quinta-feira, 24 de agosto de 2017
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BAHIA faz ponto precioso contra Coritiba e é 6º

Bahia faz boa campanha e chega ao sexto lugar na tabela do Brasileirão
15/06/2017 às 19:35
Um bom público no Couto Pereira para o intenso, pegado, e disputado empate entre o Tricolor Baiano e o Coritiba, sem gols, na tarde do feriado de Corpus Christi em Curitiba (PR).  O jogo só não foi melhor por conta a fraca arbitragem do soprador de apito Vagner Reway, que fez de tudo para melar a partida. 

O time baiano conquistou o seu primeiro pontinho fora de casa, na competição, teve uma boa atuação e termina a sétima rodada em 6º lugar na tabela de classificação, com 10 pontos ganhos. 

  O líder é o Corínthians  (19 pontos) e o Coritiba, invicto dentro de casa, está em terceiro, com 14 pontos, colado no Grêmio, que é o segundo.  
*
Escalações:  
Coritiba: Wilson, Dodô, Márcio, Werley e Carleto: Alan Santos, Mateus  Albedjane e Tiago Real (Tiago Dias); Henrique (Alessandro), Kleber e Rildo (Tomas).   Treinador: Pachequinho.
Bahia : Jean, Eduardo, Tiago (Becão), Lucas Fonseca e Mateus Reis; Edson, Renê Jr , Allione (Juninho) e Zé Rafael; Mandoza e Edigar Junio. Jorginho de treinador. 
Árbitro : Vagner Reway, do Mato Grosso. 
*
Bola rolando

-  A partida começou num ritmo alucinante. Aos 2 ‘, Mateus Reis avançou livre pela esquerda e cruzou rasante,  Edigar Junio se esticou na pequena área e por pouco não alcançou. A resposta  veio na sequência, com uma finalização perigosa de Henrique, cobrindo o travessão

O Coxa tentando pôr pressão. Muitas faltas duras, catimba, corpo a corpo e o árbitro mostrando pouca firmeza, indeciso, envolvido.  

-   Aos 22’, nova arrancada de Mateus Reis pela esquerda, o cruzamento fechado e Wilson salvou nos pés de Mendoza. 

-  Aos 30’, Mateus Albedjane costurou pelo meio e bateu da entrada da área, fora. Aos 32, foi a vez de Henrique, que limpou e bateu colocado de fora, perto da trave, assustando Jean. 

-  Aos 41’, a melhor chance de gol, favorável ao Coritiba: troca de passes rápidas, finalização, boa defesa de Jean dando rebote que Henrique não soube aproveitar, de frente pro gol. O Coritiba em cima, levantando bolas na área, na pressão. 
  A despeito da coleção de passes errados, de lado a lado, foi um bom jogo, animado, duro e equilibrado na primeira etapa; empate justo.

*
  As equipes retornaram dos vestiários com os mesmos atletas, a mesma vontade, mas num ritmo mais cadenciado de jogo. 

 - Aos 5 minutos, a grande chance do tricolor num ótimo contragolpe; Edigar Junio deixou Mendoza de cara, o colombiano colocou e Wilson triscou, salvando. O Árbitro não viu o escanteio.  Sò vê para um lado, arbitragem tipicamente caseira.  Um Bahia mais ofensivo no começo da segunda etapa. 
*
 Aos 25’, o árbitro viu algo, fora do lance, numa cobrança de escanteio e expulsou Édson e Cleber, um de cada lado.   A TV mostrou apenas uma cusparada de Cleber no atleta tricolor, e Edson jogou-se no gramado.  Absurdo ! Cleber já tinha distribuído soco e cotoveladas, antes, sem levar sequer um cartão amarelo.   Jogo parado por mais de 5 minutos. 

- Aos 44’, Renê Jr arriscou de fora e o balaço passou raspando o poste de Wilson.  Aos 48’, numa cobrança de escanteio, a bola raspou na cabeça de alguém, na pequena área, e quase surpreende Jean, passou perto. 
 - Aos 49’, num ótimo contragolpe, Zé Rafael driblou na meia lua e bateu colocado para Wilson salvar. No troco, último lance, Jean arrojou-se para salvar uma bola que resvalou na zaga e ia entrando. Final  emocionante.   
  Deu empate. Coritiba com mais posse de bola na primeira etapa e o Bahia bem melhor no tempo final.  Justo, jogo bom de ver. 
 *
 Destaques

 Jean, sem falhas; dos laterais, Mateus foi mais ofensivo, mais produtivo que Eduardo; Tiago e Lucas impecáveis; Renê Jr o melhor disparado no  meio campo; Zé Rafael bem, o estreante colombiano Mendoza com alguns lampejos e Allione abaixo do normal.

No Coritiba, o goleiro Wilson garantiu a meta com três ótimas intervenções, a zaga é sólida, Tiago Real foi o melhor no meio enquanto teve pernas e Cleber continua o mesmo, dá mais porrada do que joga bola.
 
 O árbitro central, mato-grossense, da FIFA, prejudicou o espetáculo com sua insegurança e tibieza para controlar a partida. Dois pesos e duas medidas, sempre, favorecendo o time paranaense.  A expulsão de Edson foi absurda.  
 *
 Próximo jogo do Bahia, domingo, na Fonte Nova, contra o Palmeiras.
 O Vitória joga no final de semana contra o Spor do Recife, na Ilha do Retiro.

*

Oitavas de final 

 Copa Libertadores da América /2017, definidos os confrontos: 
- Guaraní-PAR x River Plate; Jorge Wilstermann x Atlético-MG; The Strongest x Lanús; 
   Emelec x San Lorenzo,  Atlético-PR x Santos; Barcelona de Guayaquil x Palmeiras;
   Nacional-URU x Botafogo e Grêmio x Godoy Cruz.
**
 A Copa das Confederações
O torneio começa sábado, na Rússia. Sem o Brasil, a competição terá o melhor dos continentes em campo. Alemanha, Chile, México, Portugal, Russia, Camarões, Austrália e Nova Zelândia .
 Pra começar, Rússia x Nova Zelândia; Portugal x México. Olho na tevê. . 
*
Okê Arô, Odé ! Salve Oxóssi, o caçador.