quinta-feira, 24 de agosto de 2017
Esporte

LEÃO DA BARRA detona Leão da Ilha e sai da Z-4, por ZÉDEJESUSBARRÊTO

O Vitória não tomou conhecimento do Sport Recife e venceu por 1x3
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 18/06/2017 às 21:13
Sport 1x3 Vitória
Foto:
   O Campeão baiano, Vitória, Leão da Barra, foi a Recife e não tomou conhecimento do Leão pernambucano, mesmo dentro da Ilha do Retiro, a toca deles, vencendo bem pelo placar de 3 x 1, primeiro triunfo fora de casa.
   
Fora da zona

  Mais importante ainda porque, com esse resultado, o rubro-negro baiano fugiu da zona de degola e jogou o Sport lá dentro. A equipe baiana chegou a oito pontos ganhos, em 16º lugar. Com oito também, mas já na zona, estão o Sport e o Atlético (PR). Os dois últimos são o Atlético (GO) com seis, e o Avaí com cinco.

  Nas pontas  
  Nas cabeças da tabela de classificação estão o Corínthians, líder, com 20 pontos, seguido do Grêmio com 18. Coritiba é o terceiro, com 15, enquanto Santos e Chapecoense estão com 13.  Vasco e Botafogo, com 12; Ponte Preta, Fluminense e Flamengo com 11 e o Bahia, em 11º com 10 pontos. Também com 10 estão Palmeiras, São Paulo e Cruzeiro.  
 **
  Briga de Leões 

  Noite fria, chuva fina em Recife, Ilha do Retiro pegando um público meia boca (sete mil nas arquibancadas). 
*
 Escalações

 O Sport do posudo Vanderley Luxemburgo com Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Duval e Sander (Marquinhos); Fabrício (Tomás), Patrick, Richely, Diego Souza; Oswaldo e André (Leandro Pereira). 

O Vitória de Gallo escalado com Fernando Miguel, Salino, Kanu, Fred e Géfferson; William Farias, Uilian Correa (Renê), Patric e Neilton (André Lima); Yago (Cleiton Xavier) e David. 
Árbitro: André Luis castro, de Goiás. 

*
  Leão baiano mais esperto

- A primeira chance de gol foi do Vitória, logo no primeiro minutos, com Géfferson pegando uma sobra, livre, batendo forte, raspando a trave, o goleirão só espiando. 

- Gol !  16 minutos, 1 x 0 Vitória. Numa rebatida errada na saída de bola do Sport, a defesa pernambucana parou pedindo impedimento e Kanu entrou livre, desviou do goleiro e Uilian Correa completou com o arco vazio. 
   Jogo equilibrado, mais favorável à equipe baiana, na frente do marcador; até porque o Sport joga tocando muito lateralmente, marca frouxo e parte lento para o ataque. Facilita assim a marcação no meio campo. O torcedor quieto, desconfiado.

 - Aos 34’, a defensiva do Sport deu mole, David achou Patrick penetrando livre na pequena área, ele completou mas Magrão fez uma defesa milagrosa, esticando a perna. Dois minutos depois, novamente Magrão salvou de tapa uma cabeçada  que ia entrando no ângulo. 

 - Gol ! Vitória, aos 37. Após cobrança de escanteio, David escorou e Kanu chegou firme, de frente, livre, enchendo o pé e estufando as redes: 2 x 0.

 - O Sport diminuiu no finalzinho, 2 x 1, aos 45 minutos. Escanteio da esquerda, a defensiva baiana cochilou, Duval testou e Diego Souza desviou do goleiro na pequena área, pondo o Sport no jogo.

 O que se viu no primeiro tempo foi um Vitória rápido, com vontade, ganhando rebotes e divididas contra um Sport, dono da casa, sem fibra, displicente, arrastando-se em campo como se tivesse acabado de comer uma feijoada. Fernando Miguel praticamente não trabalhou. A partida parecia fácil, mas ... uma vacilada da zaga baiana e os leões pernambucanos acordaram, vivos. 

*

  Tempo final: 
   Luxa deve ter sacudido a moçada nos vestiários e o Sport voltou mais esperto a campo. O jogo ficou mais rápido, mais aberto, mais lá e cá, embora com pouca bola no chão, raras trocas de passes. Na base da briga pela bola, muito chutão pro alto. 

  - Por volta dos 3, 4 minutos, o ataque do Sport ganhou fácil duas bolas altas na área baiana, em cabeçadas que levaram perigo. Desatenção ? 

 -  O Leão baiano rosnou na frente, aos 11, com uma bomba de Neilton sobre o travessão. Aos 14, Oswaldo levou Gefferson na corrida pela direita e cruzou rasante para cabeçada de Ritchely, fora.  Aos 15, após ótima jogada pela esquerda, André chegou batendo na pequena área, mas errou o alvo, perdendo chance clara de empatar. O Sport mais ofensivo, chegando mais. 

  - Aos 18’, o rubro-negro baiano ameaçou, Cleiton Xavier finalizando na área e errando o alvo. Aos 27 foi a vez de Patric bater de fora, obrigando Magrão a se espichar, espalmando.

 - GOL !  3 X 1 Vitória. Aos 33 minutos, a defesa pernambucana parou pedindo impedimento (claro), a arbitragem comeu mosca, Cleiton Xavier entrou livre pela direita, dois rubro-negros soltos na pequena área, André Lima escorou em cima da linha e o gol foi validado.

 - Aos 41’, Fernando Miguel teve de se arrojar corajosamente nos pés do atacante Leandro Pereira para evitar o segundo gol do Leão da Ilha. 

 *
  Destaques:
  Pelo Vitória, Fernando Miguel, Kanu comandando a zaga, o lateral Géfferson, Patric e Cleiton Xavier que entrou muito bem no segundo tempo. 
  No Sport, Magrão ! No mais, um time opaco, sem força, sem padrão de jogo, perdido. 
  *
  O rubro-negro baiano volta a campo na quarta-feira, 19 hs, no Barradão, contra o Santos (SP)