quarta-feira, 01 de dezembro de 2021
Cultura

A NOVA GERAÇÃO DE ESCRITORES E EDITORES BAIANOS CONQUISTA ESPAÇOS

Veja três exemplos dessa turma
LM , Salvador | 26/10/2021 às 12:16
Tiago Portsan - @ tiagoportsanescritor
Foto: DIV
   A literatura brasileira se renova a cada dia. Novas editoras, projetos digitais e novas formas de captação de recursos e distribuição das obras ampliaram as possibilidades para jovens autores. A Bahia reúne muitos representantes dessa nova geração. Conheça três escritores baianos e veja como acessar as suas obras:

Tiago Portsan - @ tiagoportsanescritor

Tiago Portsan, nascido em Ruy Barbosa, é escritor, roteirista, dramaturgo e advogado nas horas vagas. Seu próximo lançamento é ‘1 NOVA MENSAGEM’, livro que aprofunda debates existenciais e críticas ao mundo que adoece ao abordar depressão, suicídio e relações LGBTQIA+. Além da novidade, que estará disponível para pré-venda no site da Editora Phillos [editoraphillos.com], Tiago já possui três títulos publicados: Caçadores (2015, Selo Jovem), que foi traduzido para 17 línguas; Guerra dos Mundos (2016, Editora Edufba) e Não Importa o Que as Pessoas Têm (2021, Independente).

 Atualmente, escreve para a Revista Phillos, é colunista da Revista Mormaço e roteirista do Núcleo ProSom da Universidade Federal da Bahia. Também atua como Diretor Criativo da MODOLIVRE Produções e Diretor Criativo do Grupo Experimental de Jazz da Bahia. Veja mais em: https://linktr.ee/tiagoportsan

Saulo Machado - @sauloccmachado

Natural de Salvador, de 1999, Saulo Machado é graduando de psicologia e estudante de psicanálise. Seu livro de estreia é ‘O Jogo das Margaridas’, que será lançado em novembro deste ano pela Mormaço Editorial. Influenciada pela psicanálise e filosofia, a obra traz a morte como fio que liga as tramas dos seis contos que o compõem. Atualmente escreve contos, contribuindo mensalmente para a Revista Mormaço.

Maria Luiza Machado - @marialuizamchd

Maria Luiza Machado é baiana de 1995, nascida em Feira de Santana e habitante da capital Salvador há sete anos. Publicou seu primeiro livro, Algumas Histórias sobre a Falta, de forma independente, em 2018, e em setembro do mesmo ano, relançou o título em segunda edição pela Editora Mondrongo. Já em 2019, lançou Todos os Nós pela Editora Penalux. 

  Em 2021, criou a Mormaço Editorial (@mormacoeditorial), editora baiana independente com foco na literatura brasileira contemporânea e edita a Revista Mormaço. O primeiro lançamento da Mormaço foi seu livro Tantas que aqui passaram. Também foi idealizadora, curadora e organizadora da antologia Corpo que Queima, que reuniu 41 poetas baianas (Appaloosa Books, 2019). Tem poemas publicados em revistas literárias e antologias poéticas.