ter?a-feira, 22 de outubro de 2019

LÍDER DO GOVERNO CULPA "HERANÇA MALDITA" PARA VIOLÊNCIA EM SALVADOR

Vide
| 09/09/2009 às 23:57
A chuva fez com que os torcedores improvisassem abrigos no jogo Brasil x Chile
Foto: BJÁ
  Miudinhas globais:

  1. Uma série de ações da Secretaria Estadual da Segurança Pública para conter os ataques em Salvador foi destacada pelo líder do Governo na Assembleia, deputado Waldenor Pereira (PT). As ações de policiamento ostensivo foram intensificadas em toda a capital, por meio de operações, abordagens e incursões em 24 eixos principais da cidade, com apoio do Batalhão de Choque, a Rondesp, Esquadrão de Motociclismo Águia e das Companhias de Policiamento Especializado.

 

  2. O líder responsabilizou os governos anteriores pelo quadro da segurança no estado e disse que o atual governo está fazendo um grande esforço para reverter a situação, comparando que no período de janeiro a junho do terceiro ano de gestão foram gastos 44,05% do orçamento na segurança, enquanto a administração de Paulo Souto investiu apenas 38,46%.

 

  3. "Os altos índices de criminalidade na Bahia demonstram que os sucessivos governos não investiram na segurança pública. Tanto que houve redução do efetivo da Polícia Militar observeu avaliando que isto está repercutindo no quadro atual, mas o Governo Wagner está agindo para reverter a situação e já contratou de 3 mil 200 policiais militares e realizou concurso para admissão de mais 3 mil 200.

  4. Agora, veja a opinião do deputado ACM Neto (DEM): "a maior demonstração de que o governo Jaques Wagner perdeu totalmente o controle da segurança pública no estado e está omisso em relação à explosão dos índices de violência é o anúncio da criação de mais uma pasta no primeiro escalão - a Secretaria Extraordinária da Copa (Secop), medida que será anunciada nesta quinta-feira (10).

  5. "O governador continua fazendo politicagem e aparelhando o estado. Ele deveria usar o dinheiro que será gasto no funcionamento da secretaria para comprar coletes à prova de bala, equipar os módulos policiais, comprar mais combustível para as viaturas e papel higiênico para as delegacias", diz.

  6. Seria até mais interessante para a própria Copa do Mundo, porque, do jeito que está, quando chegar em 2014, Salvador terá índices de violência ainda maiores”, afirmou o democrata.

  7. ACM Neto lembrou que existem quase 150 cidades - das 417 que compõem a Bahia - que não têm delegados e que muitas unidades somente funcionam, mesmo precariamente, porque contam com a ajuda de prefeituras.

  8. "O que estamos vendo em Salvador é reflexo do desgoverno de Jaques Wagner. A cidade está sitiada, módulos policiais foram metralhados, ônibus incendiados e o governador ainda tem a coragem de dizer que não precisa de ajuda da Força Nacional de Segurança".

   9. Para Neto, Salvador precisa urgentemente da Força Nacional de Segurança. "Trata-se de uma corporação treinada para atuar nas áreas urbanas contra a criminalidade. Ou seja, está preparada para ajudar o governo do estado no combate aos altos índices de violência".

  10. Através de nota distribuída pela Secretaria de Comunicação Social, o prefeito João Henrique manifestou solidariedade à população de Salvador, que vive clima de medo em virtude de ataques praticados por criminosos principalmente contra módulos policiais e ônibus urbanos.

  11. João disse que trabalhadores honestos como policiais militares e rodoviários saíram de suas casas para exercer suas funções e sustentar suas famílias e terminaram o dia feridos em hospitais depois de serem surpreendidos por bandidos comprometidos apenas com o crime e com a proliferação do terror.

  12. O prefeito afirmou que vem constantemente recebendo informações sobre a situação que já ganhou destaque na mídia nacional, mas que confia na inteligência e ação firme das polícias Civil e Militar que rapidamente devolverão a Salvador o clima de paz que a cidade merece. "É preciso urgentemente se dar um basta nesta situação".

  13. O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quarta-feira (09), julgou procedente a denúncia lavrada contra a ex-prefeita de Casa Nova, Dagmar Nogueira dos Santos Brito, pela realização, no mês de julho de 2008, de despesa com publicidade sem a comprovação do conteúdo do material publicitário veiculado, no montante de R$ 9.400,00.

  14. O relator, conselheiro Raimundo Moreira, determinou a ex-gestora o ressarcimento de R$ 9.400,00 aos cofres municipais. Cabe recurso da decisão.

  15. A ex-prefeita opinou por não apresentar defesa, deixando o feito correr à revelia, não restando ao TCM outra alternativa se não apreciar e deliberar sob as condições em que se encontrava.

  16. A relatoria destacou que a não comprovação do teor do material publicitário citado pressupõe a intenção de ocultar ou subtrair do conhecimento do tribunal o procedimento que não esteja inteiramente ajustado aos regramentos legais pertinentes, resultando assim, no ressarcimento das despesas decorrentes.

  17. Promover a confraternização entre as empresas do segmento contábil baiano, parceiros, patrocinadores e colaboradores é a finalidade da Chopada SESCAP BAHIA, em sua quarta edição. Este ano, a festa ganhará mais espaço, melhor acesso e novo endereço: o Clube TEA, na Av. Brigadeiro Alberto da Costa Matos, s/n, em Lauro de Freitas. Presenças confirmadas do grupo Aquarela do Samba e da Banda Carnava

  18. Tribunal de Justiça da Bahia foi multado por pagamento de férias a desembargadores já aposentados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). A punição foi aplicada após análise das contas de 2005 do Instituto Pedro Ribeiro de Administração Judiciária (Ipraj), braço gestor do Judiciário baiano, a ser oficializada na sessão plenária de amanhã. As contas de 2006 a 2008 ainda não foram julgadas pelo TCE. A multa é de R$ 3,9 mil - a mais alta para a situação.

   19. As contas foram aprovadas com ressalvas e recomendações, depois de empate em 2 a 2, pois a conselheira substituta Maria do Carmo Cadidé defendeu a rejeição e foi acompanhada pelo colega Pedro Lino.  O presidente Manoel Castro deu o voto de minerva pelas ressalvas e multa.

  20. O relatório da auditoria e os votos não foram divulgados pelo TCE. Manoel Castro alegou que somente hoje pode tornar público o documento, pois ele deve ser ratificado no plenário, como manda o regimento. O relatório deve indicar quanto o TJ-BA, através do Ipraj, pagou em férias aos desembargadores aposentados, além da quantidade daqueles que foram beneficiados. 

  21. O jogo Brasil x Chile não foi um baba como se esperava. Teve até lances para pirão. O juiz teve uma atuação impecável. Os jogadores brasileiros têm mania de mandar nos árbitos e se deram lam. Felipe Melo foi expulso de maneira justa.

  22. O governo da Bahia utilizou o telão de Pituaçu para exibir alguns dos seus filmes comerciais. Bacana. Midia boa e barata.

  23. Agora, não pegou bem a locutora oficial do estádio anunciando cartões amarelos e substituições de jogadores. Dizia ela, sempre: - O governo do Estado informa: sai Adriano e entra Diego Tardelli. - O governo do Estado informa: cartão vermelho para Felipe Melo. Que coisa!

  24. O Rasta do Pelô quase roda a baiana na entrada do Estádio de Pituaçu. Um capitão da PM queria proibir seu acesso com guarda-chuva sob a alegação de que o paraáguas poderia servir como arma à marginais. Santo pai!

  25. A torcida do Bahia anda numa carência afetivo-futebolística enorme ao cantar o hino tricolor em pleno jogo da seleção.

  26. E Dunga? Mostrou que entende de bola. Faz tudo errado, mas, dá certo. O cara nasceu com aquilo pra lua.

  27. E que lua a do jogo. Chuva de abrigar qualquer gripe suina. Chovia, parava; chovia, parava. Aliás, quando entrou o pessoal do Ilê Aiyê dançando e cantando na pista aí é que foi chuva.

  28. Meu amigo, um rufles de queijo em Pituaçu custava a bagatela de R$4,00. Normalmente, no Atakarejo, vale R$0.90. É a crise.

  29. De repente o helicóptero da PM deu uma rasante no Estádio e o torcedor do Vitória grito: - Lá vem Ivetona.

  30. A PM utilizou alta tecnologia para verificar se o torcedor acessava o estádio armado. Foi na base da apalpadela.

  31. O careta do Cortejo Afro requebrou tanto na pista que quase Dunga leva-o para jogar no meio de campo da seleção.

  32. Falar no jogo propriamente dito, Adriano não tá jogando nada. E Daniel Alves, com saudade da Bahia, foi o maior delegado da noite.

  33. A condição de ialorixá do Ilê Axé Opó Afonjá será engrandecida ainda mais com a concessão do título de Doutora Honoris Causa a Maria Stella de Azevedo Santos, a conhecida Mãe Stella de Oxóssi. Nesta quinta-feira (9), às 9h15, a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) realiza a solenidade de entrega do título, no teatro do Campus I, Cabula.


   34. Entre os convidados está o governador Jaques Wagner, que pede licença para homenagear a ialorixá, assim como ministro da Cultura, Juca Ferreira e o fundador da Associação Cultural Bloco Carnavalesco Ilê Aiyê, Antônio Carlos dos Santos (o Vovô do Ilê). A cerimônia será aberta ao público.
 

  35. Em 2 de maio de 1925, Mãe Stella tornou-se ialorixá do Ilê Axé Opó Afonjá em 1976, passando a ser a quinta sacerdotisa do Candomblé de São Gonçalo do Retiro. É graduada pela escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (UFBA), com especialização em Saúde Pública, e exerceu a profissão por mais de trinta anos como funcionária pública do Estado.


  36. Em 1980, Mãe Stella de Oxóssi fundou o primeiro museu de um terreiro de candomblé: o Ohun Lailai. É também a presidente emérita do Instituto Alaiandê Xirê, do qual foi a fundadora. Ela também se destacou por ter sido a primeira ialorixá, de um terreiro tradicional, a combater o sincretismo religioso com a Igreja Católica.


  37. Em 2001, ganhou o prêmio jornalístico Estadão, na condição de fomentadora de cultura. É ainda detentora da comenda Maria Quitéria, da prefeitura de Salvador, da Ordem do Cavaleiro, do governo estadual, e da comenda do Ministério da Cultura (MinC). Respeitada em todo território nacional, vem realizando palestras e participando de seminários sobre a cultura afro-descendente.

  38. Não causa nenhuma surpresa mais uma paralisação dos professores da rede estadual de educação. Esta manifestação não deveria ser somente pela unificação de turmas matriculadas em diversas escolas, a chamada "enturmação", mas também pela falta do pagamento do Piso Salarial Nacional dos Professores (Lei nº 11.738/08), comenta o deputado federal Severiano Alves.

  39. E ainda pela falta de um plano de carreira atualizado e que tenha como base a Lei do PSNP. Hoje o valor do PSNP é equivalente a R$ 1132 e deverá ser acrescido das vantagens do cargo. Lamentavelmente, o estado paga um piso de "um salário mínimo" para o mesmo nível, ou seja, nível 1.


  40. O que se observa ao longo do atual governo é que não havia e não há prioridade para a educação. Por isso a insatisfação generalizada, conclui Sveriano.

  41. Em tempo, o deputado Severiano bem que tentou ser secretário de Educação do governo Wagner e não conseguiu.
 

  42. A prefeita Moema Gramacho, de Lauro de Freitas/BA é uma das finalistas da 14ª edição do Prêmio Cláudia, na categoria Políticas Públicas.

 43. Para Moema, a indicação, independente do resultado final, que só será conhecido em outubro, já é por si um reconhecimento do trabalho desenvolvido em Lauro de Freitas, sobretudo na área social, de geração de trabalho e renda, da saúde e da educação.