei-me com com cortes de cordeiro na brasa, torresmo, fritas, arrroz e feijão tropeiro.

   Recomendei: - Quero bem passado, quase torrado.
   Nem sei ao certo porque tenho essa predileção aos assados. No me gusta carne malpassada quase com sangre.

   - Que assim seja, disse Marcos, perguntando se gostaria de uma gelada para acalmar os ânimos, e explicando que poderia escolher uma Bohemia ou uma Original.

    Preferi uma Heinekeen, de Holanda. Essa verdinha me agrada bastante. 

   Ah! sim, encontrei o velho amigo Zénel, radialista querido e carnavalesco de longas datas. 

   - Bom le ver, disse-me Nel, em forma, saudável, o qual havia acabado de almoçar.

   Também fico feliz em lhe ver. Lembranças dos velhos tempos de Pedro Irujo e suas emissoras de rádio e da Itapoan FM.

   Eis que, chega Fernando com o cordeiro. 

   - Que simpático, disse eu.

   - Como o senhor pediu - bem tostado, falou ele.

   - Cai bem uma mineira para provar esses torresmos.

   -Queres gelada à moda russa ou natural?

   - Prefiro à moda brasis, natureba.

   - Tens preferência?

    - Sim, a Seleta de Salinas.

    Passei a faca no primeiro pedaço do cordeiro par testar o seu sabor. 

   -Maravilha, comentei com meus botões.

    Seleta à mesa, torresmo à boa, babau.. Depois, fui dando cortes delicados no cordeiro até que ele foi desaparecendo do prato. 
  Que guloso pareço. Nem tanto - comentei comigo mesmo. Ainda ficaram algumas partes no prato, restitos.
    Andei prá lá; andei prá cá, dei uns livros de brinde a Paulo e fui-me. Viva, pois, a Santo Amaro de Ipitanga.

----------------------------------------------- 
Restaurante Torre de Pizza
Estrada do Coco, Km 2 
Lauro de Freitas
71. 3287-9700
www.torredepizza.com.br
Atende delivery
Cordeiro R$59,00
Seleta R$7,50 a dose
Heinekeen long neck R$9,00
Tem estacionamento no local
Aceita todos os cartões
Ambiente sem ar condicionado
Áreas verde e para crianças - parquinho
Classificação 3 DONS