segunda-feira, 15 de outubro de 2018
Tecnologia

Salvador sediará Congresso Mundial de Trauma

O evento já teve edições em países como Índia e Estados Unidos
SMS ASCOM , Salvador | 11/10/2018 às 05:23
Salvador sediará Congresso Mundial de Trauma
Foto: div

 

O Brasil vai sediar pela segunda vez o Congresso Mundial de Trauma (CMT). Esta edição, a sétima do evento internacional dedicado a médicos e cirurgiões traumatologistas de todo o mundo, ocorrerá na capital baiana em setembro de 2024. Salvador concorreu com cidades como Tókyo (Japão) e Xangai (China) e foi escolhida no último dia 26 de setembro pela Sociedade Mundial de Trauma (SMT) durante o 3º CMT realizado em San Diego, nos Estados Unidos (EUA). 

 

“Salvador ganhará muito ao sediar um evento desse porte, pois significa que o modelo de urgência aplicado aqui é referência na medicina mundial. Além disso, todas as experiências exitosas e de ponta que serão discutidas no congresso poderão ser incorporadas de forma pioneira na rede de emergência do município, melhorando cada vez mais o atendimento aos soteropolitanos”, comemorou o secretário de Saúde de Salvador, Luiz Galvão. 

 

Entre os critérios de escolha para sediar o evento em Salvador está a estrutura do novo Centro de Convenções da cidade com previsão de ser inaugurado em setembro de 2019, a acessibilidade do aeroporto internacional e o desenvolvimento e ampliação da urgência e emergência da rede municipal desde 2012. O tema a ser debatido durante o congresso na capital baiana será “Cirurgia do Trauma e Cirurgia de Emergência”. 

 

A previsão de público é de três a quatro mil participantes de todas as partes do mundo. “É a oportunidade que médicos, cirurgiões e outros profissionais da área da saúde se reúnam a fim compartilhar o que Salvador produziu de conhecimento no campo da urgência e emergência, contribuindo com a rotina hospitalar de outras localidades do mundo. Além disso, a ocasião reúne todos os avanços dos protocolos e atendimentos da medicina traumatológica mundial”, explica o médico cirurgião de trauma do Hospital Municipal de Salvador (HMS), André Gusmão. 

 

A conferência, que ocorre a cada dois anos, terá sua próxima edição na Austrália (2020) e depois no Japão (2022).   

 

Protocolo IAM – O SAMU Salvador criou em 2009 o Protocolo Infarto Agudo Miocárdio (P-IAM) no intuito de fomentar uma rede integrada de atenção de auxílio no manejo e regulação do paciente que apresente o quadro de infarto em sua pior modalidade - infarto com supra. A eficácia do programa no âmbito da urgência e emergência ficou mundialmente conhecido sendo, inclusive, premiado no Congresso Interamericano de Buenos Aires (2015). Também já foi apresentado em Munique, na Alemanha; e Amsterdam, na Holanda, além de ser publicado em revistas internacionais como a American Heart Association. 

 

O projeto atua 24h com uma equipe de cardiologistas, internos de medicina e enfermeiros, otimizando recursos de tempo, equipamentos e medicamentos para atender os quadros de infarto das unidades pré-hospitalares com os pacientes. A dinâmica para identificar e agir de forma rápida para reverter o quadro e salvar vidas se estende a constante educação em rede, treinando os profissionais das unidades de saúde. Em quase 10 anos de atuação o protocolo beneficiou cerca de 4 mil soteropolitanos.