quinta-feira, 04 de mar?o de 2021
Cultura

TEATRO GAMBOA NOVA apresenta sua programação do mês de abril

vide
Imprensa GN , Salvador | 30/03/2015 às 11:38
Jurema Paes com o show Mestiça
Foto: Jorge Bispo
Abril o Corpo é movimento e chega na sua Sétima Edição! Com o Balé do Teatro Castro Alves, o Balé Jovem de Salvador, Teresa Fabião, bate papo corpóreo sobre a representação artística dos Orixás, Jaqueline Elesbão, Diva Box, Juan González, Jurema Paes. Acesse teatrogamboanova.com.br. Vamos celebrar a Arte e o mês da Dança.

BATE PAPO CORPÓREO

A representação artística dos Orixás mediada por Andréa Magnoni
      
O bate-papo corpóreo abre a programação do Abril o Corpo, o mês da dança no Teatro Gamboa Nova, dia 01, às 19h, com entrada gratuita. Com o tema: A Representação Artística dos Orixás, seis artistas que são destaque em suas áreas de atuação, foram convidados para falar sobre seus trabalhos voltados para a representação das divindades africanas através de sua arte, com mediação da fotógrafa Andréa Magnoni. 

       Entre eles, o coreógrafo e bailarino Zebrinha, a diretora teatral Fernanda Júlia, o ator e diretor de arte Thiago Romero, a artista plástica Aislane Nobre e o escultor Alessandro Teixeira.

      Fernanda Júlia é diretora teatral e mestranda pela UFBA, pesquisa cenicamente as contribuições e legados da cultura afro-brasileira e seu uso na cena teatral. Atualmente está em turnê pelo Brasil através do Palco Giratório, com o espetáculo Exu A Boca do Universo, que recebeu 3 indicações ao Prêmio Braskem, entre elas melhor espetáculo e melhor direção. Thiago Romero é ator, cantor, dramaturgo, maquiador,figurinista e participa de várias esferas nas montagens onde atua, com grande destaque. Zebrinha é diretor artístico do Balé Folclórico da Bahia e se destaca por coreografar vários espetáculos teatrais e de dança de sucesso nos últimos anos. Alessandro Teixeira utiliza o metal como elemento principal para criação 

TEATRO ADULTO


Meus Caros Amigos com o doutorando Juan Betancur

    Inspirado no discurso do autor francês André Gide (O imoralista, Corydon: tratado do homossexualismo e O pombo torcaz) e alimentado por múltiplas referências plásticas e da experiência própria do ator e doutorando em artes Cênicas Juan David Gonzáles Betancur, a peça Meus Caros Amigos, em cartaz somente dias 02, 03 e 04 (qui, sex e sab), às 20h, no Teatro Gamboa Nova, reflete sobre a falsa moral de uma sociedade que “aceita” a homossexualidade sempre que ela não seja desvelada.
    
 A partir da ficção proposta, o espetáculo tenta entender a prática do ator não só como intérprete ou intermediário dos discursos de outros, mas como um exercício autoral. Por esse motivo, o ator se coloca como criador do espetáculo, dispensando as figuras de diretor e de dramaturgo, assumindo ele mesmo suas funções.

    O espetáculo narra a experiência de um homem que convida seus amigos para um encontro privado. Realiza todo um ritual para recebê-los e prepara-se para falar de aspectos íntimos de sua vida que, antes disso, não tinha coragem de revelar. Depois de vários anos morando no Brasil, começa seu relato com o casamento que realizou no seu país natal e os motivos que o levaram à mudança. Ambas experiências o ajudaram a encontrar seu verdadeiro ser.

    Juan David González Betancur é Profissional em Arte Dramática pela Universidade de Antioquia (Colômbia), Mestre em Literatura pela Pontifícia Universidade Javeriana (Colômbia) e Doutorando em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (Salvador, BA). Trabalhou como ator em diferentes espetáculos e companhias teatrais desde 1999 e é membro fundador de TODAvía Teatro. Entre seus trabalhos mais representativos, destacam-se os realizados com TODAvía Teatro (O natal de Harry, de Steven Berkoff); Íntimo Teatro (Noites de amor efêmero, de Paloma Pedrero; Loucos de amor, de Sam Shepard; Quase uma deusa, de Jaime Salom; Palavras encadeadas, de JordiGalcerán, e O inevitável destino de Rosa da Noite, de Mariela Romero); Teatro El Tablado (Abelardo e Eloísa, de Ronald Millar; Terror e misérias do Terceiro Reich, de Bertold Brecht; Histórias do zoo, de Edward Albee, e Cinderela, de Enrique Buenaventura).

     O espetáculo Meus Caros Amigos estreou em 2013 no Teatro Martim Gonçalves, foi apresentado na Mostra Palco Giratório do Sesc Rondônia, também em Medellín, Bogotá e Mar Del Plata.

Serviço:
Meus Caros Amigos – Juan David González Betancur
Quando: 02, 03 e 04/04/2015 (qui, sex e sab)
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 20,00 e R$10,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br http://oatoremsolidao.blogspot.com.br
Fones: 71 33292418 (Teatro): 9984-2531 /  93264236 - Juan
Classificação Etária: 16 anos

Ficha técnica:
Criação: Juan David González Betancur
Produção e assistência técnica: Germán Guevara González

CINEMA/DANÇA
A participação do Balé TCA no Abril o Corpo  

      Acompanhando a reforma do Teatro Castro Alves, iniciada no final de 2013, o Balé Teatro Castro Alves realiza no início de 2014 o projeto “Sob Rasura”, em que se lança na investigação acerca das transformações físicas e de pensamentos experimentadas por seus bailarinos ao longo do tempo. Depois de tantos anos dançando, dançar sob novas perspectivas também os interessa. 
    
Agora, em parceria com o Abril o Corpo do Teatro Gamboa Nova, o BTCA exibe os dois vídeos dança de Alex Soares que compõem o processo, Sob Rasura, com sessão especial dia 23 (quinta), antes do espetáculo Entre Linhas de Jack Elesbão e o curta Kick on taish to?, em cartaz durante todo o mês antes das apresentações, dentro do projeto CineGamboaNova.
    
Idealizado e coordenado por Luiza Meireles, preparação corporal de Luiz Roberto da Silva e Flipbook de Camilo Fróes, “Sob Rasura” também será apresentado em outras ocasiões ao público, sob novas perspectivas: 01 filme de dança + 01 filme da dança realizado por meio da técnica de animação stop motion + flip book (livro de dedo). Com os 02 filmes de dança e o flip book filmados e fotografados no canteiro de obras do TCA, o BTCA vai a campo experimentar suas próprias reformas e transformações. 

Ficha técnica
Curadoria Artística: Jorge Vermelho 
Assessoria Artística: Ivete Ramos 
Idealização e Coordenação: Luiza Meireles 
Videodança/Videodança realizado em Stop Motion: Alex Soares 
FlipBook: Camilo Fróes 
Preparação Corporal: Luiz Roberto da Silva 
Figurino, cenário e adereço: Zuarte Júnior 
Pesquisa e Captação de som: Renivaldo Nascimento (Flexa II) 
Fotografia: Alex Soares, Camilo Fróes, Luis Molina 
Elenco: Ajax Vianna, Angela Bandeira, Dina Tourinho,Fátima Berenguer,Konstanze Melo,Lilian Pereira,Luis Molina,Luiza Meireles,Maria Angela Tochilovsky

Serviço:
BTCA no Abril o Corpo
Quando: 23/04/2015 (quinta) – Sessão especial do curta SOB RASURA
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)

Quando: 01 a 30/04 (antes das apresentações com autorização prévia das produções) – Exibição de Kick on taish to?
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)

Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: incluso no valor dos espetáculos
Informações: www.teatrogamboanova.com.br http://www.tca.ba.gov.br/btca
Fones: 71 33292418 (Teatro) 92330858 (Luiza)
Classificação:Livre


DANÇA

Balé Jovem de Salvador na Gamboa

    Criada em 2007, pelo bailarino e coreógrafo Matias Santiago, a companhia de dança Balé Jovem de Salvador é uma das poucas iniciativas da Bahia que visam a formação artística e profissional do bailarino e a composição de seu portfólio. O BJS tem como fim preparar seus jovens bailarinos para ingressar no mercado profissional de dança, em grandes companhias brasileiras e estrangeiras, grupos locais e coletivos artísticos.

    O grupo, com o espetáculo/intervenção BJS na Gamboa – Ocupação Jovem fará uma abordagem de todos os espaços do teatro, com solos, duos e performances criadas a partir de seu repertório.

Serviço:
Toca que eu Danço Dança que eu Toco
Quando: 9, 10,11/04/2015
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 20,00 e R$10,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br https://www.facebook.com/balejovemdesalvador/timeline
Fones: 71 33292418 (Teatro)  88888612 (Matias) 
Classificação: 16 anos

Ficha Técnica
contato com inúmeros coreógrafos importantes e desenvolveram trabalhos diversos, o grupo pretende também revisitar ideias, conceitos e movimentos e transformá-los com o olhar da maturidade.

     A Jorge Silva é idealizada pelo coreógrafo e dançarino que vê na Arte/educação grandes possibilidades de reintegração social, com coreografias que utilizam diversas técnicas e discursos do movimento. O Balé Jovem, é uma das poucas iniciativas da Bahia que visam a formação artística e profissional do bailarino e a composição de seu portfólio. 

     No campo musical Adriana Prates é uma DJ com ampla participação em eventos artísticos e de entretenimento de Salvador. Cassius Cardozo é compositor, arranjador e produtor musical, formado em composição e regência pela Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Laila Rosa é musicista, compositora, toca violino e rabeca. Elabora seu trabalho criativo numa “narrativa líquida” que fluiu para o CD recém parido “Água viva: um disco líquido”, em parceria com o Coletivo Os Ventos1 das águas. Drª em Etnomusicologia pela Universidade Federal da Bahia (2009), com bolsa CAPES de doutorado sanduíche de 1 ano realizado na New York University (Nova York, 2007). 

Serviço:
Toca que eu Danço Dança que eu Toco
Quando: 12,19 e 26/04/2015 (domingos)
Horário: 17h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 20,00 e R$10,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br 
Fones: 71 33292418 (Teatro)  88888612 (Matias) 88769024 (Laila)
Classificação: Livre
Ficha Técnica
Música: Dj Adriana Prates, Cassius Cardozo e Laila Rosa
Dança: Balé Jovem Salvador, Cia de Dança Jorge Silva, Cia Federação da Dança
Realização: Teatro Gamboa Nova e artistas

Entre linhas com Jack Elesbão

     Espetáculo da dançarina Jack Elesbão, Entre Linhas estabelece metaforicamente um dialogo entre o seculo XVII e XXI, pontuando a força e a fragilidade da mulher na ótica de uma sociedade machista. Esta mulher é confrontada com seus maiores obstáculos, pois é uma figura feminina marcada por violência sexuais, humilhações, agressões, maternidade interrompida, identidade ignorada por uma sociedade com leis e mentalidade machista.

     Jack explica que atualmente podemos pensar o espetáculo dialogando com as leis que acolhem ou deveriam acolher as mulheres, como o direito a maternidade e liberdade para essa decisão, movimentos feministas cada vez com mais força e credibilidade e mulheres independentes financeiramente e com autoridade em sua família.

     “Porém nossa força e nossa voz são brutalmente violadas e silenciadas, até hoje, diante da violência física, psicológica e sexual que muitas mulheres sofreram, sofrem e muitas de nós podem a qualquer momento sofrer, ao se deparar com homens que conservam uma mentalidade dominadora , escravocrata e violenta” – completa. Entre Linhas fala também da tentativa de inibir e fragilizar uma das formas de expressão mais legitimas, a própria fala, tendo como discurso o corpo.

Serviço:
Espetáculo Entre Linhas com Jack Elesbão
Quando: 23/04/2015 (quinta)
Horário: 20h h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 20,00 e R$10,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br http://youtu.be/7eqVfpYq5jk
Contato: 3329 2428 (Teatro) 96038107 (Jack)
Classificação: 16 anos

Ficha técnica  
Coreógrafa e interprete :Jaqueline Elesbão-
Assistente de coreografia: Pedro Ivo dos Santos
Iluminação: Gerard Laffuste
Confecção de figurino: Luiz Santana

Teresa Fabião estreia transAtlântica<<>>de como Salvador me atravessa

      O solo transAtlântica é um projeto em processo de criação, fruto de seis anos de vivências de uma portuguesa em Salvador, Teresa Fabião, com base na pesquisa de Doutorado em Artes Cênicas (UFBA) sobre Criação em dança movida por trânsitos culturais. 
     Partindo de material autobiográfico de um corpo que transita nas ruas e em diversas realidades sociais -nas várias cidades dentro dessa cidade-, investiga a relação construída com a experiência cultural desse lugar, como isso transformou o seu corpo, sua(s) identidade(s), e sua maneira de estar no mundo. Do vaívem desse corpo-nau transatlântica, do violento prazer de uma transa com esse lugar, surge esse feto, uma gestação dedicada a Salvador.

     Teresa Fabião é criadora-intérprete, coreógrafa,professora e pesquisadora na área da dança. Doutoranda em Artes Cênicas (UFBA). Mestre em Dança (UFBA). Especialização Estudos Contemporâneos em Dança (UFBA).  Ao longo dos últimos 25 anos tem se movido nos cruzamentos entre diferentes disciplinas do corpo como dança contemporânea, ballet, danças africanas e afro-brasileiras, e capoeira angola. Vencedora do Edital de Mobilidade Artística e Cultural (2013) para realizar residência artística no Benin. Autora do livro “Danças africanas e Interculturalidade em Portugal” (2014). 

Serviço:
Espetáculo transAtlântica<<>>de como Salvador me atravessa
Quando: 16,17 e 18/04/2015 (quinta, sexta e sábado) 
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 10,00 e R$5,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br www.teresafabiao.com
Fones: 71 33292418 (Teatro)  88571574 (Teresa)
Classificação: 12 anos

Ficha Técnica:
Criação/ Interpretação: Teresa Fabião
Orientador dramatúrgico: Fábio Vidal
Edição de Som: Pedro Amorim
Videomaker: João Rafael Neto
Design: Tiago Ribeiro
Iluminação: Ferna Almeida   
Vestíveis em fluxo: Carol Diniz
Produção: Viviane Jacó

Attomos Cia de Dança no espetáculo Minino

      O espetáculo “Minino” apresenta o universo particular da criança e do adolescente, abordando temas atuais na linguagem infanto-juvenil como o nascimento, a escola, a internet e as novas tecnologias, tentando desvendar o que pensam eles e como eles encaram os diversos aspectos da vida. Com apresentação única no Abril O Corpo do Teatro Gamboa Nova, dia 18(sábado), às 17h.
    
  Estabelecendo uma relação entre o mundo de fantasia das histórias e personagens fantásticos vividos admirados nesta fase e a vida cotidiana desses pequenos grandes seres humanos, Minino tem um fortíssimo apelo lúdico e poético, mas não abre mão da seriedade que é oportuna para que se discuta cada um dos aspectos abordados. As questões mais importantes da vida são representadas através da linguagem da dança pós moderna, mas de uma forma cuidadosamente adequada ao entendimento deste público-alvo. Assim, temas atuais como a tecnologia, os estudos, a democracia, romance e namoro são tratados a partir da ótica infanto-juvenil, de maneira bem suave e sutil.      
 
      Com direção e coreografia de Anderson Rodrigo durante toda essa trajetória ininterrupta de produção, a Cia tem um repertório de mais de 10 espetáculos e mantém em seu elenco bailarinos com diferentes experiências de desempenho artístico e padrões estéticos corporais diversificados, que são perceptíveis em cena, possibilitando desta forma leituras diferenciadas em seus trabalhos, proporcionando ao público a visualização das obras a partir de diferentes pontos de vistas e com a possibilidade de entendimento clara e provocadora.

Serviço:
Minino – Áttomos Cia de Dança
Quando: 18 (sábado)
Horário: 17h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 20 e R$ 10
Classificação: livre
Informações:(71)3329-2418/92773210(Anderson)www.teatrogamboanova.com.br http://attomosciadedanca.blogspot.com.br/


Ficha Técnica:
Direção Geral e Coreografia: Anderson Rodrigo
Bailarinos: Elis Paixão, Bruno de Jesus, Raina Santos, Viviane Santes, Scarlet Ucha, Claudiana Honório, Flavio Bueno, Sulivan Costa, Marcelo Fiuza, Uanderson Cavalcante.
Texto: Marita Ventura
Música: José Maia
Músicos: Alex França, José Maia e Paulo Sérgio 
Laboratório de voz: Ágata Matos
Laboratório de Jogos Infantis: Lucas Machado
Fotos: André Frutuôso
Operação de Luz: Lukas de Jesus
Produção: Anderson Rodrigo
Realização: Áttomos Cia de Dança 

MÚSICA
Jurema Paes no show Mestiça

   Natural de Salvador, a cantora e compositora Jurema traz ao Gamboa Nova uma prévia do que será o show do seu segundo disco, Mestiça, dias 24 e 25 de abril (sexta e sábado), às 20h, com participações especiais de Letieres Leite, Roberto Mendes, Sebatian Notini e Tito Bahiense.
   O repertório é inédito e pautado em compositores como Elomar, Roberto Mendes e Tiganá Santana. O novo disco de Jurema vem sendo aclamado pela crítica especializada  como um dos melhores de 2014 (Saravá Discos).
 
    Mestiça tem sido celebrado como novidade,  além de revelar uma música brasileira conectada com dialetos africanos como bundo e quimbundo, articulando sonoridades e geografias. Também aponta novas direções para a renovação da música baiana. “O “esquenta” no Gamboa vem para o exercício dessa linguagem, antecipando a turnê do disco” – comenta Jurema.
   
  Entre os compositores estão Tiganá Santana, com “Ogum de Ronda” e “Elizabeth Noon”. Elomar com “Imbuzeiro” e “Chula no Terreiro”, além de “Não Pedi” de Roberto Mendes e Nizaldo Costa, “Maxixe Nagô” de Zeca Baleiro e Marcos Vaz e “La Caña” de Patrício Hidalgo. 
    
Jurema Paes é cantora, compositora e historiadora. Começou a estudar música e a cantar aos oito anos. Sua primeira referência musical veio por tradição oral em ambiente familiar, através do músico trovador e historiador Fábio Paes, seu pai. Estudou canto na Universidade Federal da Bahia, onde também realizou Mestrado em História. Em 2005, concluiu um doutorado em História das Culturas pela PUC/SP. Seu primeiro álbum é de 2002, uma parceria com o compositor, produtor musical e pianista Marcos Vaz. Jurema desenvolve uma trajetória multidisciplinar e, no rastro dessas articulações em processos contributivos, 
Mestiça, o segundo álbum da artista, alusão ao barroco mestiço da “cultura em trepadeira” do Brasil e da América Latina (termo utilizado por Amálio Pinheiro).

Serviço:
Mestiça show com Jurema Paes
Quando: 24 e 25/04/2015 (sexta e sábado) 
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 20,00 e R$10,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br http://www.juremamusic.com/
Fones: 71 33292418 (Teatro)  11 991608593/11 43299474 (Jurema)
Classificação: Livre

Ficha Técnica:
Voz: Jurema Paes
Contra Baixo: Kiko Woiski
Guitarra, Bandolim e Violões: Eddie Woiski
Guitarra e violão: Juninho Costa
Percussão e bateria: Rudson
Realização: Jurema Paes

Mais uma temporada de Diva Box
Mais uma vez de volta aos palcos do Teatro Gamboa Nova, o Diva Box traz novamente seus mash ups inusitados, colocando na mistura cantoras como Madonna, Fernanda Abreu, Spice Girls, Valesca Popozuda dentre outras.
    O repertório abrange desde a década de 80 e seu pop sintético e inocente, até os dias atuais, com as novas musas do pop e até aquelas figuras que ganharam 15 minutos de fama com a internet, como Inês Brasil. Após duas temporadas o Diva Box retorna ao Gamboa Nova às quartas feiras, dias 08, 15 e 22 de Abril, sempre as 20h.

Serviço:
Show Diva Box
Quando: 08, 15, 22 e 29/04/2015 (quartas)
Horário: 20h (bilheteria abre uma hora antes)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos, Centro.
Valor: R$ 20,00 e R$10,00 (meia)
Informações: www.teatrogamboanova.com.br https://www.facebook.com/divaboxbrasil
Fones: 71 33292418 (Teatro) 91887357 (João Figuer)

Ficha Técnica:
Direção e performance: Fernando Ishijuri
Performers: Mário Bezerra e Paulo Lopes
Realização: O Grupo

EXPOSIÇÃO

Mo Júbà – Um olhar sobre o Mensageiro 
                
     Mo Júbà - Um olhar sobre o Mensageiro é uma mostra fotográfica comemorativa dos 10 anos do Ilê Àse Ojisé Olodumare (Casa do Mensageiro). É composta por 15 obras da fotógrafa Andréa Magnoni, captadas durante o seu primeiro ano fotografando as festas públicas do Terreiro, mostrando toda beleza dos ritos sacros aos Òrìsàs. A curadoria é do Bàbálórìsà Rychelmy Imbiriba, responsável pela Casa do Mensageiro, que é um Ilê consagrado a Èsù.. 
     Mo Júbà é uma expressão em Yorubá que significa: "Meus Respeitos", foi escolhida como título pela fotógrafa, justamente pelo amor que tem pelos Òrìsàs, sentimento esse que fica evidente em cada fotografia da exposição. Com imagens geradas entre dezembro de 2013 e janeiro de 2015, as fotos privilegiam a beleza da ancestralidade, nos mais puros momentos de devoção às divindades africanas.

Serviço:
Exposição Mo Júbà – Um olhar sobre o Mensageiro
Quando: 08 a 30/04/15 (quarta a domingo)
Onde: Galeria Jayme Fygura do Teatro Gamboa Nova
Horario: 16h às 20h (qua a sab), das 14h às 16h (domingo)
Classificação: Livre
Informações: (71) 3329 2418  www.andreamagnoni.com.br 
Contato: (71) 8761-8944 (71) 9260-8619 (Andréa)
Ficha Técnica: 
Fotógrafa: Andréa Magnoni
Produção: Rychelmy Imbiriba 
Apoio Cultural: Casa do Mensageiro, Teatro Gamboa Nova e Aldeia Coletivo Cênico