quarta-feira, 23 de setembro de 2020
Cultura

Professora lança livro infantil abordando temas como perda e esperança

O lançamento acontece no próximo dia 21 de setembro
Jornalismo Smed , Salvador | 04/08/2020 às 18:22
Professora lança livro infantil abordando temas como perda e esperança
Foto: Divulgação

A pedagoga, psicopedagoga, especialista em Alfabetização Infantil e psicomotricidade, que atua há 23 anos na Rede Municipal de Salvador, Joelma Queiroz, lançará no próximo dia 21 de setembro, o livro "Cadê Minha Gatinha?", pela Tear Editora. O livro narra a história de uma criança que ama a sua gatinha e que sofre após a fuga do animal de estimação. De forma  poética, a autora aborda temas como perda, acolhimento, consolo e esperança. 

De acordo com a professora do 5º ano da Escola Municipal Antônio Euzébio, o livro busca amenizar as dificuldades enfrentadas, inclusive pelas crianças, em tempos de pandemia e isolamento social. "O que pretendo é suscitar a reflexão sobre a importância das relações, cuidado e solidariedade, bem como incentivar a adoção de animais e a responsabilidade dessa ação", explica Joelma Queiroz. 

Devido ao isolamento social, o lançamento será realizado pelo Instagram da editora (@teareditora), assim como no da autora (@joelmaestelaqueiroz), mas ela ressalta que, após este período pretende fazer tardes de autógrafo do livro físico. "Quando puder, pretendo fazer esse lançamento em algum espaço público, inclusive doando alguns exemplares. Futuramente, pretendo disponibilizar em e-book e lançar uma versão em inglês", explica. 

Além do livro, Joelma Queiroz começou a realizar lives no seu instagram com psicólogos, escritores e artistas discutindo a importância da literatura  como  prática humanizadora e terapêutica, abordando  as temáticas de formação do leitor, racismo estrutural e educação especial.

"Neste período da pandemia, abri um canal no YouTube, chama-se Jó conta e encanta ( https://www.youtube.com/c/Jócontaeencanta), objetivando o incentivo à leitura através da contação de histórias. Durante as contações ao vivo, as histórias tornam-se instrumentos que oportunizam as crianças a pensar sobre alimentação saudável, atividade física, prazer da leitura, diversidade e respeito às diferenças".