quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020
Cultura

CASA PORTUGUESA DA RUA AUGUSTA SERVE MELHOR PASTEL BACALHAU DE LISBOA

Um pastel de bacalhau dos melhores da capital portuguesa servido com vinho do Porto
Tasso Franco , da redação em Salvador | 18/01/2020 às 08:37
Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau
Foto: BJÁ
   Lisboa tem algumas coisas muito parecidas com Salvador. Qual é mesmo o melhor acarajé vendido na capital baiana? Diz-se que é um produzido em Itapuã; outros dizem que é o vendido na Graça. Não há consenso. 

   Na capital portuguesa essa pergunta remete ao pastel de bacalhau ou bolinho de bacalhau. Qual o melhor pastel de bacalhau de Lisboa? Diz-se que é o vendido num restaurante do bairro de Santa Apolônia; Outros comnentam que é o vendido na Padaria Portuguesa no bairro Alto. Não há consenso.

   Em sendo assim, elegi o melhor pastel de bacalhau de Lisboa o vendido na Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau da rua da Augusta a 200 metros do Arco do Paço do Terreiro. 

   Pastel de bacalhau e bolinho de bacalhau são a mesma coisa em algumas regiões de Portugal. No Porto é assim. Em Lisboa, há diferença. O pastel é ovalado, maior e tem uma cobertura mais crocante e encorpada; o bolinho redondo e macio integralmente.

   O pastel vendido na Casa Portugesa pode ser somente com bacalhau, crocante, com casca mais encorpada; e o com recheiro de queijo da Serra. Custa 4 euros, algo em torno de R$19,00. 

   E pode ser acompanhado de uma taça de vinho verde 3 euros ou um cálice de vinho do Porto Taylor's 4 euros. Não é um local barato, pero, delicioso.

   E a casa instalada num casarão de esquina de uma das ruas mais movimentadas de Lisboa da baixa pombalina é encantadora. No piso térreo há o local onde se produz o bacalhau de forma artesanal e se comercializa aos clientes, a vitrine com dezenas de pastéis à mostra e o caixa. Primeiro v tem que comprar a ficha no caixa e só depois ir ao balção. 

   No primeiro piso com acesso por uma escada de madeira onde está gravado em cada degrau uma frase de um dos poemas de Fernando Pessoa há uma área de contemplação e degustação; e no segundo piso uma outra área com biblioteca. É charme demais. 

   Destaque para o poeta Fernando Pessoa com fotos e poemas nas paredes. 

   No primeiro andar vê-se a primeira edição do único livro publicado ainda em vida pelo poeta Pessoa, admiradissimo e culturado em Lisboa. 

   O lugar tem ainda parede com mural em azulejo e uma miniatura da Ponte D. Luís e outros objetos d'arte. É muito legal.

   Há, ainda, na rua Augusta uma área com toldos se você preferir ficar do lado de fora, mas, não tem o mesmo charme de ficar no primeiro piso ou na biblioteca. 

------------------------------
Rua Augusta, nº 106 e 108 – Metrô Baixa-Chiado (perto do Arco da Rua Augusta, na Praça do Comércio ou Terreiro do Paço). Quem se hospeda na baixa e no Chiado pode ir andando. Abre todos os dias, das 10h às 22h. Tel.