ter?a-feira, 25 de fevereiro de 2020
Direito

Ouvidoria de Salvador registra 1,5 milhão de atendimentos em 2019

A OGM também integra os programas Prefeitura-Bairro Itinerante e o mais recente, o “Tô na Área”
Secom Salvador , Salvador | 11/12/2019 às 18:29
Ouvidoria de Salvador
Foto: Bruno Concha/Secom

De janeiro a dezembro desse ano, a Ouvidoria Geral do Município (OGM) deverá contabilizar 1,5 milhão de registros da população, que envolvem diversos órgãos municipais e vão de sugestões a solicitações de serviços. Do total de registros realizados até o início deste mês de dezembro, 84,27% são referentes à solicitação de serviços, 13,28% são pedidos de informação e os demais 2,45% distribuídos entre elogio, reclamação, serviço emergencial, Lei de Acesso à Informação, sugestão e denúncia.

Os órgãos mais demandados são as secretarias municipais de Saúde (SMS), Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel) e de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), que juntas reúnem 52,79% dos registros. Os serviços mais solicitados são os de marcação de consulta, exames e dispensação de medicamentos (23,66%), pesquisa de emprego no Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra – Simm (8,06%), Cartão SUS (7,88%) e Bolsa Família (7,75%). Através da atuação em conjunto com os demais órgãos municipais, foram concluídas 95,85% das solicitações durante todo o período.

  A agilidade das demandas através do Programa Fala Salvador tornou a comunicação entre a Prefeitura e o cidadão ainda mais fácil. O atendimento envolve ligações para o serviço telefônico 156, Portal Fala Salvador na internet (www. fala. salvador. ba. gov. br) e presencial nas Prefeituras-Bairro, Ouvidoria Setorial e sede da instituição, na Travessa Santa Bárbara, no Comércio.

  A atuação do órgão engloba registro, acompanhamento e cobrança de soluções para as demandas dos cidadãos junto aos órgãos municipais, assim como a intermediação em situações de crise, através do diálogo com as comunidades. “Monitoramos se essas demandas foram atendidas dentro do prazo e cobramos junto aos órgãos. Além disso, passamos a estar mais próximos das comunidades, dentro da proposta da atual gestão do prefeito, ACM Neto, de transformar a rua em seu melhor gabinete. O desafio para o próximo ano é dar continuidade ao que foi feito até então, priorizando cada vez mais o diálogo com o cidadão”, afirma o ouvidor-geral, Humberto Viana.

  Descentralização – Além do atendimento na sede, a Ouvidoria também foi a campo nos quase sete últimos anos, com presença registrada nos 163 bairros da cidade, incluindo as ilhas de Maré, dos Frades e de Bom Jesus dos Passos. A equipe de precursão percorreu diversos pontos da cidade, acompanhando e encaminhando em caráter de urgência as situações consideradas de maior perigo. 

  A OGM também integra os programas Prefeitura-Bairro Itinerante e o mais recente, o “Tô na Área”. Só esse ano, já foram mais de 70 bairros percorridos, com 2.400 registros de cidadãos, todos encaminhados aos órgãos competentes para análises e providências.